Brasileirão Série A

São Paulo prepara anúncio de James Rodríguez como reforço que ‘muda patamar’

O São Paulo vive no modo “só falta assinar” para anunciar a contratação de James Rodríguez. O clube já tem um acerto alinhado com o jogador e resolve os detalhes finais para para concluir a negociação e oficializar o colombiano como um reforço para “mudar o patamar” da equipe em 2023.

Conforme apurado pela Trivela, o contrato de James com o Tricolor será válido por dois anos. O colombiano estava livre no mercado após rescindir com o Olympiacos, da Grécia, em abril deste ano.

Há expectativa de que o meia desembarque no Brasil até o fim de semana para passar por exames médicos e assinar contrato com o clube. Existe até a possibilidade de ele ser apresentado como reforço no domingo (30), às 11h (horário de Brasília), no Morumbi, antes do jogo contra o Bahia, pelo Brasileirão. A partida terá casa cheia, com 47 mil ingressos já vendidos.

LEIA MAIS: Confira as movimentações do mercado da bola

O clube, porém, evita dar uma previsão de anúncio e apresentação do meia. Apesar do otimismo e do acerto alinhado, a diretoria adota cautela até que o meia assine o contrato.

O São Paulo pretende pagar a contratação do meia com recursos próprios. O clube inclusive pediu um novo empréstimo recente a um banco para colocar em dia os valores de direitos de imagem atrasados com o elenco e ter fôlego financeiro.

30 dias de negociação sigilosa

As conversas entre James Rodríguez e São Paulo se arrastam por pelo menos 30 dias. Inicialmente, o meia pretendia seguir na Europa e aguardava uma proposta que agradasse. Esta oferta não veio. Em paralelo, o clube tratou de apresentar um projeto que seduzisse o colombiano a atuar no Brasil para brigar por títulos em um campeonato competitivo.

Reforço para mudar patamar do time

Apesar do otimismo e do avançar das conversas, o São Paulo se blinda com certa cautela pelo tamanho da operação.  A avaliação é de que James é um jogador capaz de mudar o patamar da equipe e ser um diferencial para brigar por títulos no segundo semestre.

Com anos de seleção colombiana, destaque na Copa de 2014 e passagens por gigantes como Real Madrid (ESP) e Bayern de Munique (ALE), James é um jogador de renome. Claro que o patamar do jogador pesa e nem poderia ser diferente diante de um atleta deste quilate.

Mas a Trivela apurou que o nome dele passou por uma criteriosa análise do departamento de mercado do clube são-paulino. Foram avaliados dezenas de atletas da posição até a escolha de avançar por James.

Trata-se de um pedido de Dorival Júnior. Mesmo que o treinador evite falar de carências ou reforços publicamente, o treinador entende que o elenco precisa de um meia “camisa 10”. Especialmente com a qualidade do colombiano.

Prova disso é que antes de James Rodríguez, o São Paulo teve interesse também na contratação do uruguaio Rodrigo Zalazar. O meia que defende a seleção de seu país estava no Schalke 04, da Alemanha, e acertou com o Braga, de Portugal.

Além de um meia, o São Paulo busca também a contratação de um atacante de velocidade para atuar pelos lados do campo. O clube assinou um pré-contrato com Erick, do Ceará, para 2024. O Tricolor ainda tenta negociar a liberação do atleta para esta temporada, mas o clube cearense faz jogo duro e pede o valor da multa rescisória, na casa dos R$ 30 milhões.

O desempenho recente de James

James está livre no mercado desde que rescindiu o contrato com o Olympiacos, em abril. Em suas contas nas redes sociais, o meia costuma postar imagens de sua rotina de treinamentos para manter a forma enquanto não acerta com um novo clube. Ele inclusive treinou nas dependências da Federação Colombiana de Futebol.

Pelo Olympiacos, o meia teve um bom desempenho na temporada de 2022/23. Isso, inclusive, foi visto como algo positivo nas análises feitas pelo clube. Ele disputou 20 jogos, com cinco gols e seis assistências no Campeonato Grego. Seu clube anterior foi o Al-Rayyan, do Catar.

O meia foi revelado pelo Envigado, da Colômbia. Depois, ele passou por Banfield (ARG), Porto (POR), Monaco (FRA), Real Madrid (ESP), Bayern de Munique (ALE), Everton (ING), Al-Rayyan (CAT) e Olympiacos (GRE), seu último clube.

Prazo para fechar o negócio

O São Paulo trabalha entre o otimismo e a cautela para fechar a contratação de James Rodríguez até o dia 8 de agosto. Esta é a data-limite prevista no regulamento da Copa do Brasil para inscrevê-lo a tempo do jogo de volta da semifinal contra o Corinthians, em 16 de agosto, no Morumbi. A ideia é intensificar as conversas para fechar o negócio o quanto antes.

A data, aliás, permite que o Tricolor siga as negociações com James mesmo após o fechamento da janela de transferências, em 2 de agosto. Como o meia está livre no mercado, ele pode ser contratado fora do prazo para negociações entre clubes.

Isso já aconteceu com Alexandre Pato. O atacante foi anunciado como reforço ainda no mês de maio, muito antes da abertura da janela em 3 de julho. Ele estava livre no mercado desde a rescisão de contrato com o Orlando City, dos Estados Unidos.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo