Sem categoria

Torcida para a Croácia desde o Brasil

Quando o zagueiro Martin Taylor quebrou a perna de Eduardo da Silva, no jogo entre Arsenal e Birmingham, a temporada 2008 do atacante da seleção croata acabava ali. Junto com ela, o sonho de disputar a Eurocopa deste ano.

Há dois meses em recuperação no Rio de Janeiro, sua cidade natal, Eduardo da Silva segue um rigoroso cronograma de fisioterapia. No entanto, durante o mês de junho, certamente ele adequará sua grade de horários de acordo com a hora local de Suíça e Áustria.

Do Brasil, ele garante que sua torcida pela Croácia será intensa, e que a equipe é talentosa o suficiente para surpreender.

Como está sua recuperação?
Estou trabalhando muito. Diariamente faço fisioterapia e já melhorei bastante, estou me sentindo muito bem. Está tudo dentro do cronograma previsto.

Já tem idéia de quando poderá retornar aos gramados?
Depende ainda da fisioterapia, de todo trabalho que está sendo feito e como vou reagir. Pode ser uns quatro, cinco meses, ainda não dá para precisar. Dependo também da avaliação do hospital, para ver como ficou a lesão.

Você tem conversado com seus companheiros da seleção croata?
Sim, converso bastante com eles, principalmente com meus ex-companheiros do Dinamo Zagreb. Eles me passam todas as novidades da Croácia, como estão os treinamentos. Todo mundo está muito ansioso para a estréia na Euro.

E com o técnico Slaven Bilic?
Nos falamos muito também. Ligo para ele, conversamos sobre a seleção, ele sempre me pergunta como estou, como está minha recuperação. Ele é uma pessoa excelente.

Vai assistir a Eurocopa do Brasil?
Pela programação que foi definida para a minha recuperação, vou continuar meu trabalho no Brasil e assim vou assistir a Euro daqui. Eu realmente queria estar lá, mas como isso é impossível… vai ser melhor ficar aqui e me recuperar totalmente dessa lesão. A televisão brasileira vai passar todos os jogos, então isso não será um problema. Vou torcer muito para a Croácia.

Qual sua expectativa em relação à seleção croata na Euro?
É uma situação muito difícil. Lógico que queremos chegar na final, mas é bem complicado. Essa equipe tem muitos talentos, é um time muito talentoso. Temos que passar pelo nosso grupo, e se chegarmos nas semifinais, tudo é possível.

Quem você acha que pode ser o grande destaque da Croácia?
Não sei, porque depende de quem o treinador for escalar, mas aposto muito em um ex-companheiro meu do Dinamo, o Ognjen Vukojevic. Se ele repetir o que faz no clube, certamente será um dos destaques.

E o Luka Modric?
Ele não precisa mais mostrar nada, todos já conhecem seu talento. Tenho certeza que nesta Euro ele vai fazer o que todos esperam dele.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo