Argentina

Portugal, Espanha ou Inglaterra? Futuro de Rollheiser é incerto, mas interessados não faltam

Destaque do Estudiantes em 2023, Benjamín Rollheiser é alvo de grandes clubes para Europa para a janela de transferências de janeiro

Tetracampeão da Libertadores, o Estudiantes está de volta ao torneio em 2024. Com o título inédito da Copa Argentina, o clube de La Plata garantiu vaga direta na fase de grupos da competição, mas não deverá contar com alguns dos destaques da grande temporada de 2023. Além dos veteranos Mariano Andújar e Mauro Boselli, que se despediram na final contra o Defensa y Justicia, Benjamín Rollheiser é outro que pode estar de saída na janela de transferências de janeiro.

A imprensa portuguesa noticia desde o início de dezembro que o jogador de 23 anos está na mira do Benfica. Pouco tempo depois, surgiram rumores de que o Newcastle também estaria interessado no polivalente atacante. Agora, o portal espanhol fichajes.net coloca o argentino como desejo do técnico Diego Simeone para o Atlético de Madrid.

Segundo a publicação, Rollheiser teria atraído a atenção colchonera por ser capaz de contribuir tanto na definição das jogadas, com bom poder de finalização, quanto na criação, até por ser o “motor” do Estudiantes e poder atuar em diferentes posições no último terço do campo. Nesta temporada, ele atuou como ponta-direita, meia-ofensivo ou atacante, o que também gerou interesse no time espanhol.

O Atleti não vê no jovem jogador somente alguém para contribuir na última metade da temporada 2023/24, mas também uma promessa com potencial para se destacar ainda mais no futuro, especialmente nas mãos de Diego Simeone. Em novembro, o treinador renovou seu contrato com o clube até 2027.

A situação de Rollheiser no Estudiantes

Benjamín Rollheiser foi contratado pelo Estudiantes em junho de 2022 e tem contrato com a equipe rojiblanca até a metade de 2025. Com mais um ano e meio de vínculo, o poder de barganha é todo dos Pincharratas, que só vão liberar seu grande destaque em 2023 por um valor considerável. O fichajes.net afirma que quem estiver interessado em contar com o atacante em janeiro terá de desembolsar cerca de € 8 milhões (aproximadamente R$ 42,6 milhões).

Por mais que esteja em vantagem nas negociações, o Estudiantes sabe que não poderá contar com Rollheiser por muito tempo. O objetivo é negociá-lo somente em julho do próximo ano, justamente na abertura da janela de transferências do verão europeu, quando os clubes do Velho Continente costumam ter mais recursos financeiros à disposição.

Quem confirmou isso foi o diretor esportivo do Estudiantes, Marcos Angeleri. Em entrevista recente ao Cielosports, portal argentino de notícias esportivas, o dirigente declarou que acredita ser possível segurar o jogador por mais seis meses, mas reconheceu que não será fácil.

— É possível mantê-lo por mais seis meses, vamos tentar. Mas não depende só da nossa decisão e dependerá do que o mercado exigir depois — afirmou Angeleri.

Além de Benfica, Newcastle e Atlético de Madrid, Benjamín Rollheiser também foi especulado em clubes brasileiros, como Botafogo e Flamengo, mas nenhuma proposta ou negociação concreta foi feita. Neste ano, ele foi o grande nome do Estudiantes, somando 12 gols e sete assistências na temporada em 57 partidas.

Com passes decisivos, dribles e boas finalizações, o polivalente atacante foi fundamental para os Pincharratas terminarem em quinto lugar no Campeonato Argentino, na nona colocação do Grupo B da Copa da Liga Argentina e chegar até as quartas de final da Copa Sul-Americana — sem contar, claro, com a conquista da Copa Argentina. No torneio continental, o time de La Plata foi eliminado pelo Corinthians nos pênaltis em um jogo dramático no Estádio Jorge Luis Hirschi, com direito a seis bolas na trave de Cássio.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo