México

Perdeu, mas levou a tríplice coroa

Ninguém imaginou que o Fluminense pudesse chegar tão longe na Sul-Americana quando a competição iniciou. Principalmente pela campanha que o clube estava realizando no Brasileirão. No entanto, mais inesperado do que o clube chegar a final, eram as chances do clube conquistar o título após perder por 5 a 1 para a LDU em Quito, em uma partida em que a equipe equatoriana foi muito superior aos cariocas. Mas o Flu mostrou mais uma vez que tem muito brio e por muito pouco não conseguiu surpreender a todos e conquistar o título da Taça.

A torcida mostrou mais uma vez como é que se deve torcer, dando um exemplo a todos, principalmente aos paraguaios que apedrejaram os jogadores cariocas na semi-final. Armou um corredor humano para receber o clube, e aos gritos de “Guerreiro, time de guerreiro”, emocionou a todos e fez com que Cuca, mais uma vez (já que o treinador também havia realizado este ato quando era treinador do São Paulo), não descesse para o vestiário no intervalo do jogo e permanecesse no campo de jogo para continuar a sentir o calor da torcida.

Quanto a partida, a LDU mostrou que sabe disputar uma final de torneio mata-mata, não passou do meio-campo. Suas poucas investidas no ataque mostraram que a equipe estava preocupada com o Fluminense e que não precisava se expor ao ataque. Já o Flu, mostrou personalidade, além de futebol de uma equipe que se tivesse conquistado o título, estaria em boas mãos.

A equipe conseguiu marcar quatro gols, certo que um estava impedido, e ficou a apenas um tento da consagração final. E podia ter conseguido, não fosse o descontrole do atacante Fred, que foi expulso após perder a cabeça e tentar agredir o árbitro.Não fosse a expulsão do atacante, a sorte da equipe poderia ter sido outra neste campeonato.

Com o título, a LDU conquistou todos os campeonatos Sul-Americanos e um período um pouco maior do que um ano. Em meados de 2008 conquistou a Libertadores, em cima do próprio Fluminense, numa partida ainda mais emocionante para os cariocas. Depois foi a vez de outro brasileiro entrar no caminho dos equatorianos e cair. O Internacional, que venceu a Sul-Americana 2008, disputou em 2009 a Recopa com a LDU, e também perdeu para a Liga. Desta forma, a equipe conquistou a Tríplice Coroa Sul-Americana.

Melhores da Sul-Americana

A agência de notícias EFE divulgou uma lista com a seleção do campeonato. Veja se você concorda.

Goleiro:
Miguel Pinto, jogador da Universidad do Chile, e chegou até as quartas-de-final do torneio.

Defensores:
Norberto Araujo: Argentino de 31 anos, um dos grandes jogadores da LDU.
Gum: Zagueiro central do Fluminense.
Carlos Espínola: Zagueiro central da LDU, já veterano com 33 anos e marcou dois gols na Sul-Americana.
Emiliano Papa: Lataral esquerdo do Vélez Sarsfield, possui 27 anos, já foi convocado diversas vezes por Maradona.

Meio-campo
Jorge Rodríguez: Um dos melhores jogadores da surpresa uruguaia, o River Plate. Tem somente 25 anos e marcou um gol no campeonato.
Ulises de la Cruz: Mais um jogador da LDU na lista. O veterano atuou muito bem como volante e marcou dois gols no torneio.
Edison Méndez: O grande nome da primeira partida da final. Marcou sete gols e para muitos foi o melhor do campeonato.
Darío Conca: Um dos grandes nomes do Fluminense, e um dos maiores responsáveis pelo ressurgimento do bom futebol da equipe. Marcou dois gols na competição.

Atacantes:
Claudio Bieler: Uma das melhores temporadas na carreira do argentino. Marcou oito gols, e além do título, conquistou a artilharia da competição.
Fred: O jogador do Fluminense marcou cinco gols no campeonato, e não fosse seu descontrole na final poderia ter conquistado o título para o Fluminense.

Treinador
Cuca: O treinador não estava na seleção armada pela EFE, mas o elegi como tal devido a reviravolta que conseguiu realizar com o time do Fluminense.

A supremacia dos grandes

Durante a semana os clubes chilenos decidiram quais começarão a decidir o título neste final de semana. O Colo Colo e o Universidad Católica reafirmaram sua supremacia no futebol nacional e venceram, com certa facilidade, o Deportes La Serena e o Santiago Morning respectivamente.

O time albo contou com uma excelente atuação do colombiano Macnelly Torres, que é muito cotado para vir atuar em algum clube do Brasil em 2010, marcou dois gols no jogo de volta, e o argentino Ezequiel Miralles marcou um. O Colo Colo já havia vencido a primeira partida por 1 a 0 o La Serena, e com a combinação de 4 a 0, nas duas partidas, garantiu com tranquilidade sua vaga na final.

A Universidad Católica também não deu espaço para a surpresa, a equipe praticamente garantiu a classificação para a final na primeira partida ao vencer por 3 a 0 Santiago Morning fora de casa. E no jogo de volta, aplicou mais uma vitória acachapante, venceu por 5 a 3, com gols de José Morales, Rodrigo Toloza, Damían Díaz e Milován Mirosevic.

Para a final, que começará a ser decidido no dia 08, a Universidad Católica leva uma relativa vantagem em cima do Colo Colo. A equipe alba melhorou muito nas últimas partidas, tiveram um melhor aproveitamento do sistema ofensivo e defensivo, mas diante de um rival de peso, como a Universidad terá que mostrar muita personalidade para conseguir conquistar o título e uma vaga na Taça Libertadores 2010.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo