México

Sob pedradas, Cruzeiro bate Cerro Porteño na Libertadores

O Cruzeiro sentiu de perto a irritação da torcida do Cerro Porteño nesta quarta-feira. No confronto de volta da pré-Libertadores, o time mineiro vencia os rivais por 3 a 2 no estádio Defensores Del Chaco. Revoltados, os torcedores do clube paraguaio atiraram pedras e garrafas em campo, forçando a interrupção do jogo aos 24 minutos do segundo tempo.

No duelo de ida, a Raposa havia vencido por 3 a 1 no Mineirão. Apesar dos problemas vividos em Assunção, o Cruzeiro avançou para a fase de grupos da competição. A equipe está no grupo 1, ao lado de San Lorenzo, Caracas e Real Potosi.

A equipe de Belo Horizonte viu a classificação ficar bem próxima logo aos cinco minutos de jogo. Jadílson cruzou e Thiago Heleno desviou para as redes. O Cerro Porteño oigualou aos 43 com Lorgio Álvares, que dominou no meio da zaga e tocou na saída do goleiro Fábio. No primeiro tempo, o árbitro chileno Carlos Chandia interrompeu a partida, por conta dos diversos objetos lançados no gramado.

Na segunda etapa, o Cruzeiro voltou a ficar na frente logo no começo. Fernandinho foi derrubado pelo goleiro Diego Barreto; Marcelo Moreno cobrou o pênalti e marcou aos oito minutos. Logo depois, aos doze, os visitantes ampliaram com Ramires, após cruzamento de Wagner. Lorgio Álvares diminuiu aos 18, mas a fúria da torcida impediu a continuação do duelo.

No outro jogo da noite, o Atlas também garantiu sua classificação, mesmo com a derrota por 1 a 0 para o La Paz fora de casa. A equipe mexicana havia vencido o adversário por 2 a 0. O time boliviano ganhou graças ao gol marcado por Edgar Clavijo, aos cinco minutos do segundo tempo, mas foi eliminado. O Atlas passou para o grupo 3, ao lado de Boca Juniors, Colo-Colo e Unión Maracaibo.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo