Sem categoria

Cara ou coroa? Barça ou United?

 

Do lado do Barcelona, o argumento mais citado foi o fato de a equipe ter Lionel Messi. Já aqueles que opinaram pelo Manchester United disseram que Wembley e o revanchismo pela perda do título da LC da temporada 2008/09 para os blaugranas podem auxiliar os Red Devils. Alguns afirmaram, ainda, que o Barça está mais cansado e não apresenta o mesmo futebol de antes.

Confira os palpites dos especialistas:

Caio Maia (Trivela e Revista ESPN)

Manchester United. É a segunda final recente entre os dois times e o Ferguson não vai perder dois jogos seguidos. Ele está há dois anos se preparando para isso e vai ter algo na manga. O Barcelona não tem variação de jogo. Do outro lado, uma defesa como poucas e versátil.

Leonardo Bertozzi (ESPN Brasil)

Barcelona. O time de Guardiola tem o poder de controlar todas as partidas e conta com mais jogadores capazes de decidir. Dificilmente uma equipe que reúne Xavi, Iniesta e sobretudo Messi deixará de ser favorita. Tudo isso respeitando, é claro, a grandeza do Manchester United e a experiência dos Red Devils em decisões.

Leonardo Mendes Jr. (Revista ESPN)

Manchester United. Há um aspecto emocional muito forte a favor do Manchester. É a última chance de Alex Ferguson e Ryan Giggs serem campeões da Europa tão perto da torcida do Manchester. Para Ferguson, isso significa ter em mente uma maneira muito clara e eficiente de anular o Barcelona. Para Giggs, estar atento a qualquer brecha que surgir para encaixar suas assistências. E para o restante do time, um motivo a mais para dar esse título a dois símbolos do clube. Claro, só motivação não faz um campeão, é preciso jogar bola. O Manchester tem a paciência necessária para esperar o momento certo de interromper a interminável troca de passes do Barcelona. Se há uma dupla de zaga no mundo capaz de anular o ataque catalão é Vidic e Ferdinand. E Rooney tem a combinação ideal entre força física e boa finalização para ocupar os espaços que a zaga do Barcelona, por melhor que esteja, sempre deixa.

Ubiratan Leal (Trivela e Revista ESPN)

Barcelona, porque tem mais recursos para isso. O time tem seu ponto forte no volume de jogo criado por seu meio campo, que toma para si o controle da partida com sua troca de passes fluente. É um setor em que o Manchester não esbanja qualidade. Carrick é o melhor volante. Ao seu lado ele pode ter Scholes, que vem de temporada inconstante, Fletcher ou Anderson. Salvo uma atuação histórica da dupla de volantes que Ferguson escalar, a tendência é um domínio territorial do Barcelona de Xavi, Iniesta e Messi. O Manchester pode ter como arma seu lado esquerdo, com Giggs e Nani trabalhando em conjunto para prender Daniel Alves atrás ou explorar as costas do brasileiro. Rooney, claro, é a melhor opção para desequilibrar a partida em uma ou duas jogadas e Chicharito pode ser o centroavante que o Barcelona não tem (e normalmente não precisa).

Vitor Sergio (Esporte Interativo)

Manchester United, por dois fatores: o Barcelona caiu de produção na reta final da temporada e não consegue jogar o futebol do período das goleadas no fim de 2010. Não sei se o time está muito cansado, mas o jogo não está fluindo e o time passa a depender excessivamente de Messi. Alguns jogadores vitais para o esquema, como Pedro e Villa estão muito mal. O outro fator é que não acredito que Alex Ferguson perca para o mesmo adversário dois anos anos após ser derrotado na final em Roma. Ele tem conversado com Mourinho e já indicou que vai usar o “trivote” que tanto incomodou o Barça nos jogos contra o Real. Embora não seja brilhante como o Barça, vejo o United mais consistente para a decisão.

Lédio Carmona (SporTV)

Barcelona 2 x 1 Manchester United. Porque o Barcelona tem o melhor time do mundo. Porque tem Messi. Porque tem mais conjunto. E porque sabe jogar contra os ingleses. O Manchester United é muito bom, mas o Barcelona tem diferencias decisivos.

Mauro Cezar Pereira (ESPN Brasil)

Não me atrevo a tentar adivinhar quem ganhará, digo apenas que o ponto de desequilíbrio entre dois times de diferentes escolas, mas parelhos, é Messi. E que jogar na Inglaterra pode reequilibrar as coisas para o Manchester United. Palpite por palpite, ou seja, mero chute, prefiro não dar.

Mauro Beting (TV Bandeirantes)

É o melhor Barcelona de todos os tempos, para não dizer o melhor time do futebol mundial em 40 anos. Mas, em 90 ou 120 minutos, quem sabe pênaltis, e na Inglaterra do Manchester United, o Barça tem um Messi apenas de vantagem. O que é demais. Mas pode não ser suficiente contra um United que se reinventa com facilidade e extrema felicidade de Ferguson. Uma equipe menos técnica e espetacular que a catalã, mas tão competitiva e competente quanto. Tem um goleiro que encerra carreira e um miolo de zaga que podem parar o Barça. Um fenômeno como Giggs no meio (que pode até nem começar como titular), um ataque veloz e poderoso, e um banco mais experiente que o rival. Jogo duríssimo. Mas vou de Barça. Na prorrogação.

Caio Ribeiro (TV Globo)

É bem equilibrado, porque na minha opinião são as duas melhores equipes do mundo hoje e as duas mais vencedoras dos últimos anos. Vejo uma pequena vantagem para o Barcelona em função do Messi, que atualmente é o melhor jogador do mundo e vem fazendo a diferença. É o tipo do jogo que uma jogada individual pode decidir a partida e ele [Messi] talvez seja um jogador completo. Não vejo todo este favoritismo do Barcelona. O Manchester é um time que, na última década, ganhou uns seis títulos ingleses, tem chegado na final da Liga dos Campeões e venceu o Chelsea na final. É um time que tem entrosamento, tem camisa. É um jogo que por ser na Inglaterra, mesmo sendo em Londres e não em Manchester, eles conhecem muito mais o gramado do que o Barcelona. Se eu tivesse que apostar em um, apostaria no Barcelona, primeiro porque é o melhor time do mundo e segundo por causa do Messi. Mas eu não vejo tanta diferença de uma equipe para outra.

Rodrigo Bueno (Folha de S.Paulo)

Barcelona. A principal razão é porque disse que o Barcelona ganharia no início da temporada e não posso deixar a coerência de lado. Dizer que o Barcelona vai ganhar a Champions League agora que está na decisão continental após eliminar o Real de Mourinho é muito fácil. Não tem essa de o Manchester ''jogar em casa'' em Wembley, pois o Barça atua de forma igual em todos os campos. O time tem mais qualidade ofensiva, notadamente Messi, o melhor do mundo em temporada exuberante. O favorito é o Barcelona, é o time a ser batido

Mauricio Noriega (SporTV)

Acho que dá Barça, porque tem os melhores jogadores do confronto, e o melhor de todos atualmente: Messi.

Jonathan Wilson (Guardian)

Se tivessem me perguntado há duas semanas, diria Barcelona, sem nenhuma dúvida. Ainda penso que eles são favoritos, mas o United está cada vez melhor. E a forma como passaram por cima do Chelsea me fazem pensar que eles podem, talvez, causar algum problema para o Barça. Também acho que o Barça está um pouco cansado. Eles ainda continuam incríveis, mantêm a posse de bola melhor que qualquer time do mundo e têm Lionel Messi, um dos melhores de todos os tempos. Mas não estão tão maravilhosos quanto antes do natal. Então 80% de chance de vencer do Barça e 20% do United.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo