Mundo

‘Me perdi’: Pogba faz forte desabafo e coloca em xeque sua carreira no futebol

Campeão do mundo pela França fez um balanço de sua carreira enquanto cumpre punição por doping

Com apenas 31 anos, Paul Pogba não sabe se continuará sua carreira após cumprir sua punição por doping, cuja suspensão vai até 2027. O meia não entra em campo desde setembro do ano passado.

O jornal The Guardian Nigeria teve acesso a uma entrevista de Pogba que foi divulgada pela conta Hietip Sports. Ao fazer um balanço de sua carreira, o meia se disse “morto” para o futebol, colocando seu futuro em xeque:

– Estou morto. Paul Pogba já não existe. Já não sei quem sou. O futebol era a minha vida, a minha paixão. Agora, parece que me perdi. Tudo o que construí na minha carreira profissional me foi retirado.

Vale lembrar que Paul Pogba foi peça fundamental para a França na conquista da Copa do Mundo 2018, disputada na Rússia. O meia foi titular indiscutível com Didier Deschamps e apresentou atuações de gala.

Em 2022, Pogba foi contratado pela Juventus — onde explodiu para o futebol — após uma passagem de altos e baixos pelo Manchester United. Contudo, o meia não teve o mesmo sucesso de outrora.

As frequentes lesões na temporada 2022/23 interromperam uma sequência na Velha Senhora, tanto que jogou apenas 10 partidas antes de ser suspenso por doping.

Paul Pogba tem contrato com a Juventus até 2026. Ou seja, não terá vínculo com nenhum clube após o término de sua punição. Em agosto de 2023, o meia foi pego no exame antidoping.

À época, Pogba testou positivo para testosterona após uma partida contra a Udinese, pela primeira rodada da Serie A 2023/24. Para poder voltar a jogar, o meia francês apresentou recurso ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

Relembre o caso de doping de Paul Pogba

Por mais que não tenha entrado em campo no jogo contra a Udinese, Paul Pogba foi sorteado para fazer o exame antidoping, que constatou a irregularidade.

O meia da Juventus testou positivo para testosterona sintética, cuja substância é proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada). A princípio, Pogba foi suspenso provisoriamente e realizou uma contraprova.

Como o novo exame realizado em outubro confirmou a presença de testosterona sintética, a Procuradoria Nacional Antidoping sugeriu a pena máxima para o meia.

Após julgamento, o Tribunal Antidoping da Itália aceitou a recomendação e suspendeu o francês do futebol por quatro anos, cuja validade da punição vai até 10 de setembro de 2027.

Pogba, da Juventus (Foto: LaPresse / Icon Sport)

Através de suas redes sociais, Paul Pogba defendeu sua inocência e avisou que iria até o TAS para poder voltar a atuar. Até o momento, não há nenhuma outra novidade em relação ao caso de antidoping do meia francês:

— Fui informado da decisão do Tribunal Nacional Antidoping e acredito que o veredito está incorreto. Estou triste, chocado e com o coração partido porque tudo que construí em minha carreira de jogador profissional foi tirado de mim. Quando eu estiver livre de restrições legais, a história completa ficará clara, mas nunca tomei, consciente ou deliberadamente, quaisquer suplementos que violassem os regulamentos antidoping. Como atleta profissional, nunca faria nada para melhorar o meu desempenho usando substâncias proibidas e nunca desrespeitei ou enganei colegas atletas e torcedores de qualquer um dos times que joguei a favor ou contra –, escreveu Pogba no dia de seu veredito.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo