Brasileirão Série A

Meninos do Grêmio foram campeões do Pan, mas há chance de Renato Gaúcho os utilizar?

Após conquistarem a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, Gustavo Martins e Ronald voltam a ficar à disposição de Renato no Grêmio

Depois de 36 anos, o Brasil voltou a conquistar a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Pan-Americanos. No Chile, a campanha da Seleção Brasileira Sub-23, comandada por Ramon Menezes, foi concluída com vitória nos pênaltis contra os donos da casa na grande decisão, que terminou empatada em 1 a 1 no tempo normal. Crias das categorias de base e integrantes do elenco profissional do Grêmio, o zagueiro Gustavo Martins e o volante Ronald Falkoski.

O meio-campista, em particular, teve grande destaque. Titular em quatro dos cinco jogos do Brasil no torneio, Ronald marcou dois gols, incluindo o de empate na final contra o Chile, aos 38 minutos do segundo tempo. Ambos gols foram de cabeça, especialidade do jogador gremista.

Gustavo Martins também balançou as redes, de cabeça, em terras chilenas. Foi na goleada por 3 a 0 sobre Honduras, na última rodada da fase classificatória. Este foi o único jogo em que o zagueiro do Grêmio atuou como titular, embora tenha entrado em outras três partidas.

Ao desembarcarem em Porto Alegre após a conquista, Ronald e Gustavo Martins foram direto para o CT Luiz Carvalho, onde se reapresentaram e concederam entrevista coletiva na tarde de segunda-feira (6). Eles ficam à disposição do técnico Renato Portaluppi para o jogo de quinta-feira (9), às 20h, contra o líder Botafogo, em São Januário, no Rio de Janeiro. Valorizados pela conquista, cabe aos dois buscarem espaço no elenco gremista.

Lesões de companheiros favorecem briga por espaço

O que pode favorecê-los são as lesões de alguns jogadores importantes. Na zaga, Geromel se recupera de lesão muscular de grau 2 na parte posterior da coxa esquerda. Por conta do histórico e da idade avançada, pode ser que o ídolo gremista não se recupere a tempo de ainda jogar nesta temporada. Quem também trata uma lesão muscular, mas está perto do retorno, é o zagueiro Rodrigo Ely.

Dos zagueiros aptos atualmente, Gustavo Martins está atrás de Kannemann, Bruno Alves e Bruno Uvini na hierarquia. Considerando que o Grêmio tem atuado com três zagueiros, o campeão pan-americano é o reserva imediato, e deverá jogar em caso de suspensão do argentino, que novamente está pendurado.

Pela boa qualidade técnica, Renato também utiliza Martins como volante. Nessa posição, que teve muitos desfalques recentemente, o Tricolor Gaúcho não conta, hoje, com Pepê e Mila, ambos lesionados. Villasanti e Carballo são os titulares. Apesar do grande destaque, o paraguaio está desgastado e pendurado, o que pode abrir brecha ali na frente.

Gustavo Martins também pode jogar como volante. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

— Como eu faço volante também, se tiver essa oportunidade, ele provavelmente me usaria. Estou pronto, estou trabalhando para isso, para ser utilizado como zagueiro, volante, ou lateral. O mais importante é ajudar o Grêmio — disse Gustavo.

Ronald valorizado pela trajetória também na Seleção Sub-20

O que vale para Gustavo vale mais ainda para Ronald. O meio-campista é valorizado por sua trajetória na Seleção Brasileira não só no Pan-Americano, mas também no Sub-20. Em janeiro deste ano, ele foi titular e marcou dois gols na campanha do título sul-americano da categoria. O sucesso não se repetiu no Mundial, em maio, no qual foi reserva da equipe eliminada para Israel nas quartas de final.

Um ponto que pesa a favor de Ronald é a versatilidade. O meio-campista pode jogar como 5, 8 e até mesmo 10, como já aconteceu no extinto time de transição do Grêmio. Outro grande trunfo é a já citada bola aérea, uma arma utilizada por Renato em jogos específicos. Foi ela, por exemplo, que justificou a estreia do volante no time principal, na qual marcou o gol da vitória sobre o Atlético-MG, de cabeça.

Ronald marcou gol em sua estreia como profissional, na vitória sobre o Atlético-MG. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

— O Renato sempre passa confiança para todos jogadores. Para nós não é diferente. A gente sabe que a oportunidade vai aparecer. Então a gente trabalha, segue firme, para quando aparecer a gente aproveitar ela — comentou Ronald.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo