Ásia/Oceania

Kazu, 50 anos: o fim de semana foi de gol e recorde da lenda. Veja com narração em japonês

Kazu Miura é um jogador histórico por vários motivos. Quando o japonês completou 50 anos, nós escrevemos sobre ele. Jogou no Brasil, onde foi um aprendiz. Voltou ao Japão e se tornou uma lenda. Se profissionalizou em 1986 e em pleno 2017 está na ativa. E marcando gols. Neste fim de semana, ele foi o autor do tento que deu a vitória ao Yokohama FC contra o Thespa Kusatsu pela J-League 2, a segunda divisão do país. Quebrou o próprio recorde de jogador mais velho a marcar um gol na J-League: 50 anos e 14 dias. Ele já tinha marcado em 2016, aos 49 anos.

LEIA TAMBÉM: Kazu, 50 anos: o aprendiz que veio ao Brasil com um sonho e voltou ao Japão para ser rei

“Eu senti a vibração do gol. Eu tento apensar seguir otimista”, disse o atacante japonês à Kyodo News. Em janeiro, ele renovou o contrato com o clube por mais uma temporada para completar seus 50 anos em campo. E não é só um enfeite no gramado. Ele ajuda o time a se manter competitivo. Foram três partidas até aqui do Yokohama FC na J-League 2 e o time soma sete pontos, duas vitórias e um empate, mesma pontuação de JEF United e Shoman Bellmare, os líderes.

No futebol de seleções, o jogador mais velho a marcar um gol foi Billy Meredith, que marcou por Gales contra a Inglaterra aos 45 anos e 73 dias em 1919. Ele também marcou o seu último gol pelo Manchester City em 1924 contra o Brighton, em um jogo da FA Cup, aos 49 anos e 208 dias. Um dos jogadores mais longevos da história, Stanley Matthews marcou o seu último gol jogando pelo Stoke em 15 de fevereiro de 1964, em um empate por 2 a 2 com o Swansea, aos 49 anos e 14 dias.

No Japão, o jogador mais velho a marcar foi Zico, quando jogava pelo Kashima Antlers e marcou aos 41 anos de idade, em 1994. Kazu já tinha superado há muito tempo o recorde do Galinho, mas parece disposto a estender ainda mais esta marca impressionante em 2017.

Veja o gol de Kazu no fim de semana:

LEIA TAMBÉM: Os traumas que impediram o Rei Kazu de disputar uma Copa do Mundo

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo