Sem categoria

Ajax e Milan: Um jogo de reencontros

O meio-campista Clarence Seedorf despontou para o futebol no Ajax, quando a equipe conquistou pela última vez a Liga dos Campeões, na temporada 1994/95. Assim como o atacante Zlatan Ibrahimovic, que ganhou dois Campeonatos Holandeses pelos Ajacieden e tornou-se uma grande revelação, no início da década. Agora, ambos defendem o Milan. E reencontrarão o clube onde se destacaram nesta terça, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, em jogo na Amsterdam ArenA.

Seedorf, mais veterano, comemorou o reencontro, em declarações à revista Voetbal International: “No Ajax, ainda estão pessoas que já estavam lá no meu tempo, como Danny Blind e David Endt. E, em André Ooijer, tenho um grande amigo. Nós crescemos juntos, na base do Ajax, e sempre mantivemos contato. Para mim, é especial voltar ao Ajax, nesta altura da minha carreira. Espero que o sentimento seja o mesmo no clube.”

Em declarações à mesma revista, Ibrahimovic foi mais sucinto, mas também lembrou com carinho: “O Ajax é o clube onde cresci, onde me tornei um homem e um jogador. Minhas lembranças de Amsterdã são absolutamente positivas. Sigo o clube, e ainda tenho amigos em Amsterdã e na Holanda. Mas, desta vez, não venho para me divertir, e sim para conquistar os três pontos.”

E, com relação às expectativas para a partida, o Milan também espera coisas boas. Foi o que revelou o lateral esquerdo Luca Antonini: “Iremos a Amsterdã com determinação renovada. Foi fundamental, para isso, termos conseguido os três pontos [contra o Genoa, pelo Campeonato Italiano]. Acima de tudo, de um ponto de vista psicológico, com o jogo contra o Ajax chegando.”

E o time de Martin Jol revela muito respeito por seu rival. Tendo a tarefa de marcar Ibrahimovic, o defensor Jan Vertonghen disse: “Após a chegada de Ibrahimovic e Robinho, o Milan ganhou em qualidade. E o meio-campo e ataque deles já era de altíssimo nível. Em qualidade, pode-se comparar o Milan ao Real Madrid.”

Martin Jol, por sua vez, pediu atenção na marcação ao sueco: “Ibrahimovic é o melhor atacante do mundo. Ele mostrou isso nos últimos anos, pelos clubes por que passou. Contra ele, a concentração deve ser totalmente mantida, durante os noventa minutos. Ele é um atacante de muita classe, que pode fazer quase tudo.”

Finalmente, o técnico dos Godenzonen disse esperar por uma melhor atuação do Ajax, em relação à derrota para o Real Madrid. Lembrando de suas palavras naquela partida, quando disse ter sido um jogo de “homens contra meninos”, Jol afirmou: “Talvez eu precisasse me expressar diferente. Era, na verdade, falar de um time ruim contra um time bom. Espero que, amanhã, o dia seja diferente.”

Real, Chelsea e Bayern buscam segunda vitória

Ainda pelo grupo G, o Real Madrid tem a tarefa de continuar seu bom começo na LC. A equipe madridista viajará à França, para enfrentar o Auxerre. E o lateral Alvaro Arbeloa reconheceu que a equipe ainda precisa se acostumar ao estilo do técnico José Mourinho: “Temos um novo técnico, o que requer passar por um período de ajuste. Jogar pelo Real Madrid é um dos trabalhos mais duros que há. Mas estou convencido de que marcaremos muitos gols.”

Arbeloa ainda aproveitou para elogiar o adversário: “O jogo desta terça será muito difícil. O Auxerre não está bem na Ligue 1, agora, mas o fato de jogar contra o Real Madrid os motivará.” No entanto, José Mourinho demonstrou acreditar na capacidade dos Merengues: “Temos equilíbrio, e temos a habilidade para criar chances.” Mourinho deve escalar o mesmo time que empatou contra o Levante, pelo Campeonato Espanhol, e disse: “Não sou um técnico que se irrita com um jogador por perder um gol. Prefiro dar calma e confiança.”

Pelo lado do AJA, o capitão do time, Benoît Pedretti, disse que sua equipe não pode continuar repetindo erros defensivos, como os vistos no empate contra o Nancy, na última rodada do Campeonato Francês: “Se cometermos este tipo de erro contra o Real Madrid, não sofreremos dois gols, mas cinco ou seis. Agora, é hora de parar de falar e começar a jogar.”

Outro clube que tentará vencer pela segunda vez é o Chelsea. Mesmo tendo goleado o Zilina em sua primeira partida, o time de Carlo Ancelotti terá de se reanimar, após ter sofrido a primeira derrota na Liga dos Campeões, para o Manchester City. A hipótese da reação, no entanto, foi rechaçada por Ancelotti: “Não pedi aos jogadores por isso. Só temos de jogar nosso futebol. Temos de prestar atenção e conseguir os pontos deste jogo.”

O técnico do OM, por sua vez, não se mostrou temeroso com o jogo. Didier Deschamps prometeu: “Não ficaremos felizes em somente defender para ver como as coisas vão, já que é a maneira mais clara para se sofrer um gol e perder o jogo. Temos opções no ataque, então queremos que os jogadores pensem em causar problemas.” O atacante Loïc Rémy também seguiu a mesma linha: “Há fatores que podem virar o jogo a nosso favor. Nada é certeza no futebol, talvez o Chelsea seja melhor do que nós no papel, mas o time que quiser mais a vitória vencerá.”

O Bayern Munique, por sua vez, também tenta se recuperar. Após sofrer derrota para o Mainz, no Alemão, a equipe de Louis van Gaal (que está de contrato renovado) enfrentará o Basel, fora de casa. E o lateral Philipp Lahm reconheceu a importância de uma vitória: “Não há nada melhor do que isto. Na situação atual, marcar posição na Liga dos Campeões vale seu peso em ouro.”

Do lado do Basel, o técnico Thorsten Fink – que venceu, com o Bayern, a LC 2000/01 – prometeu repetir a performance da goleada por 4 a 1 sobre o Zürich, pelo Campeonato Suíço: “Contra eles, fomos muito concentrados defensivamente, bons na armação de jogadas e muito eficientes no ataque. Devemos jogar do mesmo jeito na terça.”

O Arsenal é outro time que jogará fora de casa para tentar melhorar sua situação. Mesmo com goleada na primeira partida pela LC – 5 a 0 contra o Braga -, o time entrou em crise, após a derrota para o West Bromwich, pelo Campeonato Inglês. E o técnico Arsène Wenger reconheceu a necessidade de melhorar: “Não reconheci meu time, e temos de sentar para analisar o que aconteceu.”

Falando sobre o goleiro Manuel Almunia, que não jogará por lesão no cotovelo, Wenger defendeu-o das críticas: “O goleiro é sempre o alvo fácil, o bode expiatório. Mas vencemos juntos e perdemos juntos, ainda que achem que ele falhou no segundo gol.”

Confira os jogos desta terça pela Liga dos Campeões

Grupo E
Basel x Bayern Munique
Roma x Cluj

Grupo F
Spartak Moscou x Zilina
Chelsea x Olympique de Marseille

Grupo G
Auxerre x Real Madrid
Ajax x Milan

Grupo H
Partiza x Arsenal
Braga x Shakhtar Donetsk

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo