Sem categoria

No duelo esperado, Inter e Barça fazem 0 a 0

Um dos jogos mais esperados desta primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões terminou sem gols. No Giuseppe Meazza, em Milão, Internazionale e Barcelona ficaram no 0 a 0. O resultado deixou as duas equipes com um ponto, enquanto o líder isolado ficou sendo o Dynamo Kiev, que estreou com vitória contra o Rubin Kazan. O reencontro foi marcado também pelo primeiro jogo que Zlatan Ibrahimovic e Samuel Eto'o fizeram contra suas antigas equipes.

Já no primeiro minuto de jogo, o Barcelona pressionou. Após roubar a bola no meio de campo, Messi veio com a bola dominada, fez a finta em Lucio e arriscou chute de média distância. Júlio César espalmou para a frente, espantando o perigo. Aos sete minutos, a pressão visitante continuou: Daniel Alves lançou para Ibrahimovic, que recebeu em posição legal, na área, e tentou concluir de primeira. A bola passou por cima do gol de Júlio César, trazendo perigo.

Aos 15 minutos, mais uma tentativa do Barça. Após cruzamento de Daniel Alves, Ibrahimovic tentou concluir, mas o sueco acabou cometendo falta sobre Lucio. A Inter só reagiu aos 32 minutos, com Wesley Sneijder. O holandês recebeu a bola, próximo à grande área, e arriscou chute. A bola desviou em Puyol e saiu para escanteio. Seis minutos depois, Diego Milito conseguiu se livrar da marcação de Puyol, na entrada da área, andou um pouco mais e bateu cruzado, mas Victor Valdés conseguiu agarrar a bola sem problemas.

A última chance de ataque do primeiro tempo, porém, foi do time espanhol. Aos 40, após lançamento, Daniel Alves conseguiu sair da linha de impedimento e entrou pela área em posição legal. Cruzando para trás, o brasileiro deixou a bola com Seydou Keita. O camaronês, no entanto, chutou e Júlio César conseguiu tocar na bola, mandando-a para escanteio.

No início do segundo tempo, porém, quem arriscou foram os Nerazzurri. E logo nos primeiros instantes de jogo: no primeiro minuto, Sneijder arriscou arremate, de média distância. A bola foi perigosa e passou pela linha de fundo, perto da trave, à esquerda de Valdés. A partir de então, o Barcelona começou a trazer mais pressão ao gol interista. Pressão iniciada já no instante seguinte, quando Xavi lançou Ibrahimovic, mas o sueco, desequilibrado, não conseguiu desviar para as redes de Júlio César.

No decorrer da etapa final, os barcelonistas continuaram atacando mais. Aos 14 minutos, pela direita, Daniel Alves cruzou para Messi. Na segunda trave, o argentino, porém, não conseguiu impulsão suficiente para cabecear a bola, apenas desviando-a sem força. A chance mais aguda, no entanto, apareceu aos 26. Thierry Henry aproveitou sobra de cruzamento de Xavi, pela esquerda da grande área, dominou a bola e chutou rasteiro. Messi tentou escorar para as redes, deslizando para a pequena área, mas mandou por cima do gol de Júlio César.

Restou aos técnicos fazer alterações para mudar o rumo do jogo. Josep Guardiola colocou Iniesta, voltando de contusão, no lugar de Henry, enquanto José Mourinho fortaleceu os três setores de sua equipe, colocando Davide Santon na defesa, Dejan Stankovic no meio-campo e Mario Balotelli no ataque. Todavia, o placar do San Siro acabou ficando inalterado ao final dos 90 minutos.

Grupo H: Arsenal começa surpreendido, mas vence Standard

Pelo grupo H, em Liège, na Bélgica, o Arsenal começou vendo uma ameaça de grande surpresa, contra o Standard Liège. Os Rouches começaram o jogo de modo irresistível: logo aos dois minutos, após má saída de bola da defesa do Arsenal, Eliaquim Mangala roubou a bola e, pela direita, arriscou chute de média distância, que foi parar no ângulo de Vito Mannone, abrindo o placar.

Aos cinco, o time bicampeão belga prosseguiu surpreendendo. O sérvio Milan Jovanovic, em jogada individual, entrou pela área e foi derrubado por Gaël Clichy. O árbitro Eduardo Ithurralde Gonzalez apitou o pênalti, e o próprio Jovanovic cobrou, para fazer 2 a 0.

Porém, ao fim do primeiro tempo, começou a reação do Arsenal. Após vir com a bola dominada, o dinamarquês Nicklas Bendtner triangulou, recebeu a bola de volta, invadiu a grande área pela direita e chutou cruzado para o gol de Sinan Bolat, fazendo o primeiro gol dos Gunners.

E, no fim do segundo tempo, a virada dos comandados de Arsène Wenger foi consolidada, em duas jogadas de cruzamento. Aos 33 minutos, após falta cobrada da esquerda, a bola foi cabeceada para trás, no segundo poste, encontrando o defensor Thomas Vermaelen, que desviou para as redes de Bolat, empatando. Três minutos depois, Cesc Fàbregas cobrou escanteio, também da esquerda, e Eduardo da Silva desviou, de joelho, para as redes de Bolat, confirmando o 3 a 2 que deu os três primeiros pontos ao Arsenal na LC.

No outro jogo da chave, o Olympiacos conseguiu vencer o AZ a duras penas. Só no fim do jogo veio o único gol da partida, com o meio-campista Vassilis Torosidis marcando 1 a 0 para os Thrylos, contra a equipe holandesa. Recebendo o cruzamento, Torosidis aproveitou a falha de marcação e cabeceou no canto direito do goleiro argentino Sergio Romero, aos 36 minutos do segundo tempo.

Outros jogos: aproveitando empate, Dynamo Kiev vira e é líder no F

Com o empate entre Barcelona e Internazionale, Dynamo Kiev e Rubin Kazan poderiam conquistar a liderança do grupo F, no jogo em Kiev. E foi o time russo que abriu o placar: aos 25 minutos, em cobrança de falta, o argentino Alejandro Dominguez fez 1 a 0 para o Rubin.

Em 14 minutos, na parte final do jogo, os donos da casa conseguiram a virada que os colocou na primeira posição da chave. Aos 26 minutos, o nigeriano Ayila Yssouf empatou, e, aos 34, o brasileiro Gerson Magrão colocou o time de Kiev na frente. A vitória foi consolidada aos 40 minutos, com Oleh Gusev.

Pela chave E, Liverpool e Lyon saíram na frente, com duas vitórias magras, por 1 a 0. Jogando em Anfield, os Reds só abriram o placar contra o Debrecen, da Hungria, nos acréscimos do primeiro tempo, com o holandês Dirk Kuyt marcando. Os franceses, por sua vez, precisaram esperar até o segundo tempo para abrirem o placar contra a Fiorentina, que ficou com dez jogadores em campo ainda no primeiro tempo, com a expulsão de Alberto Gilardino. Aos 31 minutos, o sérvio Miralem Pjanic fez o gol da vitória do OL.

Finalmente, no grupo G, o Sevilla saltou para ter a liderança isolada. Contra o Unirea, da Romênia, os Rojiblancos obtiveram a vitória por 2 a 0 com ajuda brasileira. No último minuto do primeiro tempo, Luis Fabiano abriu o placar, que foi concluído por Renato, aos 25 minutos, completando escanteio com uma cabeçada.

A equipe de Manuel Jimenez conseguiu a ponta do grupo aproveitando-se do empate entre Stuttgart e Rangers, na Alemanha. A equipe comandada por Markus Babbel abriu o placar ainda no primeiro tempo, aos 18 minutos, com o russo Pavel Pogrebnyak. Porém, os Blues escoceses buscaram o empate aos 32 da etapa final, com Bougherra.

Confira os resultados da primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões

Quarta-feira, 16/setembro

Grupo E
Lyon 1×0 Fiorentina
Liverpool 1×0 Debrecen

Grupo F
Internazionale 0x0 Barcelona
Dynamo Kiev 3×1 Rubin Kazan

Grupo G
Sevilla 2×0 Unirea
Stuttgart 1×1 Rangers

Grupo H

Standard Liège 2×3 Arsenal
Olympiacos 1×0 AZ

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo