México

O primeiro campeão

Saiu o primeiro campeão do segundo semestre nos grandes países da América Latina. Na noite do dia 22 de outubro, o Blooming empatou em 1 a 1 com o Bolívar no estádio Hernando Siles, casa do adversário em La Paz, e sagrou-se campeão do Clausura 2009. Contrariando os prognósticos que favoreciam o Bolívar, a equipe de Santa Cruz de la Sierra conquistou sua quinta coroa.

A equipe já havia batido na trave em 2008. Na ocasião, o Blooming havia armado uma bela equipe para disputar a Copa Sul-Americana, na qual foi eliminada pelo Olimpia do Paraguai. E no Clausura, tinha se classificado para as semifinais com três rodadas de antecedência. Mas na final, caiu nos pênaltis para o Aurora na partida de desempate, já que havia vencido a primeira por 2 a 0 e perdido a partida de volta. No jogo de desempate disputado em Sucre, o resultado ficou em 2 a 2, mas, nas cobranças de penalidades máximas, o Aurora levou a melhor.

Neste ano, a história foi diferente. A equipe não começou muito bem, e se classificou em terceiro em sua chave com apenas 18 pontos, 7 a menos que o líder Bolívar. Nas quartas de final, os celestes enfrentaram o Real Potosí e passaram por fazer um total de 2 a 1 nos dois confrontos. Nas semi, veio o clássico contra o Oriente Petrolero, e na soma final as duas equipes empataram em 3 a 3, mas como o Blooming havia marcado mais gols fora de casa, garantiu a vaga na final contra o Bolívar.

No entanto, um dos principais fatores que garantiram a classificação para a final e o título para o Blooming foi o esquema armando na reta final pelo treinador Víctor Andrada. O treinador mudou o esquema da equipe e passou a jogar no contra-ataque todas as partidas do mata-mata. Armou duas linhas de quatro muito fortes, deixou Vieira livre para armar e na frente tinha somente Sucha, rápido atacante.

Nas duas partidas da final, a equipe foi muito bem, garantiu uma vitória em casa por 1 a 0 e na final, quando o Bolívar necessitava fazer o resultado para levar o torneio. Conseguiu segurar o empate e garantir o quinto título nacional da equipe. Além de ter frustado os planos do Bolívar em conquistar o Apertura e o Clausura.

Os outros títulos nacionais conquistados pela equipe foram em 1994, 1998, 1999, 2005 e Clausura 2009. Com o logro, a equipe garantiu uma vaga na Copa Libertadores da América 2010, competição em que a equipe não tem muita história – sua melhor participação foi em 1985 quando chegou à fase semifinal do torneio.

A vantagem é do Rebaño Sagrado

A história do Clássico Nacional entre Chivas Guadalajara e América é muito parelha. Em 152 partidas, a equipe do Guadalajara venceu 53 vezes, o América 50 e o empate perdurou em 49 ocasiões. E neste final de semana, as equipes irão escrever mais um capítulo nesta história que teve início no Parque Oblatos de Guadalajara, onde as equipes se enfretaram pela primeira vez, e o Chivas venceu por 3 a 1, no dia 16 de janeiro de 1944.

No entanto, o América não deixou por menos, e um mês depois aplicou uma sonora goleada por 7 a 2 em uma partida que, segundo os relatos da época, terminou em uma batalha campal. A última grande goleada no confronto aconteceu no Torneio de Inverno de 1996, quando o Rebaño Sagrado venceu por 5 a 0 o América, que era dirigido pelo argentino Ricardo La Volpe.

Há um ano e meio o Chivas não perde para o América – neste período foram disputados três partidas, que a equipe perdeu por 3 a 2, 2 a 1 e 1 a 0. E no estádio Azteca, a equipe não consegue vencer desde o Apertura 2007. Mas, neste Apertura, o América está melhor que o Chivas. Ocupa a terceira colocação em seu grupo, com 22 pontos, e está a apenas três do líder. Enquanto o Chivas também está em terceiro lugar no seu grupo, mas com 15 pontos e a 11 do líder Toluca.

As Águias possuem uma defesa sólida, a terceira melhor do campeonato, e para completar, o terceiro melhor ataque. E tem a partida como sendo chave para suas aspirações no campeonato. Porém, como em toda partida e principalmente em todo o clássico, há sempre uma equipe do outro lado. E o Chivas está com o orgulho ferido devido aos maus resultados, a equipe terá de vencer, se quiser continuar a aspirar coisas boas no campeonato.

Assim, no domingo, no estádio Colosso de Santa Úrusula, os torcedores poderão acompanhar um duelo de treinadores e táticas. Onde de um lado estará Jesús Ramírez, que se utiliza muito do contra-golpe. E do outro Raúl Arias, que acredita que o melhor ataque do Chivas, começa por uma defesa sólida. Seguramente, será um duelo muito travado, em que o América tentará diminuir a vantagem do Rebaño Sagrado.

Começou a cair treinador na Colômbia

Quem pensa que é só no Brasil que existe uma grande dança de treinadores está redondamente enganado. Durante a semana, após a derrota por 4 a 0 para o Deportivo Pereira, Néstor Otero, treinador do Deportes Quindío foi demitido pela direção do clube.

O motivo da demissão? A fraca campanha realizada pelo clube no Finalización foi um dos principais fatores, já que após 14 rodadas, somou apenas 13 pontos, além do fantasma do rebaixamento assombrar cada vez mais os 'cafeteros'. Com a derrota, a equipe ficou a apenas 3 pontos do próprio Deportivo Pereira na tabela de promedio, que indica que serão os rebaixados.

E outros treinadores também estão na berlinda. Jorge Luis Pinto, do Cúcuta, e José Eugenio Hernández, do Deportivo Cali, podem ser os próximos treinadores a deixarem suas equipes no Finalización.

A continuidade dos dois treinadores no cargo está condicionada à classificação das equipes para o quadrangular final. O Cali está em décimo lugar, com um ponto a menos do oitavo lugar, Millonarios. Enquanto o Cúcuta Deportivo está com cinco pontos a menos e em décimo quarto lugar.

Restam apenas quatro rodadas para o final da fase de “todos contra todos”, e mais uma derrota para alguma das duas equipes, pode custar a classificação e a cabeça de mais um treinador no Finalización. Assim como no Brasil, os resultados imediatos são o fiel da balança também em outros lugares.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo