Sem categoria

Korbi: “Estamos prontos para desafiar o Al-Ahly”

O meio-campista Khaled Korbi é um dos pilares do Espérance, da Tunísia, nesta reta final da Liga dos Campeões da África 2010. Com valiosa ajuda de seu irmão, Mehdi Korbi – que domina o inglês e exerce a função de assessor do jogador ao lado do pai -, um dos melhores futebolistas que circulam pela região Magrebe na atualidade concedeu uma entrevista exclusiva.

Aos 24 anos, Korbi, de 1m86, também já está na órbita da seleção tunisiana e falou sobre o jogo de domingo contra o Al-Ahly, do Egito, pelas semifinais da LC Africana. Há um ambiente de euforia que envolve esse momento mágico vivido pelo clube mais popular do velho território do Cartago, na grande Túnis.

Estão todos impressionados com o ótimo momento do Esperance, que domina o cenário tunisiano e está nas semifinais da Liga dos Campeões da África. Conte-nos sobre essa etapa especial que estão vivendo.
Você deve saber que o Espérance sempre foi um grande clube. Foi fundado em 1919. É um clube lendário e de torcedores muito fiéis. Sob a liderança do presidente Hamdi Meddeb brilha a esperança no verdadeiro sentido do termo não só em nível nacional, mas internacional também. Ele me assegurou pessoalmente que me queria nesse projeto quando me contratou.

Por que devemos acreditar que é possível vocês derrotarem o sempre favorito Al-Ahly, do Egito, nessas semifinais da Liga dos Campeões da África?
Temos bons valores, somos um grupo de futebolistas muito jovens e combativos. Estamos preparados mentalmente e fisicamente para o confronto. Sabemos que o Al-Ahly é um grande clube. Foram seis vezes campeões na África e não podem ser subestimados. Estamos treinando e nosso vôo para o Egito será nessa sexta-feira e lá continuaremos nossa preparação.

O Espérance não vence a Liga dos Campeões da África desde 1994. Vocês sentem a pressão?
Eu acho que a pressão positiva é essencial. O fato do clube não ganhar o torneio desde 94 aumenta a pressão, mas insisto que isso continua a ser positivo para o nosso rendimento.

É verdade que você sempre foi um torcedor do Espérance?
Sim, desde minha infância sempre fui torcedor do Espérance. Até porque cresci num ambiente esperantista; meu avô, meu pai e eu somos todos torcedores do Esperance. Jogar nesse clube era um sonho meu e do meu pai, que é meu principal conselheiro.

Faouzi Benzarti é um dos treinadores mais conceituados no norte da África. Que tipo de comandante ele é no dia-a-dia?
É um grande treinador e estrategista. Ele tem uma qualidade muito rara que é saber exatamente como motivar os jogadores e administrá-los com firmeza. Benzarti enfatiza o trabalho físico e coletivo aliados ao trabalho de combinações táticas. Muito sério e competente. Um grande disciplinador.

A grande jóia do futebol tunisiano e desta edição da LC Africana tem sido o meia Oussama Darragi, seu companheiro no Espérance. Ele vem sendo chamado de ‘Darraginho’ e ‘Picasso’. Ele joga isso tudo mesmo?
É um bom jogador e está progredindo a cada dia.

Acredita que a nova safra do futebol da Tunísia pode recolocar o país novamente na rota das próximas duas Copas do Mundo?
Sim, é claro! Eu tenho certeza de que estaremos mais estruturados e organizados. Há um trabalho de base de bom nível para fazer isso acontecer.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo