Sem categoria

Spalletti quer controlar euforia da Roma após vitória

Depois de eliminar o Real Madrid com duas vitórias nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões, a Roma tem o desafio de não se deixar levar pela euforia. Esta é a opinião do técnico Luciano Spalletti, que alertou para a necessidade de manter o foco para o jogo do fim de semana contra o Napoli, pelo Campeonato Italiano.

“Temos de ser cautelosos e manter a cabeça no lugar”, declarou o treinador após a vitória por 2 a 1 no Santiago Bernabéu, nesta quarta-feira. “Euforia demais é algo perigoso. Afinal, temos de nos concentrar no campeonato, e temos um jogo duro pela frente. Temos de manter os pés no chão e dar um passo de cada vez”.

Jogando pelo empate em Madri, a Roma aproveitou a expulsão do zagueiro Pepe aos 26 minutos do segundo tempo e abriu o placar dois minutos depois, com uma cabeçada de Taddei. Raúl empatou para o Real Madrid em seguida, mas Mirko Vucinic selou a vitória romanista nos acréscimos e acabou com as esperanças dos donos da casa.

“O Real tentou ser agressivo, mas meu time não concedeu nada”, comentou Spalletti. “Eles estiveram á altura da ocasião, e vencemos por causa de nossa atitude e nossos esforços esta noite. Eu esperava um jogo duro, mas meu time veio para buscar o resultado e respondeu perfeitamente”.

Um dos possíveis adversários da Roma nas quartas-de-final é o Manchester United, que despachou os giallorossi com uma goleada de 7 a 1 nesta mesma fase, ano passado. Spalletti diz que não torcerá por uma revanche, mas acredita que o revés de Old Trafford foi importante para o amadurecimento do time.

“A derrota em Manchester nos ensinou muito. Esta noite, sofremos em alguns momentos, mas merecemos passar”, concluiu o técnico romanista. Na Série A, a equipe está seis pontos atrás da líder Internazionale, e ainda sonha com seu primeiro scudetto desde 2001.

Do lado derrotado, o técnico Bernd Schuster procurou manter uma postura positiva: “Para mim, não é uma verdadeira derrota. Não nos classificamos, é isso. Até o primeiro gol deles, o jogo era nosso, mas não conseguimos chegar ao gol. A expulsão de Pepe causou muitos problemas”.

“Eu não poderia pedir mais dos jogadores. Eles tiveram de jogar com um homem a menos. Hoje, eles mostraram grande caráter e mantiveram a confiança de que podiam vencer. O time tentou buscar a vitória, mas a Roma é um time muito traiçoeiro de se enfrentar, mais difícil do que muita gente pensava”, argumentou o treinador alemão.

Foi a quarta eliminação consecutiva do Real Madrid nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo