Chelsea e Arsenal finalmente entraram em um acordo pela transferência de . Nos últimos momentos antes do , nesta quinta, os Blues conseguiram contratar o -esquerdo. Em troca, cedeu o defensor William Gallas e mais chr(128) 7 milhões aos Gunners.

A negociação por Cole se arrastava há algumas semanas. Em 2005, José Mourinho e Peter Kenyon, chefe-executivo do Chelsea, chegaram a se reunir com o jogador em um hotel, sem o consentimento do Arsenal. O fato causou a revolta dos dirigentes dos Gunners e multas foram impostas a Cole, Mourinho e Kenyon.

Da mesma forma como Cole desejava sair do Arsenal, Gallas nunca escondeu sua vontade de deixar o Chelsea. O francês estava há tempos descontente por ter que atuar como lateral-esquerdo, quando sua preferência sempre foi jogar no miolo da zaga. Para azedar de vez sua situação no clube, ele se recusou a embarcar com a equipe para o período de pré-temporada feito nos , o que causou a ira de José Mourinho e dos dirigentes.

Para os Blues, que procuravam um lateral-esquerdo para suprir a saída de Asier del Horno, a chegada de Cole deve solucionar um dos poucos problemas para a montagem da equipe titular. Já Gallas chega para fortalecer a defesa do Arsenal, ainda mais após a transferência de Pascal Cygan para o Villarreal nesta quinta.

Cole, de 25 anos, estava no Arsenal desde a temporada 1999/2000. Gallas, de 29 anos, chegou ao Chelsea desde 2001/02.