Mundo

Uruguai arranca empate com País Basco no laboratório pré-Copa América

Encerrando sua preparação para a Copa América, o Uruguai fez testes interessantes contra o País Basco, que também deu jogo

Neste sábado (23), o Uruguai ficou apenas no empate com o País Basco por 1 a 1, no Estádio San Mamés, em Bilbao, válido por um amistoso internacional. De um lado, a Celeste manteve sua sequência positiva após virar o vice-líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. Do outro, o Euskal Herria fez frente a um adversário de peso no cenário mundial diante de sua torcida apaixonada.

Às vésperas de uma Copa América, a seleção uruguaia aproveitou o jogo para mandar uma equipe alternativa a campo, até para dar rodagem ao elenco e descobrir possíveis talentos para a competição que será realizada nos Estados Unidos entre junho e julho. Já a seleção basca voltou a enfrentar um país renomado e não decepcionou, jogando um futebol envolvente empurrado por sua torcida.

No final das contas, o empate era o placar mais justo por tudo o que a Celeste e o Euskal Herria desempenharam dentro de campo. Agora, o Uruguai de Marcelo “El Loco” Bielsa precisa fazer alguns ajustes, tanto na defesa, quanto no ataque, para não apresentar os mesmos erros do amistoso. Por fim, o País Basco continua sem perder nos últimos oito jogos internacionais.

Como foi o amistoso entre País Basco x Uruguai

Desde o início, o amistoso entre o País Basco e o Uruguai foi animado, com chances para os dois lados. Com a torcida animada no San Mamés, o Euskal Herria não se intimidou e foi para cima da Celeste, dominando as primeiras ações do 1º tempo. Após o abafa inicial, a equipe de Marcelo Bielsa se encontrou na partida e também começou a tentar arriscar jogadas ofensivas.

Na etapa inicial, tanto a seleção basca, quanto a seleção uruguaia, chegaram a balançar as redes, mas a arbitragem anulou ambos os gols. Primeiro, o goleiro Israel espalmou uma bola para Álex Sola marcar no rebote. O problema é que ele estava impedido. Algo parecido aconteceu com Luciano Rodríguez, que aproveitou uma sobra num escanteio, também em posição irregular.

Só que o País Basco estava melhor no amistoso e, merecidamente, anotou um gol legal. Em um cruzamento da direita, Djaló esbanjou habilidade para dominar entre dois marcadores dentro da grande área e abrir espaço para finalizar bonito. A defesa do Uruguai não foi capaz de impedir o ímpeto dos donos da casa, mas a partida dava indícios de que seria ainda melhor.

Não deu tempo nem de respirar

O 2º tempo começou com o gol da Celeste. Literalmente. Nos primeiros segundos, o Euskal Herria bobeou e Bielsa não perdoou. Varela avançou muito bem pela direita para cruzar. A defesa da seleção basca bateu cabeça e não afastou o perigo. Vecino, que nada tem a ver com isso, aproveitou a sobra para garantir o empate para a seleção uruguaia. E essa foi a tônica da etapa final.

O Uruguai voltou melhor do intervalo e teve oportunidades de conseguir a virada sobre o País Basco, mas não o fez. Com isso, o Euskal Herria recuperou sua autoridade na partida e também causou perigo lá na frente, mas a Celeste não teve sua defesa vazada. Com direito até bola na trave no finalzinho, foi assim que o amistoso foi encerrado.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo