Brasil

Chegada de Ramón Díaz ao Corinthians pode causar reviravolta em negócio com Fausto Vera e Atlético-MG

Argentino quer contar com volante argentino, que também é um pedido de Diego Milito no Galo

A negociação para a venda do volante Fausto Vera, do Corinthians para o Atlético-MG, pode ter uma reviravolta. Com a chegada do técnico Ramón Díaz ao Timão, o clube deve segurar alguns negócios que estavam encaminhados e o principal deles é o do meio-campista argentino. 

Argentino, Ramón gosta de trabalhar com compatriotas. Além disso, o profissional, que está próximo de fechar com o Timão, tem ótimas referências de Fausto do período em que o jogador atuou no Argentinos Juniors. 

O meia tem treinado em separado desde que pediu à antiga comissão técnica para não completar o sexto jogo pelo Brasileirão e poder defender outro clube pela competição. A decisão gerou atritos entre ele António Oliveira, treinador que deixou o clube na última semana.

A diretoria e o departamento de futebol corintiano aguardam a chegada do técnico ao Brasil para conversar sobre o elenco.

Ainda que Ramón Díaz queira contar com Fausto Vera, a ideia do clube alvinegro é entender como o treinador enxerga o atleta no elenco, já que há o interesse do Corinthians em fazer o negócio, muito por conta da dívida que possui com o Argentinos Juniors. 

No início deste ano, o clube argentino acionou o Timão na Fifa cobrando 3,45 milhões de dólares (R$ 17 milhões, na ocasião). A equipe alvinegra recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para ganhar tempo e levantar os recursos para pagar a equipe portenha.

Por isso, vender Fausto pelo valor de 4 milhões de dólares (R$ 21,7 milhões, na cotação atual) oferecido pelo Atlético-MG é visto como um bom negócio pelos corintianos. 

O Corinthians garante que já pagou cerca de R$ 15 milhões pela contratação do meio-campista, que aconteceu em 2022, a pedido de Vítor Pereira, que à época dirigia o clube alvinegro. 

Ramón pretende agregar Fausto aos treinamentos

Ramón é aguardado em São Paulo ainda nesta semana. O intuito dele é colocar todos os atletas à disposição do Corinthians para treinarem e, assim, fazer as avaliações necessárias. 

Ele também vai se reunir com a diretoria corintiana para discutir nomes e perfis de reforços para serem buscados na janela de transferências do meio do ano. O técnico quer participar ativamente na montagem do elenco para o segundo semestre. 

Nas conversas para acertar com o Timão, Ramón pediu para ter autonomia em seu trabalho, mesmo entendendo que o clube possui alguns departamentos. 

Pressão no Atlético também é empecilho para negócio por Fausto Vera acontecer

O mau momento no Galo abre margens para críticas ao técnico Gabriel Milito. Ex-treinador do Argentinos Juniors, o profissional trabalhou diretamente com Fausto na equipe argentina e gostaria muito de voltar a trabalhar com o atleta. 

Tanto foi a insistência do técnico pela contratação, que a diretoria atleticana entrou, e venceu, um “braço de guerra” com o Boca Juniors, fazendo uma proposta que, em valores, foi o dobro em relação ao que foi oferecido pela equipe argentina. Em ambos os casos, o Corinthians manteria 50% dos direitos econômicos.

Depois de salvação em 2023, Ramón Díaz deixou o Vasco com imagem arranhada (Foto: Icon Sport)
Depois de salvação em 2023, Ramón Díaz deixou o Vasco com imagem arranhada (Foto: Icon Sport)

Negociação travada atrapalha Galo, que corre contra o tempo

O travamento da negociação de Fausto Vera cria um grande problema para o Atlético. O alvinegro tem sofrido com um elenco curto e a chegada do reforço daria nova opção para um dos setores mais problemáticos do time.

Para se ter ideia da situação atleticana, no último jogo, a derrota de 3 a 0 para o Botafogo, o Galo precisou utilizar o volante Alan Franco que havia acabado de retornar da Copa América.

O equatoriano atuou por 87 minutos na quinta-feira (4), viajou dos Estados Unidos para o Rio de Janeiro, nem chegou a treinar e, ainda assim, foi titular contra o Botafogo.

Para piorar, com a expulsão de Igor Rabello na última partida, Otávio, o outro volante disponível, passou a atuar como zagueiro.

Já Paulo Vitor, jovem da base, de 19 anos, que voltou de lesão recentemente, começou jogando, mas ainda precisa de ritmo de jogo (e experiência), estando longe de ter as condições necessárias para assumir a titularidade do time.

Battaglia, volante de origem, tem atuado como zagueiro com Milito e assim jogou contra o Botafogo.

No banco de reservas, somente Igor Gomes era opção para o meio. Mas sendo um jogador menos defensivo, não foi acionado, visto que o Galo não podia se expor tanto tendo um a menos em campo.

Vera é pedido de Milito

O Atlético abriu negociação por Fausto Vera após pedido de Gabriel Milito, que trabalhou com ele no futebol argentino e o fez viver o melhor momento de sua carreira.

O jogador já vem sendo pauta no alvinegro há algumas semanas, após grande crise de desfalques se instaurar na Cidade do Galo.

No Argentinos Juniors, Vera se desenvolveu muito com Milito, se tornando um dos capitães do time. Na sua última temporada na Argentina e com o treinador atleticano, em 2022, ele fez 27 jogos, com cinco gols e quatro assistências. Foram os melhores números da sua carreira até aqui.

Ficar sem ele é um cenário de pesadelo para Milito, tanto pela ausência de reforço para uma das posições mais fundamentais para seu jogo e carentes no elenco atleticano, quanto pela impossibilidade de o treinador contar com um homem de sua confiança.

Além disso, o fato de a transferência ter estado muito próxima de se concretizar após semanas de negociação faz com que, em caso de falha, a situação se torne uma grande perda de tempo para o Atlético.

Com urgência para se reforçar e vivendo pressão crescente vindo da torcida, gastar tanto esforço em um negócio e ele não acontecer é um prejuízo enorme para o já atabalhoado planejamento alvinegro.

Foto de Fábio Lázaro

Fábio LázaroSetorista

Nascido em Santos, criado em São Vicente e entregue à São Paulo. Na Trivela desde junho de 2024, como setorista do Corinthians. Passagem pelo Lance! entre fevereiro de 2020 e maio de 2024, onde cobriu Santos e Corinthians. Por lá, também coordenou pautas e estratégias digitais. Atualmente, também é repórter na rádio 9 de Julho, comentarista no programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, e narrador freelancer.
Foto de Maic Costa

Maic CostaSetorista

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo