Mundiais sub-20 de 1985 e 87

1985 – URSS

Participantes: 16
Gols: 80
Campeão: Brasil
Vice: Espanha
Terceiro: Nigéria
Quarto: URSS
Artilheiro: Sebastián Losada (ESP), Fernando Gómez (ESP), Monday Odiaka (NIG), 3 gols
Destaques: Krassimir Balakov (BUL), René Higuita (COL), Juan Antonio Goikoetxea (ESP), Alberto García Aspe (MEX)

O 5º Campeonato Mundial sub-20 da Fifa foi realizado na antiga União Soviética, campeã da primeira edição. Na competição disputada pela primeira vez em solo europeu, o domínio foi todo brasileiro. A seleção conseguiu o título com 100% de aproveitamento, valor superior ao da conquista anterior, quando o país empatou uma partida nos seis jogos disputados. O time imbatível de 1985 sofreu apenas um gol. Foi logo na estreia diante da Irlanda. O goleiro brasileiro era ninguém menos que Cláudio Taffarel.

Outro brasileiro que se destacou na competição, foi o meia Paulo Silas, atual técnico do Avaí. O ex-jogador viu recompensada sua boa atuação e foi coroado como melhor jogador do torneio. A surpresa da competição ficou por conta do bom resultado da Nigéria, país africano que ficou na terceira colocação em sua segunda disputa. Jogando no 4-3-3, os nigerianos contaram com o faro dos artilheiros Mark Amunobi e Monday Odiaka. Odiaka terminou como um dos artilheiros do torneio. Outro nome que esteve naquela campanha das Águias, como jogador, foi Saimon Siasia, atual treinador da seleção sub-20.

1987 – CHILE

Participantes: 16
Gols: 86
Campeão: Iugoslávia
Vice: Alemanha Ocidental
Terceiro: Alemanha Oriental
Quarto: Chile
Artilheiro: Marcel Witeczek (ALE), 7 gols
Destaques: César Sampaio (BRA), Emil Kostadinov (BUL), Óscar Córdoba (COL), Andreas Möller (ALE) e Tony Meola (EUA)

A Europa recuperou o título depois de duas edições vencidas pelo Brasil, e logo em solo sul-americano, realizado no Chile. Os chilenos, estreantes na competição, terminaram na quarta colocação. Perderam para a Alemanha Oriental, outra estreante, por 3 a 1 nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1.

As equipes europeias dominaram o torneio, já que das oito seleções classificadas para as quartas-de-final, seis eram do velho continente. Iugoslávia, Itália, Bulgária, Escócia e as Alemanhas Oriental e Ocidental. Esta hegemonia pôs fim ao domínio sul-americano, que além de o Brasil ter conquistado os últimos dois torneios, a Argentina havia levado o Mundial de 1979.

O torneio foi vencido pela antiga Iugoslávia, num time que mais tarde foi à base da Croácia, na Copa da França, em 98, quando conquistou o terceiro lugar. Jogadores como o artilheiro Davor Suker, Zvonomir Boban, Robert Jarni e Robert Prosinecki se destacaram naquela edição. Outro nome importante daquele time foi Pedrag Mijatovic. O ex-jogador do Real Madrid não disputou à final, pois foi expulso na semifinal contra a Alemanha Ocidental.

1977 e 1979
1981 e 1983

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo