Elenco: Barcelona

Goleiros

1-Víctor Valdés (14/jan/1982, L'Hospitalet de Llobregat)

Cria do Barcelona, o goleiro ganhou oportunidade na equipe principal a partir de 2002, e firmou-se como titular a partir do ano seguinte. Valdés teve grande participação nas conquistas do Barcelona desde então, e, apesar de se mostrar um pouco inseguro, cresce nos momentos decisivos, e tem bons reflexos.

13-José Manuel Pinto (8/nov/1975, Cádiz)

Formado no Betis, o arqueiro – que defende o Barça desde 2008 – não estreou muito bem na equipe, já com duas derrotas. Ainda é um pouco lento e não passa aos companheiros na defesa a segurança necessária.

Defensores

2-Martín Cáceres (7/abr/1987, Montevidéu-URU)

Seleção: 13 jogos

Após ter sido levado à Europa pelo Villarreal, defendeu o Recreativo Huelva por empréstimo e só em 2008 transferiu-se para a equipe de Pep Guardiola. Tem ajudado na defesa dos blaugranas, apesar da baixa estatura, pois é veloz e tem rápida recuperação. Combina força e agilidade nos seus desarmes, que o levaram a vestir a camisa da Celeste, ainda na época que defendia o Defensor Sporting. No entanto, ainda é considerado inexperiente para atuar em jogos mais importantes.

3-Gerard Piqué (24/fev/1987, Barcelona)

Seleção: 3 jogos, 1 gol

Foi revelado nas categorias de base do Barcelona, mas saiu para o Manchester United e só voltou ao Camp Nou como profissional. Tem tido retorno tão positivo que chegou a gerar comentários de Alex Ferguson, ponderando sobre a chance de ter que enfrentar seu ex-jogador de 22 anos na final. Mostrou, afinal, que o investimento de base deve ser mais bem aproveitado no clube.

4-Rafael Márquez (13/fev/1979, Zamora-MEX)

Seleção: 84 jogos, 10 gols

O polivalente zagueiro e volante da seleção mexicana, que teve passagens pelo Atlas e pelo Monaco, é um defensor preciso. Bom cabeceador, bom cobrador de faltas além de ter uma incrível visão de jogo e lançamentos milimétricos. Ponto crucial do Barça, mas está lesionado, e não atuará na final.

5-Carles Puyol (13/abr/1978, La Pobla de Segur)

Seleção: 72 jogos, 2 gols

É o capitão e porto seguro da equipe de Pep Guardiola. Com 12 anos de clube, Puyol é um jogador muito confiante em campo e competente para realizar a transição de bola para colocá-la em jogo com qualidade.

16-Sylvinho (12/abr/1974, São Paulo-BRA)

Seleção: 6 jogos

O experiente lateral-esquerdo brasileiro, no Barça desde 2004, é um defensor muito seguro, e é uma das opções para a retaguarda da equipe entre os reservas. Com a ausência de Abidal na decisão, tem chances de começar jogando.

20 – Daniel Alves (6/mai/1983, Juazeiro-BRA)

Seleção: 21 jogos, 1 gol

Depois de seis anos no Sevilla, o lateral-direito brasileiro chegou para reforçar a defesa dos culés em 2008. Sua contribuição, sobretudo no apoio ao ataque, tem sido fundamental. Porém, além de já estar suspenso para a final da LC, sofreu lesão no pé que o tirará de ação pelas semanas finais da temporada.

22-Éric Abidal (11/set/1979, Lyon-FRA)

Seleção: 41 jogos

O francês mostra muita força e competência tanto na lateral, como na posição de zagueiro, com consistência e segurança, além de ter características ofensivas, ao lado de Daniel Alves. Porém, devido a um cartão vermelho recebido nas semifinais contra o Chelsea, desfalcará a defesa do Barça.

Meio-campistas

24-Yaya Touré (13/mai/1983, Bouake-CMA)

Seleção: 27 jogos, 3 gols

O marfinense, no Barça desde 2007, após diversas passagens pela Europa, trouxe ao meio-campo dos blaugranas muita consistência, posicionando-se a à frente dos zagueiros e no apoio a Xavi e Iniesta. É um ponto de equilíbrio para o time, e pode ajudar impondo velocidade no contra-ataque.

6-Xavi Hernández (25/jan/1980, Terrassa)

Seleção: 71 jogos, 8 gols

Formado nas bases do Barcleona, Xavi mostra toda a classe do estilo dos culés, tendo imprescindível atuação na armação de jogadas, dando assistência ao forte ataque blaugrana. Talentoso, sabe dominar a bola no meio-campo, alimentando o grupo ofensivo. Foi eleito o melhor jogador da Eurocopa de 2008.

28-Sergi Busquets (16/jul/1988, Sabadell)

Seleção: 1 jogo

A jovem revelação dos catalães conta com sua altura e força física para impor respeito em campo. Tem personalidade e habilidade com a bola, mas ainda é muito jovem e inexperiente, e pode passar insegurança em momentos decisivos.

7-Eidur Gudjohnsen (15/set/1978, Reykjavík-ISL)

Seleção: 57 jogos, 23 gols

Ótima opção de banco, o maior artilheiro da história da Islândia, deixou o Chelsea para completar o elenco do Barça, na posição de meia-atacante. É forte e veloz, bom marcador, e pressiona a saída de bola adversária.

8-Andrés Iniesta (11/mai/1984, Fuentealbilla)

Seleção: 35 jogos, 6 gols

Sua participação na temporada certamente ficará marcada pelo gol que deu aos blaugranas a classificação para a final, aos 47 minutos do segundo tempo. Iniesta conta com boa visão de jogo e versatilidade, além da velocidade. Pode ser deslocado para o ataque se necessário.

15-Seydou Keita (16/jan/1980, Bamako-MLI)

Seleção: 20 jogos, 3 gols

O volante malinês é boa opção na reserva do Barça, apesar de ainda não se comparar aos titulares. Finaliza bem, é seguro em jogadas aéreas, e carrega na bagagem experiência no futebol francês, antes de passagem pelo Sevilla, ao lado de Daniel Alves.

21-Aleksandr Hleb (1º/mai/1981, Minsk-BLR)

Seleção: 46 jogos, 5 gols

Característico armador, teve ótimo desempenho quando atuava no Arsenal, mas não encontrou a mesma facilidade com o estilo de jogo do Barcelona, o que o mantém como opção no banco.

Atacantes

9- Samuel Eto’o (10/mar/1981, Douala-CAM)

Seleção: 80 jogos, 37 gols

Parte do trio de ferro do Barcelona, Eto’o recuperou boa fase nos últimos jogos, voltando a balançar as redes com suas finalizações perigosas e precisas. A força do atacante camaronês e a potencia do seu remate de direita podem trazer muita dor de cabeça para Van der Sar.

10-Lionel Messi (24/jun/1984, Rosario-ARG)

Seleção: 36 jogos, 12 gols

Entre os candidatos a melhor do mundo, Messi desponta como favorito. Suas jogadas são imprevisíveis e seus dribles com o pé esquerdo são capazes de desconcertar a defesa adversária. Conta com velocidade e domínio de bola, levando o time para as redes, seja pelos seus próprios pés, seja com precisas assistências.

11- Bojan Krkic Pérez (28/ago/1990, Linyola)

Seleção: 1 jogo

O jovem talento cada vez mostra mais consistência no ataque, agarrando com força todas as chances que lhe foram dadas por Guardiola. Formado nas bases do clube, Bojan já pode ser considerado não só uma das melhores crias do Barça no últimos anos, como aparece como forte opção para o setor ofensivo.

14-Thierry Henry (17/ago/1077, Les Ulis-FRA)

Seleção: 111 jogos, 48 gols

Ao lado de Messi e Eto’o, o francês é um jogador versátil, desfrutando de sua velocidade e habilidade, além de ser bom de cabeça. O ex-jogador de Monaco, Juventus e Arsenal divide atenções desde 2007 no Barça, sendo capaz de decidir uma partida em uma finalização ou passe em profundidade.

Elencos

Barcelona
Manchester United

Técnicos

Barcelona (Josep Guardiola)
Manchester United (Alex Ferguson)

Campanhas

Barcelona
Manchester United

Análise tática

Números e curiosidades

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo