Portugal

Porto estreou com vitória sobre Belenenses e teve Toni Martínez e Luis Díaz em destaque

Em uma temporada que tentará voltar a ser campeão, Porto teve uma estreia sem brilho, mas com uma vitória segura

O Porto foi o terceiro entre os maiores clubes portugueses a estrear no Campeonato Português e conseguiu uma vitória com tranquilidade. Jogando no Dragão, os donos da casa venceram por 2 a 0, com gols de Toni Martínez e Luis Diaz, este último um destaque da Copa América pela Colômbia. O espanhol e o colombiano tiveram uma boa jornada e mostraram que podem ser importantes para a equipe ao longo da temporada.

LEIA TAMBÉM: Há 20 anos, o Boavista fez o que era impensável: quebrou a hegemonia do trio de ferro em Portugal

Toni Martínez tem 24 anos e é um jogador que passou pelas categorias de base inglesas do West Ham, mas não se firmou por lá. Passou pela Real Sociedad por empréstimo, pelo Rayo Majadahonda, pelo Lugo e desde 2019 se transferiu para Portugal. Foi no Famalicão que começou a chamar a atenção. Com 1,87, é um atacante alto, com porte físico e que chuta bem. Na primeira temporada em Portugal, marcou 14 gols em 39 jogos, com seis assistências. Na temporada passada, o jogador chegou como reserva. Fez nove gols em 29 jogos, mas jogando muito menos minutos. Com a saída de Moussa Marega, assumiu o posto de titular e mostrou qualidades.

Luis Díaz já tinha mostrado a sua qualidade na Copa América. Ele foi o grande nome da seleção colombiana e já tinha mostrado muitas qualidadesno próprio Porto. Agora, ele assume um papel ainda mais importante diante de um elenco que não é estrelado. O colombiano tem capacidade de decidir jogos e o Porto precisará dele para isso.

O técnico Sergio Conceição levou a campo um time fechado no 4-4-2, com Toni Martínez ao lado de Mehdi Taremi como atacantes. Luis Díaz jogou aberto pelo lado esquerdo. O brasileiro Otávio jogou pelo lado direito. Sérgio Oliveira e Bruno Costa compuseram o meio. O veterano Pepe segue como o capitão da equipe.

O primeiro gol saiu aos 19 minutos de jogo. Otávio fez um bom passe, o espanhol teve muita liberdade e chutou forte, de pé esquerdo, e acertou o alto: golaço e 1 a 0 no placar. Foi o placar do primeiro tempo. O segundo gol veio aos 20 minutos do segundo tempo. O lateral João Mário cruzou da direita e encontrou Luis Díaz, que entrou na área e tocou de cabeça para marcar 2 a 0.

Em termos de qualidade de atuação, o Porto não chamou a atenção, mas isso aconteceu também com os rivais Sporting e Benfica, que estrearam na sexta e sábado, respectivamente. “Tem a ver com as características da equipa, essa forma de estar no jogo até se corre menos, não permitimos grandes lances de perigo. Perceber que há momentos que temos de baixar, mas no geral a equipa é sempre muito intensa e dinâmica. Quando tivemos bola tivemos sempre mobilidade e demos opção ao homem da bola. Antes do golo, tivemos três ou quatro ocasiões. Foi um bom jogo, quando tivemos a bola foi interessante, sem ela foi ainda mais, não permitimos lances ao adversário”, disse o técnico Sérgio Conceição.

O jogo marcou também um recorde para Pepe. O zagueiro se tornou o mais velho a entrar em campo com a camisa do clube, com 38 anos, cinco meses e 11 dias. “Significa muito, estamos a falar de um clube histórico. Poder estar aqui é muito importante e sinal de que estou a trabalhar bem com os meus companheiros. Só tenho de agradecer. Vou trabalhar sempre para poder ajudar. Sou muito feliz e só quero jogar futebol”, contou o capitão portista.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo