Brasileirão Série A

Vasco, enfim, confirma saída de Ramón Díaz em dia tenso com visita de organizada no CT

Após a goleada sofrida diante do Criciúma, clima para o técnico argentino ficou insustentável no Vasco

A goleada do Criciúma por 4 a 0 no último sábado (27), em São Januário, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro, representou o fim da linha para Ramón Díaz no Vasco. Logo depois do apito final, o Gigante da Colina anunciou a saída do treinador. A decisão se deu após o argentino se reunir com jogadores, sua comissão e o gerente de futebol cruz-maltino, Clauber Rocha.

Com o pedido de demissão de Ramón, o Vasco fez o comunicado oficial pelo X (antigo Twitter). O problema é que o treinador e seu auxiliar, Emiliano Díaz, foram à sala de imprensa alegando que foram “demitidos” pelas redes sociais. Ou seja, sem uma conversa direta com a diretoria. Em meio a esse cenário, os rumores de uma reviravolta na situação do argentino tomaram conta do Gigante da Colina.

Nesta manhã (29), foi ventilada uma possível reunião entre Ramón Díaz e Vasco para reverter a saída. Contudo, esse encontro sequer aconteceu, conforme apurado pela Trivela. O Gigante da Colina entende que, como o técnico e seu filho pediram demissão, não haveria mais clima para a continuidade da dupla. Além disso, já havia uma insatisfação com o trabalho do argentino em 2024.

Ramón foi de salvação a decepção no Vasco. No ano passado, ele foi um dos principais responsáveis por evitar o rebaixamento para a Série B do Brasileirão ao liderar um crescimento na metade final do campeonato. Por outro lado, a derrota para o Nova Iguaçu na semifinal do Campeonato Carioca, além da já citada goleada aplicada pelo Tigre, pesaram na escolha do Gigante da Colina em não voltar atrás em relação ao técnico argentino.

Torcida organizada faz cobrança no CT do Vasco

A segunda-feira (29) também reservou uma cobrança da torcida organizada Força Jovem do Vasco no CT Moacyr Barbosa. Em live no Instagram, um dos torcedores uniformizados chegou a dizer que não queriam mais Ramón Díaz no Gigante, e, que se o treinador ficasse, “seria um inferno”. Nesse momento, o CEO Lúcio Barbosa deixou claro que a intenção era não voltar atrás em relação ao treinador.

Durante o protesto da torcida organizada, jogadores e membros da direção da SAF do Vasco estavam presentes, incluindo o recém-chegado Pedro Martins. O diretor de futebol, que sequer foi anunciado oficialmente, se apresentou aos torcedores do Gigante da Colina dizendo que a mudança de mentalidade do grupo já poderá ser vista na quarta-feira (1), no jogo de ida contra o Fortaleza, na Arena Castelão, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Pedro também afirmou que, por mais que tenha sido contratado junto ao Cruzeiro nos últimos dias, já trabalha nos bastidores para buscar reforços na reabertura da janela de transferências. Vale lembrar que uma das principais reclamações da torcida do Vasco nesta temporada passa pela qualidade do elenco. Por fim, o diretor também pediu união para que o Gigante da Colina se recupere em 2024.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo