Brasil

Fluminense conta com gratidão de Luiz Henrique para largar na frente em Fla-Flu nos bastidores

O Flamengo até o procurou primeiro, mas é o Fluminense que tem o coração de Luiz Henrique, ainda que precise se acertar com o Betis

O retorno de Luiz Henrique ao Brasil promete ser animado. Depois do Flamengo sinalizar o interesse de tê-lo por empréstimo com opção de compra, o Fluminense foi pelo mesmo caminho e deseja repatriar o moleque de Xerém. O clássico Fla-Flu, que tem sido tão protagonista no futebol brasileiro nas últimas temporadas, ganhará um capítulo longe das quatro linhas.

A Trivela apurou que, até o momento, o Fluminense está à frente nas negociações. Diferente de outros formados na base do clube, Luiz Henrique não balançou com o interesse do Flamengo e ainda vê o Tricolor como principal destino em provável retorno ao Brasil. Tudo vai depender, no entanto, de extensa negociação com o Real Betis, detentor dos direitos do jogador.

Betis quer vender, mas moldes atrapalham a negociação

As primeiras páginas da negociação já apresentaram um impasse. Tanto Flamengo quanto Fluminense buscam a contratação de Luiz Henrique por empréstimo de um ano, com opção de compra ao fim do vínculo. O Real Betis quer vendê-lo, mas, na ausência de acordo, não descarta conversar nos moldes dos clubes brasileiros. Dependerá da proposta.

Luiz Henrique não conseguiu se firmar no Betis em 2023 (Foto: Antonio Pozo / Pressinphoto / Icon Sport)

O extremo brasileiro está em baixa na Espanha desde que esteve envolvido em investigação de manipulação de resultados, via casa de aposta, junto com Lucas Paquetá. Ao contrário do jogador do West Ham, contudo, Luiz Henrique não conseguiu se realocar e está fora dos planos do Betis. A imprensa espanhola, por intermédio do jornal AS, inclusive, confirma o interesse na venda para abrir um espaço entre os estrangeiros do elenco.

Veja números de Luiz Henrique na atual temporada

  • 17 jogos (8 como titular)
  • 686 minutos (40 por partida)
  • 3 participações em gol (1 gol e 2 assistências)

Luiz Henrique prefere o Fluminense, mas vai ouvir o Flamengo

Desde o primeiro contato, Luiz Henrique não escondeu que prioriza o Fluminense se retornar ao Brasil. Não é que ele tenha descartado totalmente o interesse do Flamengo, pelo contrário, está em contato constante com a diretoria rubro-negra, mas a passagem pelo Tricolor é determinante. As tratativas devem se arrastar até, pelo menos, a virada do ano.

Nenhum dos dois clubes teve grandes avanços no negócio, já que precisam lidar com a divergência junto ao Betis, mas o Fluminense está mais confiante para fechar a contratação. A disputa será travada nos bastidores e terá figuras de peso como Paulo Angioni e Marcos Braz no comando.

Gratidão pesa no negócio

O Flamengo já foi uma espécie de oásis para outros jogadores formados na base do Fluminense, que tiveram insucessos na Europa. Ayrton Lucas, Gerson e Pedro, por exemplo, voltaram ao futebol brasileiro para vestir a camisa rubro-negra recentemente, depois de curtas passagens por Spartak de Moscou, Olympique de Marselha e Fiorentina, respectivamente.

Luiz Henrique em ação pelo Real Betis (Foto: Antonio Pozo / Pressinphoto / Icon Sport)

O projeto do clube da Gávea é o principal atrativo para esses jogadores, afinal, quem não quer ser protagonista, ter uma estrutura de primeiro mundo e disputar títulos todos os anos. Para Luiz Henrique, no entanto, isso não é o bastante para tirá-lo do caminho do Fluminense. O sentimento de gratidão do atacante é o que mais pesa para a negociação no momento.

— Nunca, nunca. É sério. Meu coração é Fluminense. Minha conexão com o Fluminense é outro nível. É loucura, eu vejo todos os jogos, eu comento tudo, a torcida pede “volta logo, já tá comentando tudo”. Eu sou tricolor de coração. Tá louco — disse, em maio de 2023, ao podcast Bons de Bola.

A mudança de vida proporcionada pelo Fluminense, especialmente no âmbito familiar, é algo que Luiz Henrique não esqueceu. Ele e seus representantes sabem que o Tricolor fez de tudo, desde a passagem por Xerém, para deixar o atacante confortável. Em resumo, o Flu plantou e, agora, pode colher frutos e se reforçar com um grande jogador.

É importante frisar, também, que o Fluminense terá um 2024 recheado de possibilidades de glórias. Por ter vencido a Libertadores, o Tricolor disputará a Recopa Sul-Americana e é sério candidato ao bicampeonato, além das disputas de Brasileirão e Copa do Brasil. A equipe das Laranjeiras também é figurinha carimbada para o “Super” Mundial de Clubes, a ser realizado em 2025. O projeto do ex-clube, portanto, também é um atrativo.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo