Alemanha

Süle testa positivo para Covid-19 e é afastado da seleção alemã junto com outros quatro jogadores

Além de Süle, Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Jamal Musiala e Karim Adeyemi foram enviados para casa

O zagueiro Niklas Süle, do Bayern de Munique, testou positivo para Covid-19 ao se apresentar à seleção alemã e foi imediatamente colocado em isolamento, anunciou a Federação Alemã de Futebol nesta terça-feira. Outros quatro jogadores classificados como “contatos de Categoria 1” também foram afastados: Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Jamal Musiala e Karim Adeyemi.

Classificada com antecedência à Copa do Mundo do Catar, a Alemanha receberá Liechtenstein em Wolfsburg na próxima quinta-feira e fecha sua campanha nas Eliminatórias Europeias contra a Armênia, fora de casa, no próximo domingo.

Segundo o comunicado da Federação Alemã, Süle foi “totalmente vacinado” e não apresenta sintomas da doença. O médico da equipe, Tim Meyer, não quis confirmar se os quatro jogadores foram afastados porque não se vacinaram. “A vacinação é um critério, assim como a intensidade e a duração dos contatos”, afirmou.

Recentemente, Kimmich foi criticado por ex-jogadores como Philipp Lahm e Paul Breinter, e até pela chanceler Angela Merkel, por ter admitido que não se vacinou, levantando desconfianças sem nenhum embasamento científico.

Süle viajou em um avião ao lado de oito jogadores. Ele e esses quatro que foram identificados deixarão as dependências da seleção alemã e voltarão para suas casas. Os outros quatro não precisarão se afastar, mas serão testados regularmente nos próximos dias. Segundo a Der Spiegel, eles provavelmente seriam Manuel Neuer, Thomas Müller, Leon Goretzka e Leroy Sané – todos do Bayern de Munique, assim como Musiala, Kimmich e Gnabry. Adeyemi defende o Red Bull Salzburg.

“O número de infecções por coronavírus voltou a aumentar recentemente em todo o país. É por isso que estamos implementando de forma consistente as regras de higiene e comportamento durante o último jogo internacional do ano (em casa) para sermos tão responsáveis quanto for possível”, disse o diretor de seleções, Olivier Bierhoff.

“Esta notícia é muito amarga. Pouco antes dos dois últimos jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Mas a saúde vem em primeiro lugar. Desejo ao jogador com teste positivo uma recuperação rápida e que ele permaneça livre de sintomas”, completou.

A média móvel de novos casos de Covid-19 na Alemanha pulou do patamar de 8.000 em meados de outubro para quase 30 mil na última segunda-feira. As mortes voltaram a passar de 100. Cerca de 69% da população alemã recebeu pelo menos uma dose de vacina, 67% está totalmente imunizada.

O técnico da seleção alemã, Hansi Flick, convocou o lateral Ridle Baku e o meia Maximilian Arnold, ambos do Wolfsburg, e o atacante Kevin Volland, do Monaco, para compor o elenco após os cortes. O zagueiro Jonathan Tah já havia se integrado à delegação na segunda-feira, por outros motivos. Flick também ficou sem Florian Wirtz e Nico Schlotterbeck, por problemas físicos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo