Sem categoria

Nos pênaltis, Fenerbahçe supera Sevilla

Em casa, o Sevilla deu vexame e foi eliminado pelo Fenerbahçe da Liga dos Campeões. No Ramón Sánchez-Pizjuán, os rojiblancos abriram uma vantagem de dois gols, mas permitiram a reação dos Canários. Após o 3 a 2 a favor dos donos da casa no tempo normal e o 0 a 0 na prorrogação, o Fener venceu por 3 a 2 nos pênaltis e se classificou para as quartas-de-final da competição continental.

Com dez minutos de partida, o Sevilla já vencia por 2 a 0 e dava a impressão de que se classificaria com facilidade. Aos cinco minutos, Selçuk cometeu falta em Keita perto da área. Daniel Alves bateu e venceu o goleiro Volkan Demirel, que ainda tocou na bola mas falhou. Keita ampliou aos nove. Após nova infração cobrada por Daniel Alves, o marfinense acertou um forte chute; porém, Demirel poderia ter defendido.

O Fenerbahçe se recuperou do susto e diminuiu aos 20. Alex cobrou escanteio e Deivid, livre, desviou para as redes. A partida se tornou mais aberta, com boas oportunidades para as duas equipes. Quando os Canários ameaçavam igualar, os rojiblancos ampliaram aos 41. Daniel Alves cruzou da direita e Kanouté, na marca do pênalti, matou no peito e bateu firme para fazer o terceiro.

Na etapa complementar, o Sevilla perdeu duas boas oportunidades para matar o jogo. Aos 26 minutos, Daniel Alves tocou para Keita, livre, bater para fora, muito perto da trave. Três minutos depois, foi a vez do lateral brasileiro assustar Demirel. O Fenerbahçe marcou o segundo aos 34. Alex cruzou, Deyvid acertou a trave e, no rebote, ele mesmo marcou. Com o 3 a 2, mesmo resultado do confronto de ida em Istambul, a partida foi para a prorrogação.

No tempo extra, a melhor chance coube ao Fenerbahçe. Aos sete minutos do primeiro tempo, Deyvid tabelou com Kezman, mas sua conclusão foi para fora. O Sevilla até conseguiu chegar à área adversária, mas a zaga dos visitantes conseguiu suportar a pressão. Com o 0 a 0, o classificado foi conhecido na decisão por pênaltis.

Demirel se redimiu das falhas cometidas nos gols sofridos com a bola rolando e, com três defesas, foi o herói dos Canários. Na primeira delas, Escudé cobrou mal e ele defendeu. Na batida seguinte, Edu Dracena perdeu a chance de deixar o Fenerbahçe em vantagem. O zagueiro brasileiro bateu no canto direito, mas Palop pegou. Na seqüência, Maresca chutou com força, mas em cima do goleiro dos Canários. Daniel Alves tinha a chance de manter vivas as esperanças dos rojiblancos, mas Demirel pegou sua cobrança e deu a classificação para o clube turco.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo