Copa do Brasil

Em mais uma crise, Vasco tenta juntar os cacos contra o Fortaleza na Copa do Brasil

Em momento conturbado, sem técnico efetivo e com protestos da torcida, o Vasco encara o Fortaleza pelo jogo de ida da 3ª fase

Quatro depois da humilhante derrota para o Criciúma, pelo Campeonato Brasileiro, que culminou com a saída do técnico Ramón Díaz, o Vasco já precisa mudar o foco para uma decisão por outra competição. Ainda tentando juntar os cacos dos últimos dias conturbados e sob o comando do interino Rafael Paiva, o Cruz-Maltino visita o Fortaleza, nesta quarta-feira (1), às 19h (horário de Brasília), na Arena Castelão, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Contra um adversário complicado, o objetivo, é claro, é voltar vivo para decidir o confronto em São Januário.

Após passar por Marcílio Dias e Água Santa nas fases iniciais da Copa do Brasil, o sorteio da terceira fase colocou o Fortaleza no caminho do Vasco. Vale lembrar que, pelo ranking da CBF, o Cruz-Maltino ficou no pote B do último sorteio da competição. Assim, teoricamente estava entre os clubes menos qualificados e poderia pegar adversários mais complicados — como, de fato, aconteceu.

E o Vasco chega para encarar o Fortaleza no seu pior momento neste começo de temporada. Depois da eliminação para o Nova Iguaçu na semifinal do Campeonato Carioca, o Cruz-Maltino começou o Campeonato Brasileiro com apenas três pontos conquistados em quatro rodadas. Para completar, além da humilhante derrota para o Criciúma, no último sábado, em pleno São Januário, o Vasco ainda se viu envolto em um polêmico pedido de demissão de Ramón Díaz. O técnico comunicou a sua saída no vestiário, mas, após o clube anunciar que o argentino estava deixando o clube, Ramón afirmou que não havia pedido demissão e que ficou sabendo da decisão pelo X (Twitter). Pouco depois, o Vasco reforçou que a decisão partiu do treinador, assim como também apurou a Trivela.

Mesmo com toda a polêmica na noite de sábado, o imbróglio envolvendo Ramón Díaz só teve um ponto final na última segunda-feira. Isso porque, arrependido da decisão, o treinador tentou contatos para conversar com a diretoria da SAF do Vasco. O clube, no entanto, se manteve irredutível e não reconsiderou o pedido do experiente técnico argentino.

Vasco teve ‘visita’ de organizada no CT

Para completar o clima de crise antes da partida contra o Fortaleza, o Vasco ainda passou por outra cena típica de clubes que passam por momentos conturbados. Na última segunda-feira, integrantes de diferentes torcidas organizadas foram ao CT Moacyr Barbosa para cobrar os jogadores e a diretoria. Até mesmo o técnico interino Rafael Paiva e Pedro Martins, futuro diretor executivo do clube, que ainda não oficializado, também participaram da reunião com os torcedores.

Já na última terça-feira (30), os muros de São Januário amanheceram pixados com mensagens contra a diretoria da SAF e a 777 Partners, empresa que controla o futebol do clube. Os autores das pixações também ameaçaram os jogadores em caso de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Vasco ainda tem desfalque importante contra o Fortaleza

Como se não bastassem os problemas extracampo e a crise que o time já vive, o Vasco ainda tem um desfalque importante para o confronto com o Fortaleza, nesta quarta-feira. Poupado pelo Departamento Médico, o meio-campista Dimitri Payet não viajou com o elenco para a capital cearense. O francês, que voltava de lesão no joelho direito, foi titular no último sábado, contra o Criciúma, mas estava visivelmente abaixo fisicamente. Ele teve um primeiro tempo ruim e foi substituído no intervalo e, agora, voltou para o DESP (Departamento Especial de Saúde e Performance) do clube.

Provável escalação do Vasco contra o Fortaleza

Mesmo com poucos dias de treinos, o técnico interino Rafael Paiva deve promover mudanças importantes no time para a partida contra o Fortaleza. De acordo com o ge, o treinador vai voltar a usar o esquema com três zagueiros, muito utilizado por Ramón Díaz no começo da temporada. Além disso, vai reforçar o meio com três volantes.

Dessa forma, o Vasco deve entrar em campo contra o Fortaleza com: Léo Jardim; Paulo Henrique, Rojas, Maicon, Léo, Lucas Piton; Sforza, Hugo Moura, Mateus Cocão; David e Vegetti.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo