Sem categoria

“Orgulho” define essa cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos

A gente não pode deixar de questionar, de indagar, de lutar. Mas também tem todo o direito de encher o peito e sentir orgulho. Os Jogos Olímpicos de 2016 possuem vários pontos a se discutir sobre o que foi feito e o que fica de legado. Independente disso, também oferecem uma oportunidade de olhar para nós mesmos e sentir o que é ser brasileiro. Neste sentido, o Maracanã serviu nesta sexta como um poço profundo, para que cada um mergulhasse na própria identidade nacional e sentisse o que é o país. Ainda que um ou outro detalhe não tenha agradado, a cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro foi, sim, perfeita. Deslumbrou, emocionou, impressionou. Sobretudo, mostrou o que é o Brasil.

Que comecem os Jogos. E que, nos próximos dias, o brasileiro reconheça o gosto de ser o que é.

TRIVELA FC: Conheça nosso clube, ganhe descontos em cervejas e camisas e faça a Trivela melhor!

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo