Sul-Americana

Mesmo com boa campanha, Corinthians terá adversário chato nas oitavas da Sul-Americana

Bragantino ou Barcelona de Guayaquil será o rival do Alvinegro no mata-mata continental

O Corinthians fez uma boa fase de grupos na Copa Sul-Americana, finalizando a campanha com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Porém, isso não significou caminho fácil no mata-mata, conforme definino no sorteio desta segunda-feira (3).

O Alvinegro enfrentará o vencedor do playoff A, disputado entre Red Bull Bragantino, que terminou em segundo no grupo H da Sula, e Barcelona de Guayaquil, clube vindo da Copa Libertadores, pois terminou em terceiro no grupo B, que também contava com o São Paulo.

O embate acontece nos dias 17 e 24 de julho. A ida será no Equador, enquanto a volta está marcada para o estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Para o Corinthians, a competição só retorna em agosto, nos dias 14 e 21. O primeiro jogo será na casa do vencedor do playoff, e a Neo Química Arena o palco do confronto decisivo.

Qualquer um que avançar poderá dar trabalho ao clube paulista, em crise nesse momento pela má fase no Campeonato Brasileiro – soma apenas cinco pontos em sete partidas.

A equipe de António Oliveira ainda caiu em um lado complicado da chave. Caso avance às quartas, pode enfrentar Fortaleza ou o ganhador do Playoff G (ainda não confirmado). Em uma possível semifinal, Athletico-PR ou Racing podem estar no nada fácil caminho até a decisão.

Se passar, Bragantino será pedreira para o Corinthians

Os mesmo 13 pontos somados pelo time de Itaquera foi o que o Massa Bruta fez na fase de grupos da Sula, com o exato número de vitórias, empate e derrota – porém, pior em gols marcados (14 x 9) e sofridos (2 x 8).

Só que a equipe de Bragança Paulista encontrou um Racing muito mais regular e superior. Os argentinos venceram os paulistas em Avellaneda por 3 a 0, resultado que praticamente garantiu a liderança.

O Braga até devolveu a vitória em casa, mas só por 2 a 1, e entrou na rodada final sem muita chance de ser líder – até por isso, só empatou com o Coquimbo Unido.

Treinado por Pedro Caixinha, sabemos que o clube da Red Bull no Brasil costuma ser muito competitivo. Terminou em sexto no último Brasileirão e só não está na Libertadores porque caiu para o Botafogo na fase prévia.

Na atual temporada, o Touro decepcionou novamente no Campeonato Paulista, mas se recupera com bom início de Brasileiro. Em sete rodadas só perdeu uma, além de vencer adversários pesados, como o Grêmio e o próprio Corinthians.

Barcelona fez Libertadores decepcionante, mas tem boa campanha no Equador

Quando o sorteio colocou São Paulo, Barcelona e Talleres no mesmo grupo da Libertadores, apontava para um claro favoritismo do Tricolor, e os outros dois brigando pela segunda colocação – o Cobresal era o pior time e provou isso em campo.

Mas o time de Guayaquil não conseguiu competir com a dupla que disparou nas duas primeiras colocações, apesar de ter arrancado dois empates diante de brasileiros e argentinos.

No Morumbis, suportou a pressão para sair com o 0 a 0. Já com o Talleres, em casa, vencia até os 50 minutos do segundo tempo antes de tomar o empate. A única vitória da campanha veio na última rodada, contra o Cobresal.

Até por isso, em abril, aconteceu a troca no comando técnico com a saída de Diego Lopez e a contratação de Ariel Holan, que emplacou boa sequência no Campeonato Equatoriano.

Desde que o treinador ex-Santos assumiu o Barcelona são cinco vitórias e dois empates pela Liga Pro Serie A.

A primeira derrota aconteceu no último domingo (2), contra o Mushuc Runa, firmando a segunda na primeira fase do campeonato.

Agora, o futebol equatoriano pausa e só retorna em agosto para segunda fase da competição. Com isso, o time de Holan terá mais de um mês para se preparar para o confronto contra o Braga.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo