Sul-Americana

Corinthians tem pane defensiva no fim e só empata com o Racing-URU na Sul-Americana

Corinthians ficou no 1 a 1 com o Racing-URU, com gol de Yuri Alberto, e vai ocupando apenas a vice-liderança da chave; veja os gols

O Corinthians criou pouco, teve dificuldade de se livrar da marcação, e saiu do Estádio Centenário, no Uruguaio, com um empate amargo na estreia pela fase de grupos da Copa Sul-Americana. Nesta terça-feira (2), o Timão ficou no 1 a 1 com o Racing-URU, com gol de Yuri Alberto, e vai ocupando a vice-liderança da chave.

O Timão não teve uma grande apresentação, errou muitos passes, e ainda contou com uma falha crucial do goleiro Cássio no empate. O resultado poderia ter sido diferente se o camisa 12 não tivesse em uma noite ruim. Vale ressaltar que, nos últimos minutos de partida, algumas trocas de António Oliveira — como a saída de Breno Bidon para a entrada de Cacá — também influenciaram no desempenho.

Com os resultados da primeira rodada, o Corinthians, somando um ponto, fica na segunda posição do Grupo F, atrás do Argentinos Juniors, que estreou com vitória, é líder. Racing também tem um ponto, enquanto o Nacional-PAR ocupa a lanterna, sem pontuar.

Jogo faltoso e sem inspiração

Apostando na dupla com Yuri Alberto, António Oliveira optou por começar a partida com Pedro Raul no time titular, deixando Romero no banco. A dupla que vinha tendo uma crescente, com bons números, errou muito e não deu liga.

O Timão não encontrou espaços para levar perigo real ao gol do Racing-URU na primeira etapa. Além da forte marcação da equipe uruguaia, o ataque alvinegro não conseguia acertar passes e, constantemente, também era parado por meio de faltas duras. O zero a zero no primeiro tempo foi justo diante da apresentação pouco efetiva dos comandados de António.

Bidu estreia na temporada

Matheus Bidu entrou pela primeira vez em um jogo oficial nesta temporada. Na lista divulga pelo clube, na sexta-feira passada, o nome do lateral-esquerdo chamou muito a atenção entre os 50 inscritos. Bidu foi afastado por Mano Menezes dos treinos no início do ano e só foi reintegrado com a chegada do técnico português, mas ainda não contabilizava nenhum minuto oficialmente. Ele só havia entrado no amistoso contra o Londrina, no dia 27 de março

Com Diego Palacios, também inscrito, ainda se recuperando de lesão, Bidu foi a opção encontrada por António para poder tirar o amarelado Hugo no segundo tempo.

Yuri Alberto abre o placar de cabeça

Se na primeira etapa, Yuri não deu liga com Pedro Raul, na segunda a história com Garro e Romero foi totalmente diferente para o atacante. Rodrigo Garro recebeu uma bola de Romero pela esquerda, na linha de fundo, se esticou todo para conseguir dominar e cruzou. A bola foi levantada com muito carinho e, praticamente livre de marcação, o camisa 9 testou firme para abrir o placar.

Yuri Alberto marcou o seu sétimo gol na temporada, igualando o mesmo número de Romero na artilharia do Corinthians.

Cássio falha

Em uma noite bem abaixo do que está acostumado a apresentar no gol do Corinthians, Cássio cometeu erros graves e custou o resultado para o Timão no Uruguai. O goleiro já dava sinais de que não estava seguro desde a primeira etapa, rifando algumas bolas fáceis.

No entanto, no segundo tempo, Cássio cometeu duas falhas num espaço de 10 minutos. A primeira, numa cabeçada defensável, deixou a bola entrar, mas o atacante do Racing estava impedido. Já na segunda, na tentativa de Alaniz, no canto esquerdo, onde estava posicionado, deixou a bola entrar de novo. Empate amargo principalmente para o camisa 12, que tem sido assombrado pelo fantasma de Carlos Miguel na meta.

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo