Sem categoria

Nascido no Irã, jogador da Alemanha se nega a ir a Israel

O meia Ashkan Dejagah, da seleção sub-21 da Alemanha, se recusou a viajar para uma partida contra Israel pela fase eliminatória do Europeu da categoria, sexta-feira, em Tel Aviv. O jogador do Wolfsburg nasceu no Irã, que se recusa a reconhecer a existência de Israel desde a Revolução Islâmica de 1979. Os cidadãos iranianos são proibidos de viajar para o país.

A federação alemã (DFB) limitou-se a dizer que Dejagah pediu dispensa por “questões pessoais”. O diário sensacionalista Bild, no entanto, afirma que o jogador chegou a admitir que não viajaria por razões políticas. “O motivo é político. Todos sabem que sou teuto-iraniano”, teria dito.

Nascido em Teerã, Dejagah se mudou com os pais para a Alemanha. A decisão do jogador levantou uma polêmica no país, e há quem defenda sua exclusão definitiva da seleção. A idéia é apoiada por Friedbert Pflueger, um dos líderes do partido Democrata Cristão (CDU0, da chanceler Angela Merkel.

Em 2004, o iraniano Vahid Hashemian, do Bayern de Munique, ficou fora de um jogo contra o Maccabi Tel-Aviv, pela Liga dos Campeões. Na época, o clube alegou que Hashemian estava lesionado.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo