Ásia/Oceania

Torcida do Kerala Blasters usará máscaras de Zidane para protestar contra Materazzi

Marco Materazzi chegou na Índia em 2014, quando decidiu encerrar sua carreira de jogador no Chennaiyin, clube da então recém-fundada Superliga Indiana. Sua presença no time, no entanto, não durou muito tempo. Depois de seis jogos em campo, o ex-zagueiro da seleção italiana começou a assistir as partidas do banco de reservas, sobre o comando técnico da equipe. E nessa condição permanece até hoje. Neste sábado, o agora treinador terá uma prova de povo no campeonato indiano após sofrer um vexatório 4 a 1 na rodada passada: vencer o dérbi contra o Kerala Blasters. E, bom, levando em consideração apenas as intenções da torcida oponente para o clássico, a partida já é um jogo perdido para Materazzi.

LEIA TAMBÉM: Clube curdo joga para torcedores falsos em protesto contra repressão política

Segundo rumores que circulam pela imprensa indiana, os torcedores do Kerala Blasters planejam usar máscaras de Zinedine Zidane para protestar, de uma forma bem hilária, contra o técnico italiano. O que é uma clara referência ao famoso incidente entre ambos, enquanto jogadores, na Copa do Mundo de 2006. Quase sempre envolvido em polêmicas ao longo de sua trajetória no futebol, Materazzi foi punido pela Superliga Indiana por conta de um conflito que teve com o atacante da equipe de Querala, Kervens Belfort, no início deste ano. O treinador foi suspenso do campeonato por 20 dias, e explica que “apenas queria cumprimentar o jogador e falar com ele”, além de achar que não é justo o que fizeram com ele. “Mas não vou falar nada, já que posso sofrer outra sanção e ser suspenso novamente”.

O protesto vem sendo elaborado desde março, quando surgiu a faísca entre Materazzi e Belfort. Desde lá, Abdul Hadhi e Asheem, dois torcedores do Blasters, planejam uma ação para distribuir 35 mil máscaras para o resto da torcida que estará presente no dérbi deste sábado, realizado em Cochim. “Queremos mandar uma mensagem ao treinador [Materazzi]. Então, pensamos bastante como poderíamos fazer isso como torcedores na arquibancada. O intuito é protestar contra a violência na liga. Um treinador não pode se envolver em episódios violentos. Queremos fazer isso da forma mais pacífica que existe”, comentou Hadhi na época.

“Tenho certeza que todos se lembram do que aconteceu na final da Copa do Mundo na Alemanha. Esse técnico fez um dos melhores jogadores do mundo ser expulso por ter reagido ao que ele fez. Queremos mostrar a ele que nós também podemos reagir. O mundo lembra de Zidane, mas não de Materazzi”, falou também o torcedor, que usou as redes sociais para espalhar sua ideia e avisar aos demais fãs sobre a manifestação. O ex-zagueiro, por sua vez, não deu a mínima para os rumores do possível fluxo de máscaras de Zidane no dérbi. “Eles realmente gastaram um monte de dinheiro com isso? Eu usaria a grana para comprar comida em vez de ter esse trabalho todo”, ironizou o italiano.

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.