Brasileirão Série A

Flamengo: jogo contra o Athletico vale muito mais que o confronto direto

Rubro-Negro ocupa a liderança do Brasileirão e quer se superar cada vez mais, mesmo com o número altíssimo de desfalques

O domingo (16) reserva um duelo de rubro-negros no Campeonato Brasileiro. Flamengo e Athletico Paranaense se enfrentarão na Ligga Arena, em confronto que pode valer a ponta da tabela da liga nacional.

A importância desse duelo, pelo menos para os cariocas, vai muito além de um jogo de seis pontos.

Recheado de desfalques, o Flamengo chega à Curitiba na base da superação, com diversos atletas se desdobrando para manter a equipe na liderança do Brasileirão. Dessa forma, um triunfo pode muito bem embalar esse elenco.

Os desfalques do Flamengo

Além dos cinco convocados, o departamento médico do Flamengo encheu em momento inoportuno. Ayrton Lucas e Allan estavam lá antes mesmo da Data Fifa começarem e estão em transição, mas ainda sem possibilidade de entrar em campo.

A dupla ganhou a companhia de outros dois atletas: Everton Cebolinha e Igor Jesus.

Os dois sofreram problemas físicos no jogo contra o Grêmio e tiveram lesões confirmadas durante a reavaliação, na última sexta-feira (14). Enquanto Cebolinha estirou o músculo da coxa direita, Igor Jesus torceu o tornozelo de maneira grave. Esse último vai demorar a retornar.

Na dividida, ganha quem tem união

Mais do que nunca, Tite vai precisar de um grupo unido se quiser vencer o Athletico Paranaense. Os nove desfalques, sendo sete titulares, deixam o treinador em situação complicada para montar o elenco.

Assim como foi diante do Grêmio, o comandante deve improvisar Léo Pereira na lateral esquerda e o xará Ortiz como primeiro volante. E os desafios não param por aí.

— Perguntei ao presidente se eu podia ser pretensioso, ele disse que sim. Aí perguntei se ele sabia porque a gente havia vencido, ele respondeu: “Equipe”. Flamengo não são os 11 jogadores que iniciam. É um grupo de trabalho. Está inserido torcida, direção, comissão e grupo de atletas. Tivemos cinco em seleção, três machucados, dois machucados no primeiro tempo. Se não tem equipe, grupo de trabalho, não chega, inclusive com apoio do torcedor — analisou Tite, após a vitória do Flamengo sobre o Grêmio.

Diferente do Maracanã, campo em que está acostumado, o Flamengo enfrentará um gramado sintético que costuma castigar muito.

O retrospecto do Rubro-Negro carioca em jogos do Campeonato Brasileiro na Ligga Arena é péssimo:

  • 30 jogos
  • 2 vitórias
  • 9 empates
  • 19 derrotas

A última vitória nessas circunstâncias foi justamente em 2019, ano mágico que viu o Flamengo levantar o título nacional.

O jogo acabou ficando marcado como um divisor de águas, mais uma afirmação de que o clube teria glórias grandes na temporada. Pode servir como combustível da mesma maneira, cinco anos mais tarde.

Flamengo e Athletico costuma ser um jogo bastante pegado (Foto: IconSport)

Jogo de seis pontos

Flamengo e Athletico ocupam a primeira e quarta posições, respectivamente, separados por apenas um ponto. Quem vencer se mantém entre os primeiros colocados, enquanto o perdedor perde, também, certa força na parte de cima da tabela. A vitória é fundamental para cada rubro-negro.

  1. Flamengo – 17 pontos (5 vitórias e +8 de saldo)
  2. Bahia – 17 pontos (5 vitórias e +4 de saldo)
  3. Botafogo – 16 pontos (5 vitórias, +7 de saldo e 14 gols marcados)
  4. Athletico – 16 pontos (5 vitórias, +7 de saldo e 12 gols marcados)

A bola rola a partir das 16h (de Brasília), em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo