Sem categoria

Manchester United e Chelsea fazem 'tira-teima'

Nesta quarta-feira, o estádio Luzhniki, em Moscou, verá a ‘decisão inglesa’ da Liga dos Campeões. Manchester United, duas vezes campeão do torneio continental, e Chelsea, pela primeira vez na decisão, colocam em campo uma rivalidade em alta nesta temporada, como ficou comprovado pela disputa do título da Premier League até a rodada final.

Esta será a terceira vez na qual dois clubes do mesmo país decidem o título da competição. A primeira vez ocorreu em 2000, com representantes da Espanha. Na ocasião, o Real Madrid levou a melhor sobre o Valencia com uma vitória por 3 a 0. Três anos depois, a Itália teve duas equipes na luta pela taça. Após um empate sem gols, o Milan bateu a Juventus nos pênaltis e deu a volta olímpica.

Na Premier League, Manchester United e Chelsea estavam empatados na liderança na penúltima rodada do torneio. Os Red Devils ficaram com o título com uma vitória por 2 a 0 sobre o Wigan fora de casa. Os Blues, que torciam por um tropeço dos adversários, nem cumpriram com sua obrigação: empataram por 1 a 1 com o Bolton em pleno Stamford Bridge.

O duelo será o 151° entre as duas equipes em toda a história. O Manchester United está na frente: ganhou 65 vezes, sofreu 41 derrotas e empatou outras 44. O clube ganhou o título do principal torneio interclubes da Europa nas temporadas 1967/68 e 1998/99. O Chelsea conquistou duas vezes a Recopa (1971 e 1998), torneio vencido pelos Red Devils em 1991.

O Manchester United está invicto nesta edição da LC. Em 12 jogos, a equipe venceu nove vezes e empatou as outras três. Se mantiver sua invencibilidade, os Red Devils repetirão seu desempenho em 1998/99. O Chelsea só perdeu uma vez: em 2 de abril, no duelo de ida das quartas-de-final, os Blues caíram diante do Fenerbahçe por 2 a 1 na Turquia.

Para o duelo em Moscou, o técnico Alex Ferguson contará com força máxima. Ele ainda tem algumas dúvidas sobre a forma como escalará a equipe titular. Por exemplo, não se sabe se Tevez começará entre os onze ou se ficará no banco. Vidic, recuperado de lesão, volta à defesa. Giggs, que deve começar entre os reservas, baterá um recorde se entrar em campo. Caso isso aconteça, o galês disputará sua 759ª partida pelo clube, batendo a marca de Bobby Charlton. Os meias Park e Scholes têm boas chances de iniciar a partida.

Do lado do Chelsea, Avram Grant enfrenta maiores problemas. O treinador não sabe se contará com Ashley Cole. O defensor lesionou o tornozelo durante o treino feito pelos Blues nesta terça-feira, em um choque com Makélélé. Terry deslocou o cotovelo na rodada final da Premier League, no sábado, mas se recuperou e jogará. Ricardo Carvalho e Drogba, livres de problemas nas costas e no joelho, respectivamente, também estão garantidos. Malouda e Kalou disputam uma vaga no lado esquerdo ofensivo.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo