Sem categoria

Árbitro da Copa de 2002 é preso por porte de drogas

O ex-árbitro equatoriano Byron Moreno, que trabalhou em uma das partidas mais polêmicas da Copa do Mundo de 2002, foi preso ao tentar entrar nos Estados Unidos com drogas. Ele foi detido na noite de segunda-feira ao desembarcar no aeroporto JFK, em Nova York, com sacos de heroína colados ao corpo.

Moreno, que estava em um voo comercial procedente do Equador, foi preso sem direito a fiança por porte de drogas. Os sacos com a droga estavam na barriga, nas costas e nas duas pernas do ex-árbitro.

Nas oitavas de final do Mundial de 2002, o equatoriano apitou a vitória da Coreia do Sul por 2 a 1 sobre a Itália, na prorrogação. Naquela partida, ele expulsou Francesco Totti alegando simulação e marcou impedimento em um gol de Damiano Tommasi que teria significado a classificação italiana.

Nesta terça, perguntado sobre a prisão de Moreno, o goleiro Gianluigi Buffon ironizou: “Acho que ele já tinha (a droga) em 2002, mas não nas roupas, e sim dentro do corpo”.

“Brincadeiras à parte, quando uma pessoa do esporte se envolve com drogas, significa que está chegando ao fundo do poço. Significa ainda que perdeu o real significado do esporte, que também é salvar crianças das ruas e de diversos perigos, como as drogas”, concluiu.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo