Copa do Brasil

Filho do Terrão, Breno Bidon mostra serviço como titular no Corinthians e ganha espaço com António Oliveira

Breno Bidon havia estreado no time principal do Corinthians há menos de uma semana, mas foi escolhido para substituir Maycon que sentiu desconforto muscular

Ainda no aquecimento nesta quinta-feira (14), Maycon sentiu um desconforto na coxa direita e foi sacado do time. Em seu lugar, o jovem Breno Bidon, de 19 anos, foi escolhido pelo técnico António Oliveira para substituir o camisa 7 na partida contra o São Bernardo. Foi apenas a segunda partida do “Filho do Terrão” na equipe principal do Corinthians, mas a atuação foi digna de um veterano. Muito seguro, o meia não demonstrou nervosismo, foi peça importante na classificação da Copa do Brasil e arrancou elogios de António Oliveira.

— Temos um plano estratégico para aquilo que são as mudanças que o jogo pode oferecer. Muitas vezes o jogo pode tomar caminhos diferentes e temos que agir de forma rápida. O Breno já tinha mostrado essa capacidade e eu sempre disse desde que cheguei aqui que não olho a idade. Eu olho talento, capacidade, caráter, competência técnica e tática, e o Breno tem tudo isso — afirmou o técnico António Oliveira em coletiva após a vitória.

Breno Bidon havia estreado no time principal do Corinthians há menos de uma semana. O jogador foi titular na última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista, o empate sem gols contra o Água Santa, também disputado no Estádio Primeiro de Maio, palco da vitória por 2 a 0 sobre o Bernô, na última quinta-feira (14).

— É uma joia que o Corinthians tem, como outras que felizmente o Corinthians ajuda a formar. Agora há pouco tempo vendeu um, o Gabriel (Moscardo), que continua conosco e muito provavelmente quando recuperar pode ser uma opção. É sinal de vitalidade do clube, de que está trabalhando bem, nós olhamos a qualidade, o talento… Podia entrar o Biro, o Giovane, o Kayke. Eu não olho nome, a história, olho quem são aqueles que podem melhorar, representar o Corinthians, assim estou sendo honesto com quem me paga — acrescentou o português.

Na conquista da Copinha deste ano, Breno Bidon foi escolhido o craque da competição e, desde então, viu as portas do time titular se abrirem. Na última semana, o meia renovou com o Timão até 2028, se tornando o jogador com o contrato mais longevo do elenco. Além disso, a diretoria estipulou uma multa rescisória de R$ 80 milhões para clubes do Brasil e de 50 milhões de euros (cerca de R$ 267 milhões na cotação atual) para equipes do exterior.

Raniele elogia maturidade de Bidon

Mesmo com um cenário delicado, Breno Bidon mostrou personalidade e maturidade para lidar com a pressão em um jogo decisivo. O volante Raniele, que fez parceria com o jovem atleta no meio de campo, teceu elogios à atuação do companheiro.

— São dois caras de extrema qualidade, o Bidon conseguiu fazer uma grande partida. O Maycon dispensa comentários. Quando soubemos que ele não ia jogar, veio aquele pensamento de que o jogador mais novo tem aquela ansiedade, e fui até ele dando tranquilidade, falando para ele fazer o que achasse que deveria fazer, que estaríamos ali correndo para ele, dando tranquilidade para ele errar. O Bidon é um jogador que isso se torna desnecessário pela qualidade que ele tem, é disso para mais e espero que ele possa contribuir — elogio Raniele.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo