Brasileirão Série A

Braz e Tite falam sobre Neymar, que se declara ao Flamengo: ‘Meu segundo time’

Craque do Al Hilal é o centro das atenções em vitória do Rubro-Negro sobre o Grêmio, pelo Brasileirão

A presença de Neymar deixou o pós-jogo da vitória do Flamengo sobre o Grêmio ainda mais interessante. Marcos Braz, vice-presidente de futebol, negou qualquer tipo de negociação com o craque, mas frisou a enorme felicidade pela presença. Tite também falou sobre o jogador do Al Hilal, mas estava de bom humor e abriu o jogo sobre diversos assuntos. Deu tempo até o camisa 10 da Seleção Brasileira se declarar ao Rubro-Negro.

O que Tite disse durante a coletiva?

  • Explicou como o Campeonato Brasileiro não está mais nivelado após a paralisação pela tragédia do Rio Grande do Sul;
  • Elogiou muito a postura do elenco diante das adversidades;
  • Agradeceu o carinho da torcida;
  • Brincou com as resenhas da época de Seleção Brasileira com Neymar.

Tite frisa que o Brasileirão está desequilibrado

— Eu vou responder em relação ao Grêmio Internacional e Juventude. Eu falei com o Roger, o técnico do Juventude, e repito aqui. O campeonato já está desequilibrado em função disso. A gente tem que tentar diminuir essas diferenças. Ele já está desequilibrado. Ele fica desequilibrado. A gente não tem condição de falar aqui, de dimensionar. Só quem sofre e perde um ente querido que pode ter a dimensão nisso. Eles estão falando de alguma coisa que é muito mais, que é muito além do futebol. Então, já está desequilibrado

O comandante ainda respondeu sobre a unidade do Flamengo. O elenco mostrou sua força mais uma vez para devolver a liderança do Brasileirão ao clube. De acordo com Tite, todos precisam estar no seu melhor nível para manter o Rubro-Negro entre os melhores. Ainda deu tempo de agradecer a torcida, que soube apoiar quando o time precisou.

— Perguntei ao presidente se eu podia ser pretensioso, ele disse que sim. Aí perguntei se ele sabia porque a gente havia vencido, ele respondeu: “Equipe”. Flamengo não são os 11 jogadores que iniciam. É um grupo de trabalho. Está inserido torcida, direção, comissão e grupo de atletas. Tivemos cinco em seleção, três machucados, dois machucados no primeiro tempo. Se não tem equipe, grupo de trabalho, não chega, inclusive com apoio do torcedor — explicou.

— Na medida que o atleta tem a oportunidade. Não é só a oportunidade de quem entra, mas de quem permanece de jogar bem também. Se não fica já aquela justificativa. Tem que produzir quem está produzindo bem e quem entra também para que a situação acontece. Aí forma o grupo forte, com todas as dificuldades, porque mudar com tanta gente e manter coordenação de movimentos é muito difícil. E fica meu agradecimento ao torcedor que compreendeu isso. Depois de 10 minutos, começou a apoiar. Quanto mais apoio, melhor vai produzir, mais possibilidade de desempenho e vitória vai ter — analisou.

Tite observa a vitória do Flamengo sobre o Grêmio (Foto: Jorge Rodrigues/AGIF/Sipa USA) – Photo by Icon Sport

Neymar abre o jogo sobre o Flamengo

O dia não poderia ter terminado diferente. Neymar concedeu entrevista à FlaTV e se declarou ao Flamengo, mesmo que tenha frisado a vontade de permanecer no Al Hilal, pelo menos por essa temporada. O craque ainda revelou que o convite partiu de Gabigol.

— Sempre falei isso (que quero jogar no Flamengo). Óbvio que o Flamengo é o meu segundo time do coração, porque meu primeiro é o Santos. Com todo o respeito ao time que me criou e do qual sou fã desde pequeno, mas tenho um carinho muito grande pelo Flamengo e óbvio que seria um prazer enorme se um dia eu pudesse jogar aqui. Não sei (se um dia jogará no Flamengo), isso só Deus sabe. Ainda tenho contrato no Al-Hilal, ainda estou por lá, mas não sei. O futuro ninguém sabe — brincou, antes de concluir:

— Para mim, é um prazer enorme estar aqui para assistir ao Flamengo. O Gabi que me convidou, falou para eu vir vê-lo jogar. Então eu vim prestigiar, não só ele, mas tenho outros amigos também no Flamengo. Então para mim é uma honra muito grande estar aqui — concluiu.

Braz prefere a alegria às especulações

Além de Léo Ortiz, que falou um pouco sobre a função diferente no Flamengo, o único a parar para falar com a imprensa foi Marcos Braz. O vice-presidente de futebol negou qualquer tipo de negociação com Neymar, mas mostrou alegria em receber o craque nos vestiários.

— Não tem relação [com negociações]. Claro que qualquer jogador do tamanho dele seria bem-vindo aqui, mas o Neymar tem contrato longo onde ele está. Neste momento, é loucura pensar em uma contratação. É até injusto a gente chegar e fazer qualquer brincadeira em relação a isso.

— Acabou o jogo, o Flamengo ganhou… Isso possibilitou a descida dele, fui dar um abraço nele. Ele conhecia muitos jogadores ali. O vestiário ficou feliz com a vitória e também pela presença dele. Estamos muito felizes com a visita dele, é contagiante, e tomara que ele tenha uma boa recuperação e volte a ajudar a seleção brasileira — finalizou.

O próximo desafio do Flamengo será pelo Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (16), quando Tite e companhia enfrentarão o Athletico Paranaense, pela nona rodada. A bola vai rolar a partir das 16h (de Brasília), na Ligga Arena, em Curitiba.

Veja outros pontos abordados na coletiva

Encontro com Neymar

— Eu posso dizer o quão respeitosa foi sempre a relação com o Neymar em todo o tempo de trabalho. De lealdade que nós tínhamos, falando as coisas certas e erradas um para o outro. E o quanto ele foi receptivo a todos os atletas e principalmente aos jovens quando chegavam à Seleção. Estou falando desse capítulo, dessa história que vivenciamos juntos.

Objetivos do Flamengo no Brasileirão

— É um campeonato muito equilibrado. Grupo é fundamental, e tem que estar no G4 nas últimas 10 rodadas para brigar pelo título.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo