Brasileirão Série A

Premiação na Copa do Brasil dá fôlego para São Paulo segurar titulares

Lucas Beraldo recebe sondagens de três clubes da Europa e é o mais valorizado do São Paulo, mas clube resiste a venda

O São Paulo garantiu muito mais do que o retorno a uma final de Copa do Brasil após 23 anos com a vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, na última quarta-feira (16), no Morumbi. A vaga na grande decisão rendeu ao Tricolor ao menos R$ 30 milhões em premiações – e a cifra pode chegar a R$ 70 milhões em caso de título. Valores que permitem ao clube blindar seus titulares de negociações no mercado de transferências.

A diretoria são-paulina agora tem fôlego para segurar seus principais jogadores e fazer jogo duro em negociações. Isso, mesmo que ainda exista a necessidade ou até obrigação de negociar atletas, de acordo com o planejamento orçamentário.

Até agora, o Tricolor atendeu o principal pedido de Dorival Júnior para o mercado. E não falamos aqui dos acréscimos indiscutíveis de Lucas Moura e James Rodríguez no elenco. O técnico solicitou à diretoria que não negociasse nenhum dos atletas do grupo, especialmente os titulares.

Beraldo, Pablo Maia e Nestor valorizados

De acordo com o portal Topmercato, o Mônaco, da França, tem interesse na contratação de Lucas Beraldo. O clube francês teve observadores no Morumbi durante a vitória por 2 a 0 sobre o San Lorenzo, na Sul-Americana, e estuda fazer uma oferta de 10 milhões de euros pelo zagueiro de 19 anos. Uma proposta bem aquém do pretendido pelo São Paulo, que recusaria prontamente uma aproximação com estas cifras. Atlético de Madrid e Napoli também monitoram o defensor.

Outro atleta que é alvo constante de sondagens é o volante Pablo Maia – o ficha 1 para uma grande venda no clube. O Liverpool chegou a fazer uma consulta pelo atleta, movimento considerado de rotina, apenas para coletar informações. Rodrigo Nestor, por sua vez, esteve na mira do Zenit, mas o negócio não andou.

 

São Paulo faz jogo duro em negociações

Beraldo é hoje o jogador mais valorizado do elenco no mercado. E a estratégia do clube para segurar o zagueiro também pode se aplicar aos demais titulares que podem atrair o interesse de equipes de fora do país.

Conforme apurado pela Trivela, a única forma de o São Paulo aceitar uma proposta pelo defensor é que ele permaneça no clube ao menos até o fim do ano. Isso, salvo uma oferta considerada irrecusável, com valores estratosféricos, acima dos 20 milhões de euros pretendidos pela diretoria são-paulina. O próprio Beraldo, aliás, quer seguir no Tricolor para fazer história antes de se transferir para Europa.

Quanto o São Paulo já recebeu na Copa do Brasil?

O São Paulo já quintuplicou o valor que esperava receber na Copa do Brasil. O orçamento do clube previa chegar ao menos até as quartas de final, com uma premiação total de R$ 9,7 milhões – lembrando que o Tricolor entrou direto na terceira fase.

Como chegou à final, o São Paulo já recebeu ao todo R$ 48,7 milhões em premiações da CBF. Isso, porque o vice receberá R$ 30 milhões. Em caso de título inédito, o Tricolor levará a bolada de R$ 70 milhões e somará um total de R$ 88,7 milhões apenas em valores recebidos na competição.

Premiações da Copa do Brasil para times da Série A:

  • 1ª fase – R$ 1,4 milhão
  • 2ª fase – R$ 1,7 milhão
  • 3ª fase – R$ 2,1 milhões
  • Oitavas – R$ 3,3 milhões
  • Quartas – R$ 4,3 milhões
  • Semifinais – R$ 9 milhões
  • Final (Vice) – R$ 30 milhões
  • Campeão – R$ 70 milhões

Na Copa do Brasil, o São Paulo faturou R$ 39 milhões a mais do que o previsto. A verba com bilheterias também já superou a projetada no orçamento. O Tricolor que já botou mais de 1 milhão de torcedores no Morumbi em 2023 registra um total de R$ 62.026.627,50 em receitas de venda de ingressos. Cerca de R$ 8 milhões a mais do que o previsto no orçamento – R$ 54 milhões.

Na Sul-Americana, o clube já garantiu R$ 12,7 milhões em premiações ao chegar às quartas de final. Mas a meta é alcançar a final e embolsar um valor total de R$ 24,7 milhões.

Vale lembrar que o Tricolor recebeu um valor abaixo de esperado no Paulistão, com a eliminação nas quartas de final: projetava receber R$ 1,65 milhão e fez R$ 450 mil. No Brasileirão, a meta é acabar em sexto lugar para receber R$ 33,7 milhões. O clube atualmente está na nona posição.

Quanto o São Paulo já faturou com vendas?

Os valores recebidos pelo desempenho desportivo ajudam a amenizar o “rombo” no orçamento com as vendas não realizadas. O orçamento do São Paulo prevê receber R$ 142 milhões com vendas de jogadores. Até o momento, o clube já garantiu cerca de R$ 44 milhões com negociações nesta temporada. Ou seja: faltaria completar este valor com mais R$ 98 milhões.

A venda mais recente foi a do garoto Newerton. Mesmo sem sequer estrear pelo clube, o atacante foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por R$ 16,1 milhões. Outros atletas negociados foram Patrick, ao Atlético-MG, por R$ 6 milhões, e Léo, ao Vasco, por R$ 16 milhões. O clube também receberá valores por mecanismo de solidariedade nas negociações envolvendo Luiz Araújo, Brenner e Lyanco.

Finais da Copa do Brasil

O São Paulo enfrentará o Flamengo na final da Copa do Brasil. Os duelos serão disputados em dois domingos: nos dias 17 e 24 de setembro. Os mandos de campo da grande decisão ainda não estão definidos.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo