México

Semana azteca

“Continentalmente” falando, a última semana foi de alívio e esperança para os mexicanos que disputam a Copa Libertadores. Se ainda não garantiram suas vagas para as oitavas-de-final da competição, Jaguares e América venceram seus duelos e deixaram a vaga encaminhada para a última rodada.

Destaque maior, o América assumiu a ponta do disputado grupo 3 após uma ótima virada sobre o Argentinos Juniors no estádio Azteca. Depois de sair atrás no placar com um gol de Franco Niell logo no início do segundo tempo, as Águias viraram com Vuoso e Márquez.

O resultado ainda não tranquilizou a situação dos Canários. Na última rodada, o América joga sua classificação fora de casa contra o Nacional, no Uruguai. Uma derrota, aliada a uma vitória do time argentino sobre o Fluminense, deixa os Cremas fora das oitavas.

Para não depender de outros resultados, o conjunto de Coapa terá de obter pela primeira vez no torneio pontos fora de seus domínios. Imbatível em solo azteca, os Millonetas perderam para Argentinos Juniors (1×3) e Fluminense (2×3), mesmo desempenhando bons papeis na casa do adversário. O desafio agora será somar pontos e garantir a vaga. Situação complicada pela pressão que sofre o time após a derrota no Superclásico no último fim de semana, com os torcedores pedindo a renúncia do corpo diretivo e a saída do técnico Reinoso.

Enquanto isso, o time chiapaneco, de campanha decepcionante no campeonato nacional, surpreendeu o atual campeão Internacional e venceu por 1×0. Com o resultado, obtido graças a um gol do jovem atacante Antonio Salazar, os Felinos saltaram para a vice-liderança, contando com uma bobeada do Emelec, que não saiu do zero contra o fraquíssimo Jorge Wiltermann, na Bolívia.

Para garantir a vaga, os da selva precisam da vitória contra o Wilster, na Bolívia. Apesar de somar seu primeiro ponto contra os equatorianos, o time de Cochabamba não deve oferecer muita resistência. Em uma de sus piores campanha no torneio continental, o time ainda amarga a segunda divisão do incipiente campeonato boliviano. Com um time bancado por empresários apenas para a disputa da competição, sem entrosamento, torna-se obrigação para o Jaguares vencer se quiser continuar na Libertadores.

Mais do que isso, a campanha na Libertadores pode salvar a temporada do clube. Explica-se: o time realiza uma campanha medíocre no Clausura 2011. Com apenas 11 pontos em 13 partidas e a pior defesa da Liga (24 gols sofridos), os Felinos amargam a lanterna do campeonato.

Já praticamente eliminado, a preocupação com o rebaixamento aumentou com a derrota por 3×0 para o Pachuca, que oscila no torneio. O alívio do time chiapaneco é que o Necaxa parece cada vez mais querer garantir de vez a vaga na Liga de Ascenso para a próxima temporada. Mesmo assim, a média do clube para as próximas tabelas de descenso será preocupante, o que indica pressão para 2011/12.

Mesmo o San Luis, no grupo A, antes tido como carta fora do baralho, conseguiu há três semanas uma importante vitória sobre o Universidad San Martín, do Peru, por 3×1. Resultado que adiou a classificação dos Albos.

Na última rodada, os Gladiadores terão uma tarefa difícil: vencer o Libertad, do Paraguai, já classificado, fora de casa e contar com, no mínimo, do time peruano contra o Once Caldas.

Rayados na decisão

Na Liga dos Campeões da Concacaf, em duelo azteca, o Monterrey fez sua parte, segurou o Cruz Azul no empate por 1×1 e garantiu a vaga para a final.

O gol do empate (e da classificação) foi marcado (mais uma vez) pelo chileno Humberto Suazo (sempre ele), de pênalti, aos 36 minutos da segunda etapa. O sul americano começa a crescer novamente de produção na reta final da temporada (assim como em 2010), algo que preocupa os adversários.

Maior campeão da história da competição com cinco títulos, ao lado do América, os Cementeros deram adeus à chance de obter o título que não vinha desde 1997.

A decisão será contra o Real Salt Lake (Estados Unidos), que despachou o Deportivo Saprissa (Costa Rica). O desafio será conquistar a segunda taça do Coloso del Norte, que já venceu em 1993 a extinta Copa dos Campeões de Copa da Concacaf.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo