Brasil

Indisciplina, lesões e empréstimos: base do Cruzeiro perde espaço com Larcamón

Nos últimos quatro jogos, Nicolás Larcamón não escalou jogadores da base como titulares do Cruzeiro; somente Japa e Kaiki devem seguir recebendo chances

As categorias de base do Cruzeiro, em especial o sub-20, vivem um bom momento desde a temporada passada. Os Crias da Toca são os atuais vice-campeões da Copa São Paulo de Futebol Júnior, campeões da Copa do Brasil sub-20 e dos Campeonatos Mineiros sub-17 e sub-20. O bom desempenho dos jovens da Raposa rendeu algumas promoções ao elenco principal, oportunidades no time e um maior prestígio dos garotos entre a torcida celeste.

Nesta temporada, o time celeste teve a participação de alguns jovens, incluindo por alguns jogos no time titular, mas conforme as semanas vão se desenrolando, os garotos têm perdido mais e mais espaço com o treinador argentino Nicolás Larcamón. É verdade que na maior parte das situações, essa redução de prestígio é justificada, mas também é fato que ela existe e impacta diretamente no objetivo institucional do Cruzeiro de revelar jogadores e conseguir capitalizá-los.

A redução no número de jovens com oportunidades no time titular tem alguns motivos: indisciplina, lesões mais sérias e empréstimos para ganho de rodagem aparecem, juntamente com desempenho insatisfatório nas chances recebidas. Para se ter ideia, já se passaram quatro jogos sem que nenhum Cria da Toca fosse titular do Cruzeiro, sem contar com Lucas Silva, revelado na Toca, mas considerado um veterano. Vejamos o que aconteceu com cada uma das revelações que compõem ou compuseram o elenco celeste em 2024:

Pedrão

Capitão e destaque do Cruzeiro na Copinha, o zagueiro Pedrão, de 20 anos, ainda não estreou desde que foi promovido ao time principal da Raposa. O jogador é pouco citado por Nicolás Larcamón quando este fala das opções para a zaga e deve ser apenas uma opção de composição de elenco. Não tem sido relacionado para todos os jogos.

Ruan Santos

A situação do zagueiro Ruan Santos, de 20 anos, é semelhante a de Pedrão. Ruan não jogou desde que subiu ao profissional, em outubro de 2023, e, sem oportunidades, foi emprestado ao Vila Nova-GO. Ele foi titular no último jogo da equipe goiana e seu time não levou gol.

Kaiki

Visto como uma das maiores promessas do clube nos últimos anos, o lateral-esquerdo Kaiki Bruno ainda não jogou na temporada por lesão. O jogador de 20 anos foi convocado para a Seleção Brasileira sub-20 e se machucou na disputa do Pré-Olímpico. Atualmente, vive fase final de recuperação e terá que superar as duras concorrências de Marlon, Villalba e Barreal para jogar.

Henrique Rodrigues

Destaque no time sub-20 de 2023, o volante Henrique Rodrigues foi integrado ao profissional no fim da última temporada, mas, assim como Ruan Santos, não jogou. Neste ano, foi cedido ao Figueirense, onde tem sido reserva. Até o momento, ficou no banco de reservas em quatro oportunidades e entrou no segundo tempo de uma partida, no dia 2 de março.

Japa

Talvez a promessa mais consolidada do elenco, o volante Japa, de 20 anos, se mostrou um grande jogador, apesar da pouca idade, sendo titular da equipe em diversos momentos. O camisa 77 começou a temporada como reserva, mas quando ganhava espaço no time principal, se lesionou e virou desfalque. Continua entregue ao Departamento de Saúde do Cruzeiro e quando voltar, terá uma concorrência maior do que quando se machucou, já que José Cifuentes já está disponível e sendo utilizado.

Ian Luccas

O volante Ian Luccas, de 20 anos, teve um início de temporada de muitas oportunidades, mas após não corresponder, foi emprestado ao Goiás, para ganhar rodagem. Tem sido opção no banco e entrou nos últimos dois jogos do Esmeraldino.

Vitinho

Assim como Pedrão, Vitinho, de 20 anos, foi destaque na Copinha e, uma vez promovido, ainda não entrou em campo. Os torcedores têm pedido chances ao garoto em detrimento a Mateus Vital, muito criticado, que ganhou a titularidade com Larcamón.

Robert

Titular do Cruzeiro no início da temporada, o ponta Robert não foi bem nas primeiras partidas de 2024 e acabou perdendo sua vaga. Hoje, quem joga é o contestado Mateus Vital. É preciso apontar que o camisa 80 vinha jogando como ponta direita, sendo que sua posição de origem é do lado esquerdo. Quando entrou por ali, no decorrer de confrontos, substituindo Arthur Gomes, foi muito bem. Há quem defenda sua titularidade no lugar de Arthur.

João Pedro

João Pedro começou a temporada muito bem, com gol importante na estreia e, já na terceira rodada, marcando no clássico contra o Atlético-MG. O início meteórico deu a ele status de xodó da torcida, que vibrava quando ele era chamado por Nico Larcamón para entrar nos jogos. Mesmo com uma queda em seu desempenho após o grande começo de temporada, seguiu com prestígio, mas um problema de indisciplina pôs tudo a perder.

O jovem de 21 anos apareceu numa festa privada, regada a bebidas, junto do atacante Fernando, após a eliminação do Cruzeiro na primeira fase da Copa do Brasil, contra o Sousa (PB), e foi afastado do elenco da Raposa. Sem idade para categorias de base, ainda não se sabe o futuro de João Pedro.

Fernando

Fernando estava junto de João Pedro na festa em questão e, reincidente em problemas extracampo, voltou ao sub-20 do Cruzeiro. Ainda assim, o jogador de 18 anos deve passar o restante de 2024 longe da Raposa. De acordo com o repórter Samuel Venâncio, o atacante deve ser emprestado à Ferroviária (SP).

Destaque do sub-20 celeste, Fernando subiu ao profissional com muita moral com a torcida cruzeirense que manteve o apoio mesmo com ele não se destacando nas poucas oportunidades que teve. Com a divulgação de sua reincidência em casos de indisciplina, seu filme ficou um pouco queimado.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo