Brasileirão Série A

Antes de decisão pela Libertadores, Grêmio quer segunda vitória no Brasileirão

Em intensa sequência de jogos, Grêmio recebe o Cuiabá, pelo Campeonato Brasileiro, antes de decisão contra o Estudiantes, pela Libertadores

O Grêmio teve pouco tempo para comemorar sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro, na última quarta-feira (17), contra o Athletico-PR. Já neste sábado (20), às 18h30 (horário de Brasília), o Tricolor Gaúcho volta a campo na Arena do Grêmio, para encarar o Cuiabá, pela terceira rodada da competição nacional. E na próxima terça-feira (23), visita o Estudiantes, em La Plata, na Argentina, pela Libertadores, buscando recuperação após duas derrotas nas duas primeiras partidas da fase de grupos.

Já de olho na decisão em solo argentino pela competição continental, o técnico Renato Portaluppi deve preservar alguns jogadores diante do Cuiabá, até porque o Grêmio já sofre com muitos problemas de lesão. Apenas do time considerado titular, Reinaldo, Pepê, Pavón e Diego Costa estão entregues ao departamento médico. Ainda assim, o treinador gremista não quer descaracterizar demais sua equipe, porque sabe que o elenco tem limitações, e, antes da vitória sobre o Athletico-PR, o Tricolor Gaúcho iniciou a campanha no Campeonato Brasileiro com derrota para o Vasco.

— Vamos com calma. Conversar com o departamento médico, ver se alguém vai sair de lá. Eu não posso pensar no jogo de terça-feira porque temos mais um jogo importante no próximo sábado. Degrau a degrau. Vamos pensar no jogo de sábado. Obviamente que não vai sair o jogo de terça-feira da cabeça. Mas nessas horas temos que pensar direitinho, porque a gente não pode esquecer do Campeonato Brasileiro — comentou Renato quando questionado, após a vitória sobre o Athletico-PR, em relação ao planejamento para as próximas duas partidas.

Como já aconteceu mais de uma vez neste início de 2024, o treinador gremista se queixou do calendário apertado do futebol brasileiro. Do jogo contra o Vasco até o duelo diante do Estudiantes, o Grêmio entrará em campo quatro vezes em nove dias.

— Depois tem Libertadores, mais um do Brasileiro, e já tem a Copa do Brasil. Aí como é que faz? Jogos a cada três dias, fora as viagens… [E muito cansativo. […] Não tem tempo, não dá nem para descansar a mente. E depois do jogo de sábado a gente vê o que vai acontecer, quem vai viajar para a Argentina. E torcer, acima de tudo, para a gente não perder mais ninguém, principalmente no jogo de sábado — ressaltou Renato.

Grêmio pode preservar jogadores, e principais dúvidas estão na zaga

Jogadores que se recuperam de desconforto muscular, Pepê e Diego Costa devem ser preparados para o jogo na Argentina. Atletas importantes, que tem atuado em quase todas as partidas, como Villasanti e Cristaldo, também podem ser preservados ao menos do início do jogo contra o Cuiabá.

As principais dúvidas na escalação do Grêmio se concentram na defesa. Após ficar de fora do jogo contra o Athletico-PR devido à confusão envolvendo protocolo de concussão da CBF, Kannemann está à disposição de Renato. Mas não tem presença garantida, já que deve ser titular contra o Estudiantes. O mesmo vale para Geromel, que tem atuado somente nos jogos na Arena do Grêmio, mas provavelmente jogará na Argentina pelo caráter decisivo do confronto. Diante disso, Gustavo Martins e Rodrigo Ely podem formar a dupla de zaga contra o Cuiabá.

Em má fase, Cuiabá barra Deyverson do jogo contra o Grêmio

Por sua vez, o adversário gremista vive momento conturbado. Depois de estrear no Campeonato Brasileiro com derrota por 4 a 0 para o Athletico-PR, o Cuiabá também perdeu por 2 a 0 para o Vila Nova, na última quarta-feira (17), pelo jogo de ida da semifinal da Copa Verde.

Para completar, Deyverson, o principal nome do elenco, foi barrado do jogo contra o Grêmio por “motivos disciplinares”. De acordo com o jornalista Venê Casagrande, após uma partida em que não foi utilizado, o centroavante brincou e teve comportamento infantil em um treinamento. Em nota divulgada à imprensa, Cristiano Dresch, presidente do Cuiabá, declarou que precisa de “jogadores comprometidos com o clube, independente de estarem participando ou não efetivamente dos jogos”.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo