Sem categoria

Milan e Arsenal jogam pela vaga e contra crise

Milan e Arsenal se enfrentam nesta terça-feira, em San Siro, no jogo de volta das oitavas-de-final da Liga dos Campeões. Após o empate por 0 a 0 da ida, no Emirates Stadium, as duas equipes disputam uma classificação que pode evitar que a instabilidade provocada pelos últimos resultados domésticos se transforme em crise.

O Milan chegou a esboçar uma reação no Campeonato Italiano depois da pausa de inverno, mas em fevereiro as baixas por lesões influenciaram no rendimento da equipe. Os rossoneri vêm de dois empates consecutivos na Série A e ocupam apenas a quinta posição, quatro pontos atrás da Fiorentina, quarta colocada.

A eliminação diante do Arsenal não chegaria a ameaçar o cargo do técnico Carlo Ancelotti, respaldado pela direção do clube, mas deixaria o Milan lutando apenas para se garantir na próxima edição da LC.

Para os Gunners, a competição européia não representa a única possibilidade de título, mesmo porque a equipe lidera a Premier League. No entanto, a confortável vantagem de cinco pontos sobre o Manchester United caiu para apenas um nas últimas duas rodadas, com os empates diante de Birmingham e Aston Villa.

O Milan conta com o importante retorno de Kaká, que não esteve em campo nos empates contra Catania e Lazio por causa de problemas no joelho. Alessandro Nesta e Andrea Pirlo também voltam à equipe. Por outro lado, o meia Clarence Seedorf sentiu a coxa no sábado e sua participação se tornou improvável.

O atacante Pato, titular em Londres, deve ser mantido na equipe, desta vez não como atacante único, mas ao lado de Filippo Inzaghi ou Alberto Gilardino. Na defesa, o capitão Paolo Maldini tenta garantir que esta não seja sua última partida internacional.

No Arsenal, Emmanuel Adebayor espera não prolongar seu recente jejum de gols. Arsène Wenger tem Robin van Persie à disposição depois de mais um período com problemas físicos, mas o holandês deve ficar como opção no banco de reservas. Tomas Rosickt e Kolo Touré, lesionados, estão fora.

Barça defende vantagem

Único time a vencer como visitante na rodada de ida, o Barcelona tem amplo favoritismo diante do Celtic no Camp Nou. O time catalão, que venceu por 3 a 2 em Glasgow, espera se recuperar da derrota por 4 a 2 sofrida para o Atlético de Madrid no último sábado, quando viu o argentino Sergio Agüero roubar a cena após o belo gol de bicicleta de Ronaldinho.

Cinco pontos atrás do líder Real Madrid no Campeonato Espanhol, a equipe de Frank Rijkaard vê na Liga dos Campeões uma ótima oportunidade de terminar a temporada com um troféu. O meio-campista Yaya Touré e o atacante Lionel Messi, reservas contra o Atlético, devem retornar à equipe titular.

O Celtic vem de alcançar sua nona vitória consecutiva no Campeonato Escocês – 2 a 0 sobre o Hibernian, sábado -, mas sabe que o desafio europeu está distante de seu alcance. O técnico Gordon Strachan espera um gol no começo para desestabilizar o Barça, mas para arrancar a classificação os Bhoys terão de contrariar as estatísticas.

Na LC, o Celtic sofreu 15 derrotas nos últimos 16 jogos fora de casa. O Barcelona, por sua vez, perdeu apenas um dos últimos 21 compromissos continentais no Camp Nou.

Man Utd decide em casa contra o Lyon

Depois de empatar por 1 a 1 com o Lyon na França, o Manchester United espera confirmar sua força em Old Trafford na partida de volta. Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney, que só entraram no segundo tempo da vitória por 3 a 0 sobre o Fulham, no último sábado, retornam à formação inicial.

O argentino Carlos Tevez, autor do gol que livrou os Red Devils da derrota no estádio Gerland, também deve começar jogando. O ex-corintiano foi comparado pelo técnico Alex Ferguson ao francês Eric Cantona, ídolo do clube nos anos 90, por sua capacidade de marcar em momentos decisivos.

No Lyon, que lidera a Ligue 1 com três pontos de vantagem após vencer o Lille por 1 a 0, a dúvida está na defesa. Cris foi titular no sábado, depois de passar seis meses se recuperando de uma lesão nos ligamentos do joelho. No entanto, o técnico Alain Perrin pode optar por Jean-Alain Boumsong, que vem com mais ritmo, ao lado de Sebastien Squillaci.

Azarões duelam na Espanha

Sevilla e Fenerbahçe, dois times nada habituados a esta fase da competição, disputam a vaga no estádio Sánchez Pizjuán. O Fenerbahçe, dirigido por Zico, venceu o primeiro jogo por 3 a 2 e precisa empatar como visitante para se classificar, algo que já fez duas vezes na fase de grupos, contra CSKA Moscou e PSV.

O duelo deve ter brasileiros como protagonistas. O Fenerbahçe tem Alex, líder em assistências na competição, enquanto o Sevilla conta com Daniel Alves, ameaça constante pela direita, e Luís Fabiano, artilheiro do Campeonato Espanhol.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo