Brasileirão Série A

Sem Luciano Castán, quem Zé Ricardo escalará na zaga do Cruzeiro?

Suspenso, o zagueiro titular do Cruzeiro não enfrenta o Fluminense, na quarta-feira (20), pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro

O Cruzeiro terá um jogo difícil nesta quarta-feira (20), quando enfrentará o Fluminense, no Maracanã, às 21h30, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca vive boa temporada, estando no sexto lugar da liga nacional, além de viver a preparação para a semifinal da Copa Libertadores, onde enfrenta o Internacional, no próximo dia 27. O clube celeste, por sua vez, se recuperou de sequência de oito jogos sem vencer, após bater o Santos, por 3 a 0, na última rodada.

Batendo um adversário direto na briga contra o rebaixamento, o Cruzeiro respirou na tabela do Brasileirão e voltou a sonhar com o retorno às competições internacionais. Mas com o equilíbrio em algumas brigas na tabela, Zé Ricardo e seus comandados sabem que o time celeste precisa acumular pontos para conseguir afastar de vez o perigo de rebaixamento e só então, com mais tranquilidade, focar em objetivos mais ousados.

Para seguir pontuando e, de quebra, emplacar uma sequência de duas vitórias que não vem desde o início de maio, o Cruzeiro precisará superar a ausência do zagueiro Luciano Castán, titular absoluto da defesa celeste desde que chegou ao clube. O experiente defensor de 34 anos recebeu o terceiro amarelo no confronto contra o Santos, na última quinta-feira (14), e cumpre suspensão contra o Fluminense.

Luciano Castán em Cruzeiro x Goiás
Após chegar o Cruzeiro sem badalação, Luciano Castán se tornou um dos destaques do time celeste – Foto: Gilson Lobo/Icon Sport

Lucas Oliveira ou João Marcelo: quem entra na zaga do Cruzeiro?

Estreante com a camisa do Cruzeiro na última rodada, o treinador Zé Ricardo tem duas opções para a vaga de Luciano Castán: Lucas Oliveira e João Marcelo. Como Neris vem sendo o titular da zaga celeste, a tendência é que ele continue nos onze inicial do Cruzeiro.

Com isso, a briga pela posição no lado esquerdo da defesa celeste ficará entre Lucas e João. Ambos os jogadores, diferentemente de Luciano Castán e assim como Neris, são destros e, por isso, esse quesito não deve influenciar diretamente na escolha. Quando Reynaldo, que deixou o Cruzeiro para defender o Coritiba, ainda estava no elenco, ele era o substituto imediato de Castán, pelo fato de também ser canhoto.

Lucas Oliveira, que recentemente se recuperou de lesão, é um dos remanescentes do time celeste campeão da Série B de 2022. Um dos destaques na campanha vitoriosa, o zagueiro de 27 anos não conseguiu desempenhar as boas atuações da segunda divisão na Série A, perdendo a posição para Neris. Algumas falhas individuais do zagueiro vinham irritando os cruzeirenses, que passaram a criticá-lo.

Com Paulo Pezzolano, Lucas Oliveira normalmente atuava pelo centro da defesa, no esquema de três zagueiros utilizados pelo uruguaio. Com Pepa, o jogador atuou apenas pelo lado direito.

João Marcelo, por sua vez, teve apenas um tempo jogado desde que foi anunciado pelo Cruzeiro, no dia 1 de agosto. O jogador entrou em campo após o intervalo da partida contra o Grêmio, que terminou em 3 a 0 para o time gaúcho, uma derrota pesada que culminou na demissão de Pepa.

João Marcelo em Grêmio 3 x 0 Cruzeiro
João Marcelo em sua única partida com a camisa do Cruzeiro – Foto: Staff Images/Cruzeiro

O torcedor do Cruzeiro pouco viu do jogador até o momento e sua única atuação foi numa partida desastrosa da Raposa, onde ele já entrou numa situação difícil e com o time atrás no placar. Pesa a favor de João Marcelo sua capacidade de atuar nos dois lados da zaga.

— Quero ajudar o clube. Na última temporada, eu joguei mais pela direita, mas quando eu cheguei no Porto, na primeira temporada, eu tinha jogado pela esquerda. Ali é uma posição onde eu consigo fazer os dois lados — disse João Marcelo, em sua apresentação como jogador do Cruzeiro.

Apesar de acreditar que a má fase de Lucas Oliveira antes de sua lesão não irá interferir no julgamento de Zé Ricardo, que parece disposto a dar oportunidades para todos os atletas do clube — ele inclusive bancou a titularidade de Gilberto, desafeto da torcida celeste, na partida contra o Santos —, a tendência é que seja João Marcelo a assumir a defesa.

Poderio ofensivo de João Marcelo

Caso seja João Marcelo, de fato, o escolhido, será interessante prestar atenção em sua bola aérea ofensiva. O jogador se destacou ofensivamente na segunda divisão portuguesa, onde atuou pelo Porto ‘B’, marcando sete gols em 26 partidas na última temporada. O Cruzeiro tem tido um desempenho ruim atacando pelo alto e a presença de um jogador com essa característica pode garantir pontos importantes.

— (A bola aérea) é um fonte forte (do meu trabalho). Eu consigo sempre estar fazendo gols. Essa última temporada foi muito boa para mim em número de gols. Estou sempre me posicionar bem e estou sempre treinando a bola aérea. Isso acaba ajudando na hora do jogo — disse João Marcelo, em sua coletiva de apresentação.

A escalação definitiva do Cruzeiro será divulgada, como de praxe, uma hora antes do apito inicial da partida contra o Fluminense. Até lá, resta imaginar o que se passa na cabeça de Zé Ricardo.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo