Sul-Americana

Cássio e trave frustram Estudiantes e garantem avanço do Corinthians na Sul-Americana

Sem conseguir chegar ao gol argentino, Corinthians conta com Cássio e trave para garantir vaga na semifinal da competição.

Até o torcedor do Corinthians que já está acostumado a sofrer não imaginava o quanto a partida desta terça-feira iria deixar os nervos à flor da pele. A partida contra o Estudiantes, em La Plata, foi como a Fiel torcida diz: do jeito mais Corinthians de ser.

Perdendo no tempo normal 1 x 0, o Timão contou com a sorte, com o ídolo Cássio e uma ajuda inusitada: a trave, para levar a partida para os pênaltis e vencer por 3 x 2.

A equipe de Luxemburgo foi dominada pelos argentinos com a bola rolando, ao todo o time adversário chutou em direção ao gol alvinegro 30 vezes, número que não acontecia desde 2015.

Estudiantes começa com tudo (e não para)

Precisando do resultado após a derrota por 1 x 0 no Brasil, o Estudiantes dominou o Corinthians desde o apito inicial. Prova disso foi o gol marcado com menos de um minuto de jogo por Mauro Méndez, aproveitando corte errado da defesa e contando com a sorte do desvio em Lucas Veríssimo.

A partir daí o que não faltou para o time de La Plata foram chances para ampliar o placar e sacramentar a classificação ainda na primeira etapa.

Os chutes de Benedetti e Rollheiser explodiram na trave, enquanto as boas oportunidades de Mancuso e Rollheiser pararam na boa atuação do Cássio, que mesmo com erros da zaga corinthiana conseguiu se sair bem e fazer ótimas defesas.

Muda o tempo, não muda o roteiro

A segunda etapa não foi muito diferente, com as equipes voltando da mesma forma: o Corinthians acuado e o Estudiantes indo para cima tentando marcar o segundo gol. Rollheiser, que no primeiro tempo já tinha tido boas oportunidades, manteve o desempenho e finalizou mais quatro vezes.

Sosa também desperdiçou uma boa chance, que parou no goleiro do Timão. Aos 24 minutos, mais uma bola foi na trave, Ascacíbar bateu colocado, e Cássio só olhou ela explodiu à sua direita.

Nas poucas chances que o Corinthians tinha com a bola não era efetivo, uma delas com Yuri Alberto que tentou finalizar, mas acabou indo longe do gol.

Como o time argentino não conseguiu aproveitar as boas chances que teve, a partida ficou no 1 x 1 e a decisão foi para os pênaltis.

A classificação nos pênaltis

Nas penalidades máximas, o Corinthians venceu por 3 a 2. Fábio Santos, Fausto Vera e Rojas balançaram a rede para o time brasileiro. Giuliano teve a cobrança defendida.

Pela equipe argentina, Sosa e Méndez fizeram, Rollheiser parou no paredão Cássio, e Lollo e Ascacíbar acertaram a trave.

A semifinal

O Corinthians vai enfrentar na semifinal da Sul-Americana o vencedor do confronto entre Fortaleza e América – MG. Na primeira partida, o Leão do Pici venceu por 3 x 1.

Como veio da Libertadores após terminar em terceiro de seu grupo, o Corinthians definirá a vaga fora de casa, tanto faz o oponente. As semifinais estão marcadas para as janelas de 26 a 28 de setembro para a ida e 3 a 5 de outubro para a volta.

Próximos jogos do Corinthians

  • Corinthians x Palmeiras, pelo Brasileirão – 3 de setembro (domingo), às 16h (horário de Brasília) – Neo Química Arena, em São Paulo;
  • Fortaleza x Corinthians, pelo Brasileirão – 14 de setembro (quinta-feira), às 19h (horário de Brasília) – Castelão, em Fortaleza;
  • Corinthians x Grêmio, pelo Brasileirão – 18 de setembro (segunda-feira), às 21h (horário de Brasília) – Neo Química Arena, em São Paulo.
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo