Brasil

Thiago Almada vira a contratação mais cara da história do Botafogo; veja a lista

Botafogo vai pagar R$ 137,4 milhões pelo argentino Thiago Almada, superando a contratação de Luiz Henrique

O Botafogo, enfim, confirmou a contratação de Thiago Almada. O meia-atacante de 23 anos, campeão do mundo em 2022 com a seleção da Argentina, chega como um reforço que muda o patamar do elenco e do time do Glorioso para a sequência da temporada.

E, é claro, não saiu barato para o clube. O Glorioso pagou US$ 25 milhões (R$ 137,4 milhões, na cotação atual) para ter Thiago Almada, que virou a contratação mais cara da história do Botafogo. O contrato é de 5 anos, com o argentino ficando até junho de 2029

Essa lista dos jogadores mais caros da história do clube tem muitos nomes que fazem parte do atual elenco do time carioca. Assim, a Trivela listou as contratações mais caras da história do Botafogo.

As contratações mais caras da história do Botafogo*

1. Thiago Almada (2024) – R$ 137,4 milhões
2. Luiz Henrique (2024) – R$ 106,6 milhões
3. Patrick de Paula (2022) – R$ 36,5 milhões
4. Maicosuel (2010) – R$ 19,7 milhões
5. Victor Sá (2022) – R$ 14,4 milhões
6. Gregore (2024) – R$ 13,4 milhões
7. Savarino (2024) – R$ 13,1 milhões
8. Diego Hernández (2023) – R$ 13 milhões
9. Gustavo Sauer (2022) – R$ 11 milhões
10. Elkeson (2011) – R$ 9,9 milhões

*Valores corrigidos pela inflação

10º – Elkeson (2011) – R$ 9,9 milhões

Após se destacar pelo Vitória, clube que o revelou, o atacante Elkeson foi comprado pelo Botafogo, em maio de 2011, por R$ 9,8 milhões (valores corrigidos pela inflação). Na época, o Glorioso superou a concorrência de outros clubes da Série A pelo jogador. Apesar da passagem sem títulos, teve bons números pelo clube, principalmente em 2012. Foi vendido para o futebol chinês no fim daquele ano.

Elkeson defendeu o Botafogo entre 2010 e 2012
Elkeson defendeu o Botafogo entre 2011 e 2012 (Foto: Wagner Meier/AGIF/Botafogo)

9º – Gustavo Sauer (2022) – R$ 11 milhões

Uma das principais contratações do clube no começo da “era SAF”, Gustavo Sauer chegou após se destacar pelo Boavista, de Portugal. No entanto, nunca conseguiu se firmar no time e conviveu com problemas físicos. Foi emprestado ao Rizespor, da Turquia, no começo de 2024, mas já voltou ao Botafogo, que avalia o seu futuro.

8º – Diego Hernández (2023) – R$ 13 milhões

Diego Hernández foi mais uma promessa sul-americana contratada pelo Botafogo na “era SAF”. Ex-Montevideo Wanderers, o jovem uruguaio chegou ao clube no meio de 2023, mas só passou a atuar com mais frequência em 2024. Ainda busca espaço no elenco.

7º – Savarino (2024) – R$ 13,1 milhões

Jefferon Savarino foi uma das principais contratações do Botafogo no começo de 2024. O meia-atacante venezuelano brilhou no Atlético-MG, entre 2020 e 2022, e estava no Real Salt Lake, dos Estados Unidos. Já tem cinco gols e cinco assistências em 24 partidas pelo clube.

6º – Gregore (2024) – R$ 13,4 milhões

O volante Gregore foi mais uma das contratações feitas pelo Botafogo para qualificar ainda mais o elenco em 2024. O jogador, que se destacou jogando pelo Bahia entre 2018 e 2020, estava no Inter Miami, dos Estados Unidos, e jogou ao lado de Messi em 2023.

5º – Victor Sá (2022) – R$ 14,4 milhões

Victor Sá também foi uma das principais contratações do Botafogo após a transformação em SAF e a venda para John Textor. Com quase toda a carreira na Europa, ele demorou para se adaptar ao time, mas foi um dos destaques do Botafogo em 2023. Deixou o clube no começo de 2024 para defender o Krasnodar, da Rússia.

4º – Maicosuel (2010) – R$ 19,7 milhões

Depois de uma breve mas marcante passagem pelo Botafogo, por empréstimo, em 2009, o clube fez um alto investimento para contar com o jogador no meio de 2010. Na época, ele defendia o Hoffenheim, da Alemanha. No entanto, logo no começo desta segunda passagem, sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e só voltou a jogar em 2011. Ficou no clube até 2012, mas não conseguiu corresponder as expectativas pelo investimento feito.

3º – Patrick de Paula (2022) – R$ 36,5 milhões

Maior investimento feito por John Textor no começo da era SAF, Patrick de Paula chegou ao Botafogo após ser multi-campeão pelo Palmeiras. O volante demorou para se firmar no clube e, no começo de 2023, quando começou a se destacar, sofreu uma grave lesão no joelho. Voltou a atuar em 2024 e ainda busca espaço no time.

Patrick de Paula foi a primeira grande contratação da SAF do Botafogo
Patrick de Paula foi a primeira grande contratação da SAF do Botafogo (Foto: Icon Sport)

2º – Luiz Henrique (2024) – R$ 106,6 milhões

Depois de uma longa novela, o Botafogo superou a concorrência de Flamengo e Fluminense para ficar com o atacante Luiz Henrique. Na época, o jogador foi a maior contratação da história do clube e uma das maiores do futebol brasileiro – agora, superada por Thiago Almada. O jogador de 23 anos, que estava no Real Betis, ainda busca se adaptar ao clube, pelo qual marcou três gols e deu três assistências.

1º – Thiago Almada (2024) – R$ 137,4 milhões

Revelado pelo Velez e um dos melhores jogadores da MLS em 2023, o meia-atacante Thiago Almada é, agora, a contratação mais cara da história do Botafogo. O argentino de 23 anos, que estava no elenco campeão do mundo em 2022, assinou um contrato válido por cinco anos. No contrato, há uma cláusula de transferência para o Lyon, clube de John Textor.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel RodriguesSetorista

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo