Sem categoria

Dragões desafiam Diabos Vermelhos

Para a segunda rodada de jogos das quartas-de-final da Liga dos Campeões, o Manchester United tem uma dura tarefa pela frente: voltar a convencer. Os Red Devils, que vinham imbatíveis em todas as competições até um mês atrás, em que todos os consideravam fortíssimos candidatos aos cinco títulos que disputam, viram seu castelo cair aos poucos com uma sequência de resultados desagradáveis: tiveram que engolir goleada do Liverpool, derrota para o Fulham, magras e suadas vitórias nas últimas duas rodadas da Premier League, além do empate no jogo de ida da LC, em Old Trafford, para o Porto.

Agora, a equipe Alex Ferguson vem em desvantagem, com placar de 2 a 2 da partida de ida, para enfrentar a equipe portuguesa, que entrará em campo com muita vontade e expectativa de superar o grande time inglês em sua casa.

O comandante dos dragões vem muito confiante, apesar de ciente da dificuldade. “Vamos jogar contra a melhor equipe da Europa e do Mundo, e que tem o melhor jogador do mundo (Cristiano Ronaldo)”, disse Jesualdo Ferreira. “Temos a mesma confiança que eles. Não queremos ouvir os torcedores do Manchester no Dragão. Queremos ouvir os nossos, a apoiar sempre a equipe, mesmo quando estiver em dificuldade”. No entanto, Jesualdo não poderá acompanhar do banco sua torcida, pois foi suspenso da partida pela Uefa.

“Não conseguimos um bom resultado em casa e agora vamos ter que buscar a vitória na casa deles. Não era isso que estava nos planos, mas temos condições de reverter este quadro”, afirmou o brasileiro Anderson, ex-jogador do Porto, atualmente defendendo a camisa do Manchester.

Alex Ferguson poderá reforçar sua defesa, com a volta Rio Ferdinand, que perdeu a partida de ida com uma lesão na virilha, assim como Rafael da Silva.

Para Michael Carrick, a equipe virá com força total, focada na classificação. “Entraremos em campo visando o mesmo que em qualquer jogo, que é a vitória”, disse ele. “Não entraremos como loucos, tentando marcar nos primeiros dez minutos, como se não o fizéssemos, seria um desastre. Um gol basta.”

Arsenal x Villarreal

O Submarino Amarelo visita o Arsenal no Emirates Stadium buscando a desvantagem de superar o empate do jogo de ida, de 1 a 1, fora de casa.

O time de Arsène Wenger vem sem William Gallas, que perderá o resto da temporada, assim como o goleiro Manuel Almunia também não estará em campo, machucado. E o russo Andrei Arshavin não pode disputar a competição pelo clube inglês, pois já vestiu a camisa do Zenit na temporada.

Os Gunners vêm em boa fase na Premier League, tendo recuperado a quarta posição semanas atrás, o que garante vaga para a LC da próxima temporada, já sem perder desde novembro. Para encarar a pressão, o Villarreal ainda sofre o baque de dois grandes desfalques: Santi Cazorla e Marcos Senna, machucados.

“Nosso plantel é um dos melhores da Europa e da Espanha. Sem dúvidas podemos ganhar”, disse o francês Robert Pirès. “Vamos tratar de chagar à final em Roma. Sabemos que é muito difícil, mas acredito que o time tem possibilidade de vencer”.

Para classificar, o Submarino Amarelo precisa vencer ou empatar com dois gols ou mais.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo