Copa do Brasil

Na troca de socos entre Gerson e Varela, quem apanha é a torcida do Flamengo

Treino do Flamengo foi interrompido por troca de socos entre Gerson e Varela; briga dá o tom do momento mais crítico da temporada

17 dias depois do episódio de agressão do preparador físico Pablo Fernández e Pedro, o Flamengo teve outro momento de “UFC”. Dessa vez, o volante Gerson acertou o rosto de Guillermo Varela, que está com suspeita de fratura no nariz. Um dia depois da força tarefa montada pela diretoria para apaziguar os ânimos, a panela de pressão do Rubro-Negro volta a ferver. Quem perde nisso tudo é a torcida.

Às vésperas do jogo mais importante da temporada, diante do Grêmio, pela semifinal da Copa do Brasil, os bastidores do Flamengo voltam a ser o assunto. E que mês para a equipe de Sampaoli: dois episódios de agressão, uma eliminação precoce na Libertadores e uma campanha abaixo das expectativas no Campeonato Brasileiro. 2023, definitivamente, é um ano para se esquecer no Rubro-Negro.

Varela questiona Gerson, que revida tentativa de agressão com soco certeiro

O último treino antes do jogo contra o Grêmio vinha em clima tranquilo. Na segunda-feira (14), a diretoria do Flamengo havia se dividido em frentes para aparar as arestas e apagar os focos de clima ruim antes da decisão, pela importância com que ela se apresentava na temporada. No entanto, tudo foi por água abaixo nos minutos finais da atividade.

Segundo apurou o ge, e a Trivela confirmou, Varela reclamou de falta sofrida por Gerson com Fabrício Bruno, e o volante não gostou. Depois de uma troca mais sincera de palavras, o lateral partiu para cima do Coringa, mas errou os socos e recebeu uma enxurrada de agressões. O uruguaio, que seria titular no jogo contra o Grêmio, tem uma fratura no nariz e corre o risco de ficar fora.

Sampaoli se isenta da confusão, mas é fundamental para solução

Como mostra o perfil, Sampaoli não deu muita importância para a confusão entre Gerson e Varela. O susto foi grande, por razões óbvias, mas o argentino procurou não interferir na troca de socos. Foram algumas lideranças do elenco, como Filipe Luís – já citado – e Rodrigo Caio que apaziguaram os ânimos e mandaram os envolvidos para fora do treino. Minutos depois, o Flamengo se pronunciou sobre o assunto.

Ambos foram retirados do treinamento após o ocorrido e serão multados pela diretoria. Depois do ocorrido, Sampaoli saiu da zona de conforto e mostrou como pode ser um líder no Flamengo: convocou uma reunião com lideranças para apaziguar os ânimos e entender o que está acontecendo. Filipe Luís, Rodrigo Caio e Gabriel representaram o elenco, enquanto Spindel esteve no papel do departamento de futebol. Marcos Braz, chefe da pasta, não estava no Ninho do Urubu.

Gerson é o segundo funcionário do Flamengo a agredir um companheiro em menos de um mês (Foto: Icon Sport)

Torcida do Flamengo pagará o preço por briga de egos

Filipe Luís, como bom torcedor do Flamengo, tentou fazer com que os atletas entendessem o sentimento da Nação Rubro-Negra. A briga de egos no Ninho do Urubu não é novidade para ninguém e já prejudicou mais a temporada do clube do que qualquer derrota. Agora, a classificação para a final da Copa do Brasil está ameaçada mais uma vez.

Um dia depois que a diretoria – com certo atraso – lutou para apaziguar os ânimos no Ninho do Urubu, o Flamengo faz questão de se complicar novamente. Um dia depois que Sampaoli e Pedro fizeram as pazes em conversa franca sobre a covardia psicológica e a agressão de Pablo Fernandez, o Flamengo faz questão de se complicar novamente.

Como entender o Flamengo? Um clube com orçamento milionário, tantos títulos importantes do que qualquer outro desde 2019 e, mesmo assim, tem dificuldade imensa para manter um ambiente saudável nos bastidores. Claro que o 2023 repleto de vexames não ajuda em nada o clima, mas não existe nada que justifique duas agressões em menos de 20 dias.

A foto de Sampaoli personifica o momento do Flamengo na temporada (Foto: Iconsports)

Mesmo com a vantagem de dois gols diante do Grêmio, o Flamengo entra em campo pressionado e sem qualquer confiança. Ainda corria o risco de perder dois titulares, já que a diretoria poderia suspender Gerson  pelo episódio de agressão, como ocorreu com Pedro, por exemplo. No entanto, o Rubro-Negro optou por manter o volante na relação, e Varela também pediu para jogar, mesmo com nariz fraturado.

Flamengo e Grêmio se enfrentam nesta quarta-feira (16), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Por ter vencido a ida por 2 a 0, em Porto Alegre, o Rubro-Negro tem a vantagem de perder por até um gol de diferença que, mesmo assim, se classifica. A equipe de Sampaoli também entrará em campo ciente do possível adversário, que sairá do duelo entre São Paulo e Corinthians.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo