Sul-Americana

Gatito Fernández volta após mais de 250 dias e traz ótima notícia para o Botafogo

Gatito Fernández voltou a atuar após 254 dias parado por lesão e, em grande estilo, ajudou o Botafogo a se classificar na Sul-Americana

Além da classificação do Botafogo para as oitavas de final da Copa Sul-Americana e a estreia do técnico Bruno Lage, a partida contra o Patronato (ARG), na última quarta-feira, também foi especial para um jogador alvinegro. Depois de 254 dias, o goleiro Gatito Fernández voltou a jogar com a camisa do Glorioso. E, recuperado de lesão, o paraguaio de 35 anos mostrou que ainda poder ser muito útil ao clube carioca.

Em meio a um time repleto de reservas, Gatito Fernández foi o melhor jogador do Botafogo em campo no empate em 1 a 1 com o Patronato. O goleiro fez cinco defesas, sendo três delas difíceis, e ajudou a carimbar a vaga do Glorioso para as oitavas da Sul-Americana. Além disso, o paraguaio também mostrou segurança ao sair do gol nos cruzamentos. Por outro lado, ainda pecou um pouco nas reposições com os pés, um problema crônico do goleiro.

Por que a volta de Gatito é uma boa notícia para o Botafogo?

Mas, com Lucas Perri brilhando na temporada, se aproveitando justamente da lesão de Gatito, o retorno em grande estilo do paraguaio é uma boa notícia para a torcida do Botafogo. Perri está valorizado no mercado e já foi alvo de sondagens de clubes do exterior. A diretoria do clube carioca não pretende vender o jogador nesta janela do meio de temporada, mas uma saída no fim do ano não é descartada. Assim, Gatito voltaria a ser uma boa opção para ser titular do Botafogo em um futuro próximo. Afinal, ele tem contrato com o Glorioso até o fim de 2024.

Relembre a lesão de Gatito Fernández

Gatito Fernandéz não entrava em campo pelo Botafogo desde o dia 7 de novembro de 2022. Naquela ocasião, o goleiro sofreu uma lesão no ombro esquerdo durante a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Mineirão. Ainda no primeiro tempo do jogo, o goleiro sentiu a lesão em um lance com Vargas e Zaracho. Ele deslizou no gramado e caiu sobre o ombro esquerdo.

Ainda em novembro do último ano, Gatito passou por uma cirurgia para reparar a luxação no ombro esquerdo. Desde então, ele vinha se recuperando do procedimento. Em maio deste ano, o goleiro voltou a treinar com elenco e, em junho, voltou a ser relacionado pelo então técnico Luís Castro.

Antes de sofrer a lesão em 2022, Gatito vivia bom momento no Botafogo. Ele era o jogador com mais partidas pelo clube na temporada, com 44 jogos.

Gatito Fernández avalia seu retorno aos jogos do Botafogo

Depois do empate com o Patronato, Gatito Fernández concedeu entrevista coletiva ao lado do técnico Bruno Lage. E o paraguaio falou sobre o seu retorno aos jogos do Botafogo.

—  Muito feliz de poder jogar novamente. Estava me preparando bastante para ter essa chance. Eu e meus companheiros que não temos muito ritmo temos treinado bastante para ajudar a cada jogo. Isso é ponto positivo no grupo, todo mundo se dedica bastante no dia a dia – afirmou Gatito.

— O que manteve motivado é jogador futebol. Amo o que faço, amo meu trabalho. Estar no dia a dia com os companheiros… Quem está com a gente sabe como é o elenco. Isso motiva. Isso tá sendo o diferencial – completou o paraguaio.

Desde 2017 no Botafogo, Gatito Ferández tem um histórico de lesões nos últimos anos. Em 2021, por exemplo, ele nem sequer entrou em campo por uma grave lesão no joelho esquerdo. Na época, ele chegou a falar que pensou em parar de jogar. Mas, agora, para ele, a situação é outra.

— Foi totalmente diferente (em 2022) porque eu tive uma fatalidade, faltando duas rodadas. O que me manteve firme foi porque eu fui o que mais atuei no ano. Isso mostrou pra mim que conseguia continuar jogando em bom nível. Também me ajudou muito a sequencia do time. O Perri fazendo uma grande temporada, isso também me deixa muito feliz. A gente vem ajudando para que ele consiga ter boa performance. Grupo muito forte, todo mundo se apoia. Hoje (quarta) tive a oportunidade. A gente tem essa parceria – finalizou o goleiro.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo