ArgentinaÁsia/OceaniaMundo
Tendência

Argentina rodou o elenco e promoveu estreia de promessa na vitória sobre a Indonésia

Amistoso não teve a presença de Messi, Di Maria e Otamendi e serviu para o técnico Scaloni escalar jogadores que normalmente não atuam

A Argentina venceu a Indonésia por 2 a 0 em amistoso realizado nesta segunda-feira, em Jakarta. O jogo não teve a presença de Lionel Messi, que foi liberado para suas férias. O técnico Lionel Scaloni escalou um time com alguns reservas, inclusive com a estreia de Facundo Bonanotte no time principal. Aos 18 anos, o jogador do Brighton, revelado pelo Rosario Central, atuou no lado direito do ataque.

A vitória foi construída com um gol em cada tempo, sem que a Argentina tenha passado qualquer apuro. A seleção da Indonésia não ofereceu nenhum grande risco. Curiosamente, a escalação teve o primeiro meio-campo usado por Lionel Scaloni, há cinco anos: Leandro Paredes, Exequiel Palacios e Giovani Lo Celso.

O capitão do time também foi diferente. Sem Messi, quem vestiu a braçadeira foi Germán Pezzella, que por vezes é reserva. Isso porque o time não teve alguns dos jogadores mais experientes e que são líderes do elenco. Lionel Messi, Nicolás Otamendi e Angel Di Maria ficaram fora do amistoso.

Nico González foi outro escalado como titular pela esquerda e foi muito bem. Julián Álvarez desta vez foi titular da equipe no ataque, depois de ficar no banco a maior parte do tempo do amistoso contra a Austrália, por estar com o Manchester City até a final da Champions League, no dia 10.

Depois de chegar várias vezes ao ataque, o gol saiu com uma dose de sorte. Leandro Paredes, em um chute de fora da área que foi desviado, marcou um belo gol para abrir o placar aos 38 minutos. O time tinha criado para fazer mais gols de outras formas, mas essa foi a encontrada.

Em cobrança de escanteio no começo do segundo tempo, aos nove minutos, Cristián Romero tocou de cabeça para ampliar o placar para 2 a 0. Depois disso, Scaloni fez diversas mudanças na equipe, promovendo a entrada de nomes como Alejandro Garnacho, Marcos Acuña, Lucas Ocampos, Thiago Almada, Guido Rodríguez e Giovanni Simeone.

A vitória veio com tranquilidade grande em uma partida que nem valia grande coisa. Serve apenas como o tour dos campeões mundiais pelo mundo.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo