Brasileirão Série A

Por 1995: Santos encara o Botafogo para se vingar e acabar com sonho do rival de ser campeão brasileiro

Além de permanência na Série A, Santos pode tirar Botafogo animicamente da luta pelo título brasileiro

Além de mandar para longe o fantasma do rebaixamento, o confronto contra o desgastado time do Botafogo, às 16 horas (horário de Brasília), no estádio Nilton Santos, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, pode ser encarado como acerto de contas histórico pelo torcedor santista. Afinal, se vencer, o Peixe praticamente colocará fim no sonho dos botafoguenses de erguer o terceiro Brasileirão de sua história. Vale lembrar que o segundo, obtido em 1995, foi conquistado sobre o Santos em uma final com arbitragem polêmica de Márcio Rezende de Freitas.

Na ocasião, o Botafogo abriu o placar, no primeiro tempo, com Túlio, em clara posição de impedimento ignorada pela arbitragem. Na segunda etapa, Márcio Rezende de Freitas anulou equivocadamente o gol de Camanducaia, por impedimento, que daria ao Santos o seu sétimo título Brasileiro.

Santos pode acabar com o pouco ânimo que resta do Botafogo

A derrota naquela decisão, pela forma como ela ocorreu, nunca será esquecida para muitos torcedores santistas, que alimentam até hoje um rancor do clube carioca.

Apesar de não substituir a tristeza sentida em 1995, o torcedor do Santos não irá segurar um sorriso de canto de boca se os comandados de Marcelo Fernandes deixarem o Nilton Santos com os três pontos na bagagem, comemorando a permanência na Série A e, de quebra, fazendo o Botafogo, animicamente, dar adeus à briga pelo título do campeonato. Isso depois de liderar a competição por 30 rodadas seguidas e virar o turno com 13 pontos de vantagem para o vice-líder.

Santos já rebaixou o Botafogo no Brasileirão

Se a vitória vier, o santista terá sensação semelhante àquela desfrutada em 2014. Em confronto válido pela 37ª rodada do Brasileirão daquele ano, o Santos derrotou o Botafogo, por 2 a 0, com dois gols de Leandro Damião, e sacramentou o segundo rebaixamento do clube carioca à Série B.

Botafogo não vence há sete rodadas

Mergulhado na crise que lhe tirou da liderança, o Botafogo recebe o Santos vindo de um jejum de sete partidas sem vitórias. São três empates e quatro derrotas, sendo duas delas levando viradas inacreditáveis, por 4 a 3, para Palmeiras e Grêmio.

Nesse mesmo intervalo de jogos, o Peixe obteve três vitórias, três empates e somente uma derrota. O Santos, aliás, nesse momento, com seis partidas, é dono da maior invencibilidade do Brasileirão ao lado do Atlético-MG.

Dodô à disposição, mas Rincón é desfalque

Para o duelo desta tarde, o técnico Marcelo Fernandes poderá contar com o retorno do lateral-esquerdo Dodô. Liberado pelo departamento médico do Santos, Dodô voltou a treinar normalmente com o grupo na última quinta-feira (23) e tem chances de começar a partida. Antes de virar desfalque por conta de dores no joelho esquerdo, o jogador vinha atuando de maneira improvisada na linha de três zagueiros montada por Marcelo Fernandes.

Caso o seu retorno se confirme, Dodô jogará ao lado de Messias e Joaquim, pois João Basso segue em tratamento de um problema muscular na coxa esquerda.

O volante Tomás Rincón será outra ausência sentida contra o Botafogo. O venezuelano sofreu uma lesão muscular na região posterior da coxa direita enquanto defendia a sua seleção nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e a expectativa é que o capitão alvinegro esteja à disposição contra o Fluminense.

Com 42 pontos, o Peixe ocupa a 15ª colocação na tabela. O Alvinegro tem um ponto a mais do que o Cruzeiro, que, na 17ª posição, abre a zona de rebaixamento. O Botafogo, com 61, é o segundo colocado da competição.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna
Botão Voltar ao topo