Libertadores

Nem a volta de Lucas incendeia um São Paulo de dar sono no empate com o Barcelona-EQU

São Paulo joga pouco, mas empate por 0 a 0 deixa Tricolor vivo na briga pela liderança na Libertadores

Já classificado às oitavas de final da Libertadores com duas partidas de antecedência, o São Paulo se mobilizou internamente para dar significados ao duelo com o Barcelona-EQU, nesta quinta-feira (16), no MorumBIS, pela quinta rodada do Grupo B. Ao Tricolor, a partida era uma chance valiosa de somar pontos na briga pela liderança e por uma melhor campanha geral para ter vantagem no mando de campo dos mata-matas. Mas não parecia. A equipe fez uma partida apática e empatou em 0 a 0 com o rival equatoriano. De positivo, apenas o retorno de Lucas Moura após 42 dias.

São Paulo domina um primeiro tempo sonolento no MorumBIS

Já virou rotina sob o comando de Luis Zubeldía: o técnico fez mudanças na escalação, e mesmo assim o São Paulo foi superior e dominou a primeira etapa. Com a equipe já classificada no Grupo B, o treinador optou por preservar Rodrigo Nestor e Bobadilla. Armou o Tricolor novamente no 4-2-3-1, com Galoppo ao lado de Alisson na dupla de volantes, Michel Araújo e Ferreira como extremas e André Silva na referência do ataque. Diante de um MorumBIS tomado por mais de 50 mil pessoas, a equipe assumiu o controle do jogo de imediato.

Mas isso não significou supremacia ou pressão a ponto de encurralar o adversário. Mesmo que tenha ocupado o campo de ataque com 61% de posse de bola, o São Paulo teve dificuldades para entrar na área e criar lances de perigo. A equipe conseguia construir bem as jogadas e encontravam espaços pelos lados, normalmente com os laterais bem abertos. Os extremas com pé trocado — Michel Araújo pela direita e Ferreira pela esquerda — tentavam puxar para o meio para buscar as finalizações. Mas as jogadas individuais esbarravam na defesa, e os cruzamentos foram bem neutralizados pelo Barcelona.

Prova disso é que foram oito finalizações do Tricolor  ao longo do primeiro tempo. Mas a única que levou perigo, de fato, foi uma cabeçada de André Silva, logo aos 8 minutos. Do outro lado, o Barcelona-EQU cresceu apenas nos minutos finais. Conseguiu cinco conclusões e ameaçou Rafael com um chute de Chalá bloqueado por Arboleda.

Lucas incendeia a arquibancada no segundo tempo. E só

Se havia dúvidas de que a grande atração da partida estava no banco de reservas, elas sumiram assim que Luis Zubeldía chamou Lucas Moura para entrar em campo. Foi o suficiente para que os torcedores vibrassem pela primeira vez nas arquibancadas praticamente lotadas. Recuperado de uma lesão muscular na coxa esquerda, o camisa 7 voltou a atuar depois de 42 dias e fez a sua estreia sob o comando do argentino e em partidas de Libertadores no MorumBIS.

O meia-atacante foi a campo na vaga de André Silva aos 15 da segunda etapa. Mas o principal reflexo de sua entrada ficou mesmo nas arquibancadas. Ainda fora de ritmo depois de tanto tempo sem jogar, Lucas pouco fez para mudar os rumos da partida — assim como todo o São Paulo coletivamente. Uma das únicas chances criadas pela equipe até rendeu bola na rede: aos 20, Luciano apareceu no segundo poste para completar cruzamento de Ferreira. Mas o camisa 10 estava impedido. Do outro lado, o Barcelona-EQU ameaçou em cobrança de falta de Damián Díaz, espalmada por Rafael. O Tricolor teve uma chance no último lance do jogo, mas Juan parou no goleiro rival, mesmo livre dentro da área.

São Paulo ainda pode ser líder do Grupo B

Mesmo sem a vitória diante da torcida, o São Paulo ainda pode encerrar a fase de grupos como primeiro colocado no Grupo B. Para isso, basta vencer o Talleres no duelo pela última rodada, marcado para 29 de maio, às 21h30 (horário de Brasília), no MorumBIS.

Com o empate, o Tricolor é o vice-líder com 10 pontos e saldo de cinco gols. A equipe argentina ocupa a liderança com 13 pontos e saldo de seis. Com uma vitória na última rodada, o São Paulo iguala o Talleres em pontos, mas o ultrapassa no saldo de gols.

> Os próximos três jogos do São Paulo:

  • São Paulo x Águia de Marabá — Copa do Brasil — quinta-feira, 23 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: Amazon Prime (Streaming);
  • São Paulo x Talleres — Libertadores — quarta-feira, 29 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Paramount + (Streaming);
  • Corinthians x São Paulo – Brasileirão — domingo, 2 de junho, às 16h (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Premiere (TV por assinatura).
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo