Brasileirão Série A

Felipão assume que Atlético-MG não competiu contra o Bahia, celebra G4 e garante permanência em 2024

Felipão admitiu que o Atlético fez um jogo muito abaixo do esperado, mas comemorou que terminou no G4 mesmo assim e também garantiu que fica no Galo no próximo ano

O Atlético-MG encerrou seu 2023 de umas piores formas possíveis, com uma goleada de 4 a 1 sofrida contra o Bahia na última rodada do Campeonato Brasileiro. Embora a atuação do time tenha sido muito abaixo, principalmente das que vimos nas últimas rodadas, Felipão celebrou que, no fim, o Galo se garantiu no G4, mas admitiu a falta de vontade do time. O treinador também garantiu que seguirá no clube em 2024.

O Atlético tinha a mínima chance de título nesta última rodada, onde precisava torcer contra o Palmeiras (que empatou) e ainda tirar uma diferença de oito gols. Apesar da pouca chance de levantar a taça, o Galo ainda tinha alguns objetivos, como ganhar mais em premiação com o vice-campeonato e garantir sua vaga no G4, entrando diretamente na fase de grupos da Libertadores. No entanto, o time entrou já parecendo que estava de férias, e Felipão admitiu isso.

– O que pareceu foi a verdade. Não competimos de acordo com o que vínhamos competindo e perdemos o jogo. Quem competiu e entrou com um espírito diferente foi o Bahia, que conseguiu a vitória. Conseguimos os resultados que nos deram a possibilidade de chegar nos 4 primeiros, de jogar a Libertadores do ano que vem em uma situação melhor. Mas a última impressão é a que fica, que não competimos. Quando não se compete, paga-se o preço — disse o treinador.

Para Felipão, alguns motivos podem ter afetado o time para esse jogo, como o desgastante jogo contra o São Paulo no último sábado (2) e um objetivo “mais ou menos” atingido, já que o Atlético estava certo na Libertadores e precisava de uma combinação de resultados para sair do G4, que era a sua meta principal. No fim das contas, o Galo terminou em 3° e concluiu sua meta.

– Era copo meio vazio ou meio cheio, e conseguimos o cheio. Estamos na Libertadores, entre os 4 (do Brasileiro). Há um turno, se fosse oferecido ao Atlético alguma situação de chegar em 7° ou 8°, pensaríamos “quem sabe”. Então temos que aceitar alguma coisa — disse Felipão.

Felipão fica no Atlético em 2024

Felipão chegou ao Atlético com um contrato até o fim de 2024, mas, desde o início, já havia uma incerteza sobre ele ficar até a próxima temporada. Isso porque ele abandonou a aposentadoria para treinar o Galo e podia ser visto como um técnico “só” para terminar o ano do Alvinegro. Além disso, o início péssimo e as atuações nada convincentes (mesmo com resultados), deixavam esse clima de incerteza no ar.

No entanto, com os grandes resultados e as ótimas atuações do time nesse final do ano, o torcedor e a diretoria parecem se convencer mais da permanência de Felipão, e o treinador confirmou que seguirá no time em 2024:

– Eu tenho um contrato de um ano e meio. Normalmente a gente só falava de brincadeira, pois tínhamos o contrato e naturalmente as duas partes tinham interesse. Nós fizemos a nossa parte, tudo aquilo que a direção pretendia do nosso trabalho. Eu também estou satisfeito com o Galo. Continuaremos aquilo que está colocado no papel naturalmente.

Felipão terá uma reunião com a diretoria na sexta-feira (8) para alinhar alguns pontos para a próxima temporada, entre eles, a contratação de jogadores. O treinador sempre fez questão de afirmar como o elenco atleticano não foi formado por ele e por isso ocorreram oscilações e uma necessidade de adaptação.

Scolari ainda deu a entender que precisa de reforços para brigar mais forte por títulos, mas também lembrou que não pode ter tudo que quer: “Nós falamos (sobre reforços). Montamos o plano de trabalho para a pré-temporada. Alertamos os jogadores para uma série de coisas. Mas temos que falar com A, B ou C, e também sobre valores, que é o pior de tudo. Eu quero, mas não posso ter, então não adianta nada. O nosso grupo, temos 95% formado e, naturalmente, na reunião de sexta, vamos discutir também mais alguma coisa sobre isso”.

Apesar de ser o primeiro ano completo com a SAF, o Atlético já revelou que não terá grandes investimentos, muito pelo contrário, será tudo muito bem regulado. Por isso, não é de se esperar que o Galo faça grandes contratações para o próximo ano.

Temos nosso grupo formado e, se quisermos mais ainda, vamos ter que tirar algumas coisinhas de A ou de B, aqui ou ali, para que somem junto conosco no ano que vem – disse o treinador.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo